AnálisesPS4

Tokyo Xanadu eX+

Análise

NOME: Tokyo Xanadu eX+
FABRICANTE: Falcom
PLATAFORMA: ps4
GENERO: ARPG
DISTRIBUIDORA: Aksys Games

LANÇAMENTOS
08/12/2017 08/12/2017 08/09/2016


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: 1080p

Nº de Jogadores: 1

Troféus (inclusive Platina)

DLC

Espaço necessário: 5,65 GB

Legendas em PT-BR: Não

Dublagem em PT-BR: Não


Xanadu é uma das franquias mais antigas de ARPGs da Falcom, focada na exploração de grandes labirintos e com pouca história. Tokyo Xanadu, no entanto, não tem praticamente ligação ou similaridades com os demais Xanadu, sendo muito mais semelhante à subsérie Trails of Cold Steel, atualmente a série de maior popularidade da produtora.

A história em Tokyo Xanadu acompanha Tokisaka Kou, um estudante do segundo ano do ensino médio particularmente conhecido por realizar vários pequenos serviços pela cidade. Saindo de um de seus trabalhos, Tokisaka se depara com uma colega sendo assediada e, tentando ajudá-la, acaba entrando no Eclipse, uma espécie de mundo paralelo que toma a forma de labirintos.

A história é dividida em capítulos, sendo que usualmente consistem de algum incidente que possui relação com o Eclipse e com Tokisaka e seus amigos tentando descobrir a causa principal. A estrutura de cada capítulo consiste de um tempo livre para realizar missões opcionais, conhecer melhor os outros personagens por meio de cenas especiais, jogar minigames, etc. Uma vez que a história do capítulo começa, ela dificilmente para até que o incidente seja resolvido.

Essa é uma estrutura semelhante aos jogos Trails of Cold Steel e contém as mesmas vantagens e desvantagens. Infelizmente, ainda é impossível assistir todos os eventos com todos os personagens em uma única jogada, fazendo com que se perca momentos importantes de caracterização para alguns. A estrutura também causa problemas no pacing do jogo, em que alguns eventos ocorrem com uma enorme lentidão e, de maneira repentina, a história começa a avançar em um ritmo bastante acelerado.

Felizmente, a história não é difícil de ser acompanhada, mas também não é um grande ponto forte do jogo, contando com alguns momentos supostamente inesperados, mas facilmente previsíveis. No entanto, o ponto forte do título está na caracterização dos personagens, desde os principais e jogáveis em combate até mesmo os NPCs da cidade, que possuem histórias próprias e dão uma autenticidade ao mundo criado em Tokyo Xanadu.

Por exemplo, no início do jogo é possível conversar com uma menina e descobrir que ela acaba de se mudar para a cidade. No decorrer dos capítulos, ela faz novos amigos e costuma brincar no parque da cidade. Eventualmente, é possível encontrar a mãe dela, que trabalha como guia turística, e conta como fica feliz por sua filha ter feitos novos amigos. Essa pequena história é contada por meio de conversas com NPCs no jogo, envolve muitas outras pessoas da cidade e mais detalhes vão sendo adicionados no decorrer do jogo. Esse detalhamento na criação do mundo é um dos pontos fortes dos RPGs da Falcom e Tokyo Xanadu age como o primeiro jogo no que, espero, deve se tornar uma série de longa duração.

A jogabilidade de Tokyo Xanadu é de um jogo de ação simples com elementos de RPG. Existem múltiplos personagens, mas que possuem o mesmo conjunto básico de ações. Ataques normais, ataque forte, projéteis, esquiva, troca de personagem, ataque aéreo e mecânicas de ataque em grupo consistem de praticamente todas as ações possíveis no combate, sendo este um sistema bem simples e que não evolui durante a jornada. O que evolui, no entanto, são os inimigos, que se tornam cada vez mais poderosos e com padrões de ataque mais interessantes, transformando um sistema de batalha simples e funcional em divertido. Tokyo Xanadu também conta com algumas das melhores lutas contra chefes que tive no ano, sendo um dos pontos mais fortes do título.

O lado RPG consiste em melhorar suas armas e, consequentemente, suas habilidades, utilizando de itens específicos obtidos em labirintos do Eclipse e no uso de Elementos, pequenas esferas que garantem vantagens como aumento de ataque e defesa, maior tempo de esquiva, etc. Melhorar as armas garante um certo crescimento do seu personagem, enquanto que a escolha dos Elementos abre um pouco de customização para adaptar o personagem ao estilo de jogo do jogador.


Existem diversos labirintos em Tokyo Xanadu e eles usualmente têm uma duração ideal, não sendo nem muito curtos, nem muito longos e tediosos. Também existe um ranking em cada labirinto, sendo que a nota depende do quão rápido você conclui o estágio, quantos inimigos mata, a forma que os mata e se quebrou todas as caixas de um labirinto, que usualmente contêm itens. O maior ponto fraco dos labirintos é a falta de uma identidade visual em muitos deles, sendo que os mais interessantes ficam para o final do jogo.

A versão eX+ de PS4 traz melhorias de desempenho como 60 frames por segundo, maior resolução e também traz uma quantia significativa a mais de conteúdo se comparado à versão de Vita. Existem agora novos cenários que acontecem entre cada capítulo e ajudam a aprofundar melhor a história principal do jogo, assim como demonstrar as relações interpessoais dos outros membros da equipe. Além disso, também existe uma espécie de novo epílogo, cuja principal função é justificar uma inevitável sequência.

 

Veredito

Tokyo Xanadu eX+ é um ótimo ARPG que conta com um excelente detalhamento do seu mundo para contar sua história. A história principal pode não surpreender, mas é bem contada e as pequenas histórias do dia a dia tornam o título mais interessante. Conquistar um labirinto após enfrentar várias armadilhas e monstros é bastante recompensador e alguns dos chefes são um grande destaque devido aos seus padrões de ataque interessantes. Em suma, Tokyo Xanadu é recomendado para os que gostam de explorar um mundo bem construído e que gostam de RPGs de ação com mecânicas simples de combate.
 

Jogo analisado com código fornecido pela Aksys Games


 

80%