AnálisesDLCPS4

Wild Run (The Crew)

Análise

NOME: Não disponivel
FABRICANTE: Não disponivel
PLATAFORMA: ps4
GENERO: Não disponivel
DISTRIBUIDORA: Não disponivel

LANÇAMENTOS
Não disponivel Não disponivel Não disponivel


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Não disponivel


The Crew foi um jogo ambicioso – afinal, sua proposta era oferecer um jogo de corrida MMO com o mapa dos EUA. Você pode saber mais sobre ele em nossa análise clicando aqui.

Um ano depois, a Ubisoft e a Ivory Tower lançam uma grande expansão para o jogo, trazendo principalmente motos e novas categorias de carros.

A expansão é ambiciosa tanto quanto o original: motos, monster trucks, veículos licenciados, clima dinâmico, melhorias nos visuais, ajustes na física do jogo e uma competição online gigantesca chamada The Summit. Porém, infelizmente, sofre em sua execução novamente.

Primeiramente, é preciso deixar claro que a maior parte das atualizações de Wild Run estão disponíveis para todos os jogadores de The Crew, como os ajustes na física e o clima dinâmico mencionado anteriormente. Porém, essas melhorias não mudam muito a situação do jogo lançado no ano passado. O clima dinâmico, por exemplo, varia muito pouco: em várias horas de jogo, você provavelmente encontrará uma breve chuva e nada mais. Obviamente que isso é uma melhoria, pois o jogo base não tinha mudança climática, mas não espere que o clima realmente varie bastante.

Por outro lado, as ruas molhadas mudam a tração do seu carro graças à física melhorada e à direção. Todos os veículos reagem de forma mais realista aos comandos do jogador, portanto, o gameplay do jogo de uma forma geral melhorou significamente. Mas nem tudo são flores. Há momentos em que parece que os carros não estão tocando a estrada, e sim flutuando sobre ela. Os gráficos também sofreram ajustes, mas há texturas fracas e os carros aleatórios no mundo do jogo não são muito detalhados. De uma forma geral porém, as mudanças são positivas e deixam o jogo com um visual mais próximo ao dessa geração de consoles.

Wild Run tenta consertar o mundo entediante do interior dos EUA com um modo chamado FreeDrive Stunts. A qualquer momento, o modo coloca objetivos aleatórios para os jogadores: ande na contra-mão por tantos metros ou passe de raspão por 15 veículos, por exemplo. São objetivos que se tornam entediantes e de vez em quando chatos de serem cuprimdos. Pegando o exemplo de pular uma certa distância – como fazer isso sem uma rampa por perto? De forma similar, FreeDrive Challenge permite colocar checkpoints no mundo do jogo e fazer uma corrida. Da mesma forma esse modo se torna limitado pois só está disponível quando o jogador está de forma cooperativa com um amigo. Sozinho ou com aleatórios na internet não será possível ver esse modo em ação.

Jogadores de The Crew sabem que toda vez que se escolhe um veículo, é possível deixá-lo otimizado para o tipo de terreno ou corrida que virá. Wild Run oferece três novas categorias: carros de drift, dragsters e monster trucks. Os dois primeiros praticamente só podem ser usados para os eventos criados para eles, pois é impossível usá-los normalmente. E esses eventos são bem feitos e oferecem novidade aos diversos já existentes no jogo base.

Eventos com dragsters são simples mas satisfatórios: jogadores precisam acelerar seus motores para encher uma barra até o nível correto e então manter a aceleração e a marcha. Já eventos de drifts são fáceis de imaginar: ganhe pontos unindo derrapagens; o sistema de pontuação é bastante generoso.

Já monster trucks e as motos são muito divertidos. Motos são rápidas e ágeis, o que difere um pouco da maioria dos carros de The Crew. Os monster trucks são divertidos justamente por terem as rodas gigantes e você poder passar por cima de tudo em seu caminho, principalmente outros carros. Com os monster trucks também há pistas para fazer manobras, bem à lá Trackmania, ou seja, bastante insanos – como se fosse manobras de skates.

Por fim, temos o "The Summit". Trata-se de uma competição na qual cada summit tem duração de três dias em média e conduzirá os participantes por lugares icônicos do mapa dos Estados Unidos. Duas classificatórias ficam disponíveis a cada semana e após um mês cheio de competição os melhores pilotos ganham acesso à grande final, onde podem conquistar o título de rei das estradas e garantir um veículo exclusivo. Ou seja, é um modo desafiador e que fará os fãs mais dedicados participarem de diversos eventos do jogo, inclusive alguns bastante únicos para o próprio Summit.

Veredito

Apesar de todo esse conteúdo novo em Wild Run, a inconsistência de The Crew persiste. A interface ainda não agrada e a história continua sendo ruim e não pode ser evitada por novos jogadores. Além disso, muitas coisas dependem de amigos e os ajustes oferecidos nesta atualização não causaram tanto impacto. Porém, os monster trucks são divertidos, assim como as outras categorias, que oferecem conteúdo inédito o suficiente. Em outras palavras, apesar de ser um jogo mediano para bom e a expansão deixá-lo ainda melhor, há ofertas mais interessantes no mercado para fãs de corrida.

DLC analisado com código fornecido pela Ubisoft.

70%