A Sony Pictures Entertainment Inc. anunciou que aquisição da Crunchyroll foi oficialmente concluída.

Em dezembro do ano passado, a AT&T e a WarnerMedia concordaram em vender o Crunchyroll para a Funimation. O preço de compra para a transação foi estimado pela Sony em US$ 1,175 bilhão.

À primeira vista, a aquisição da Crunchyroll pela Sony da AT&T pode colocá-los em uma posição melhor para competir com a Netflix, mas a mudança na verdade aumenta sua influência sobre a indústria japonesa de anime. Ao adicionar 70 milhões de membros gratuitos da Crunchyroll e 3 milhões de assinantes pagos ao seu portfólio de empresas de streaming e produção de anime, a empresa pretende colher os frutos do crescimento do anime no exterior, que em 2017 e 2018 cresceu para quase metade dos mais de ¥ 2,1 trilhões de receita total da indústria (cerca de US$ 19 bilhões).

Nos últimos anos, a Sony fortaleceu seu portfólio de serviços de streaming internacional por meio de aquisições, começando em 2015 com o serviço francês de streaming de anime Wakanim. Em 2018, a empresa comprou a distribuidora australiana de anime Madman Anime e seu serviço de streaming, AnimeLab. Um ano antes, uma subsidiária separada, a Sony Pictures Television, adquiriu a distribuidora americana de anime Funimation. Então, em 2019, a Aniplex e a Sony Pictures Television consolidaram todos esses serviços de streaming sob o nome da Funimation como uma joint venture entre as duas subsidiárias.