AnálisesPS Vita

Street Fighter x Tekken

Análise

NOME: Street Fighter x Tekken
FABRICANTE: Capcom
PLATAFORMA: psvita
GENERO: Luta
DISTRIBUIDORA: Capcom


LANÇAMENTOS
19/10/2012 19/10/2012 25/10/2012


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução: qHD

Jogadores: 1-4

Troféus

DLC

Espaço necessário para a versão download: 2,1 GB


Street Fighter x Tekken foi lançado em março de 2012 para o PlayStation 3. Apesar de termos gostado do título, a opinião pública é bastante dispersa. O jogo, atualmente, é praticamente um ame ou odeie. E, considerando a atitude da Capcom com toda a história de DLCs presentes no disco, o preço cobrado por eles e os mais variados tipos, além de diversos sistemas que a longo prazo não deram certo como Pandora e Gems, não é de se espantar que isso tenha acontecido.

SFxT no Vita é uma edição completa. Ela possui todas as características da versão de PS3 (por isso, caso nunca tenha jogado o game, recomendamos que leia nossa análise clicando aqui), todos os personagens DLCs, além de outras novidades que discutiremos aqui. Se você jogou a versão de PS3, já imagina o que encontrará no portátil.

A primeira coisa que deve ser notada é a "falta" de botões no Vita. O jogo exige apenas seis botões, porém se você está acostumado com atalhos, possui ao menos uma opção: a tela de toque. Nela, você pode inserir quatro botões extras. Inclusive, há um modo chamado "Casual" que funciona como um modo automático: toque na tela para que o personagem lute por você. É bastante ridículo e mais atrapalha do que ajuda se você pretende evoluir no game. O modo casual pode ser ligado ou desligado nas opções.

A maioria das novidades encontram-se no "Player Data" do menu principal, que nos leva à tela ilustrada abaixo:

As primeiras duas opções são idênticas ao PS3: veja suas estatísticas detalhadamente. O resto é tudo novidade. "Trophy Viewer" permite ver o quanto falta para ganhar cada troféu do jogo. "K.O. Monument" mostra uma pequena estátua do personagem do adversário que você derrotou no modo online. "My Collection" mostra uma coleção dos replays. "Battle Log" são os replays das suas últimas lutas online. Por fim, "Gallery" possui três seções internas: escute todas as músicas e efeitos sonoros, veja os diversos vídeos do game (não temos certeza, mas acreditamos que os curtas feitos especialmente para a versão de Vita que a Capcom produziu – clique aqui para ver o primeiro episódio – não estão presentes) como os prólogos e finais de cada dupla do modo Arcade e por fim, o "AR Viewer". Esta opção de realidade aumentada coloca um personagem no "mundo real" através da câmera do portátil para que você possa tirar uma foto com ele.

As novidades terminam no uso do "near" (bem simples, por sinal – é possível compartilhar a sua criação de roupa de personagem) e no modo "Burst Kumite", que é um "Arcade Mode" infinito, com oponentes aleatórios e "fantasmas" baseados em pessoas que você enfrentou online.

Há diversos detalhes que são notados, como em lugares que você só pode controlar com a tela de toque. Ou a customização de cor do personagem, que deixa o portátil na vertical, além de usar a tela de toque. Há ainda o "Swap" no modo Arcade – quando você perde, ao invés de dar "Continue", pode jogar com a dupla que a CPU venceu você e continuar progredindo no modo. Novamente, um extra, basicamente, inútil.

O "grosso" mesmo do jogo continua sendo todas as características que a versão de PS3 ofereceu em março e que continuam aqui presentes. Principalmente o modo online, que além de possuir todas as opções do PS3, também permite jogar com ele (assim como coisas mais básicas, como compartilhar as cores de roupas criadas entre os dois consoles). Ou seja, donos de Vita podem enfrentar donos de PS3. É possível também formar duplas no modo online, como o PS3 já permitia. Ou seja, todas as funções estão aqui intactas.

Street Fighter x Tekken de Vita oferece tudo que a versão de PS3 ofereceu, mais os personagens DLC (que depende se você comprou para o console) e alguns extras que tornam a experiência "refrescante", mas que não são muito relevantes. Ou seja, é uma "Complete Edition". Se você gostou da versão de PS3, gostará de Vita, porque a experiência é basicamente a mesma. Os gráficos estão bonitos no portátil e os cenários continuam os mesmos, mas sem todos aqueles inúmeros efeitos da versão de PS3 – um ponto positivo, talvez – ou com algumas mudanças. Por exemplo, no cenário do foguete, temos Mega Zangief e Jack na parte exterior (no PS3, era apenas Mega Zangief), mas no cenário dos dinossauros, em sua parte inferior, há apenas Roger se mexendo, praticamente. Como o PS3 e Vita jogam entre si, os cenários continuam iguais em seus tamanhos.

Street Fighter x Tekken no Vita demorou muito para ser lançado. O jogo de PS3 foi bem recebido quando foi lançado, mas o tempo mostrou que suas mecânicas propostas (Pandora, Gems e coisas mais profundas como os "jabs, jabs, jabs" em defesas) não deram certo. E isso, por sua vez, afeta versão de Vita. A Capcom já anunciou que planeja lançar uma versão "2013" do game, com mudanças bastante significativas, para meados de dezembro. Na ocasião, veremos se o título consegue se tornar popular – missão difícil pela impressão que deixou nos jogadores.

Não se engane – apesar de tudo, Street Fighter x Tekken ainda é um bom jogo e a versão de Vita torna toda a experiência portátil. Como dito anteriormente, se gostou da versão de PS3, pegue. Porém, se deseja um jogo de luta para o Vita, há outras opções um pouco mais atraentes, como Mortal Kombat, BlazBlue: Continuum Shift Extend ou até mesmo Ultimate Marvel vs Capcom 3.


— Resumo —

+ Todo o conteúdo da versão de PS3 e os personagens DLC
+ Extras como "Gallery"
+ Controles funcionais, incluindo a tela de toque como atalhos
+ Conectividade online com o PS3 (cross-play)
+ Gráficos, taxa de quadros fluente

Versão de Vita demorou para ser lançada
Modo casual não é funcional
Maioria dos extras é irrelevante
Patch de balanceamento ainda será lançado

 

80%