Street Fighter II Capcom Arcade Stadium

A publicação japonesa Oricon News realizou recentemente uma entrevista com o diretor de Street Fighter 6, Takayuki Nakayama, onde ele fala longamente sobre o que fez de Street Fighter 2 um sucesso tão grande e por que o gênero quase morreu em menos de uma década (via EventHubs).

De acordo com Nakayama, o público foi atraído pelos “visuais impressionantes” e pelas configurações de controle exclusivas nos fliperamas que você não conseguia nos consoles domésticos da época. Junte isso ao aspecto social dos fliperamas e você terá o palco perfeito para Street Fighter 2 dominar tudo.

“Além dos belos gráficos e da facilidade de comunicação com pessoas que pensam da mesma forma, o fato de custar 100 ienes para jogar uma vez foi um grande fator”, disse Nakayama. “Acho que a ideia de fazer um jogo de luta onde você pode continuar enquanto estiver ganhando foi brilhante. Se você vencer, pode continuar jogando. Para continuar jogando por mais tempo, você não tem escolha a não ser ficar mais forte”.

O declínio dos jogos de luta 2D é frequentemente atribuído à morte dos fliperamas em todo o mundo no final dos anos 90, mas Nakayama entra em mais detalhes sobre por que isso aconteceu.

“O primeiro motivo é que as especificações dos consoles domésticos cresceram cada vez mais. Jogos como Resident Evil e Final Fantasy, onde os gráficos e a experiência eram o foco principal, começaram a ser lançados”, disse o diretor de SF6. “Isso significava que os jogadores que valorizavam esses aspectos mudaram dos fliperamas para os consoles domésticos. E um pouco mais adiante na linha do tempo, os dispositivos móveis se tornaram mais avançados e você pode começar a experimentar os jogos na palma da sua mão como uma conveniência”.

É claro que havia franquias como Tekken, Mortal Kombat e SoulCalibur que se concentravam cada vez mais na experiência do console doméstico e alcançaram grande sucesso fazendo isso na era do PlayStation 2, mas as tentativas da Capcom falhariam em ter o mesmo impacto que antes. Nakayama atribui isso em parte às necessidades dos desenvolvedores de “evoluir” a fórmula vencedora de Street Fighter 2, o que pode ter afastado mais pessoas.

“Além disso, acho que Street Fighter 2 foi incrivelmente divertido e tão completo que se tornou muito difícil de replicar”, disse Nakayama. “Muitas tentativas foram feitas para ‘evoluir’ essa fórmula, mas inevitavelmente levariam à percepção de que eram simplesmente mais difíceis, tornando mais difícil para as pessoas se apegarem a elas”.