AnálisesPS3

[PSN] Stealth Inc.: A Clone in the Dark

Análise

NOME: [PSN] Stealth Inc.: A Clone in the Dark
FABRICANTE: Curve Studios
PLATAFORMA: ps3
GENERO: Plataforma / Puzzle
DISTRIBUIDORA: Curve Studios


LANÇAMENTOS
24/07/2013 24/07/2013 Não disponivel


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Número de jogadores: 1

Espaço necessário: 425 MB

Troféus (sem Platina)

Leaderboards

Cross-buy e Cross-save com a versão de Vita


Stealth Inc. é um jogo side-scrolling de plataforma e puzzles com grande foco, como o próprio nome já diz, em stealth. Você controla um clone que deve escapar de uma fábrica onde tudo e todos querem matar você. Ao longo de dezenas de fases você deve evitar armadilhas mortais, robôs assassinos e vários outros tipos de obstáculos para poder se libertar de sua prisão.
 
Jogos de stealth costumam ser lentos e exigem paciência do jogador, mas Stealth Inc. (SI daqui em diante) subverte isso e traz um stealth muito ágil, que exige reflexos rápidos e decisões de momento. Nas fases há áreas de sombra total, de penumbra e de luz total, e você deve usá-las a seu favor para superar os desafios. Na sombra total os inimigos não o vêem, mesmo que estejam perto de você, enquanto que se você for visto na luz total, é quase certeza de que irá morrer. As áreas de penumbra oferecem um meio-termo a isso: os inimigos sabem que você está ali, mas devem “focar” a visão em você para poder matá-lo, dando alguns segundos para que você decida o que fazer.
 
 
 
Morrer é algo muito comum em SI: você não possui armas e nem armaduras, e depende apenas das suas habilidades de pulo e de se esconder nas sombras para sobreviver. Felizmente, o jogo possui um sistema de checkpoints muito bem feito e você nunca terá que voltar muito quando morrer.  SI também não é injusto: se você morrer, será por falha sua e não por culpa do jogo.
 
A história por trás do jogo é bem sutil, já começando pelo tutorial: ele não é intrusivo, aparecendo como mensagens discretas nas paredes das fases, e a ideia é que você deve realmente aprender tentando, sem um pop-up “APERTE X PARA PULAR” aparecendo piscando na sua cara, tampando a tela e interrompendo o fluxo do jogo. O restante da história é contado indiretamente, ao longo das fases, e conforme você se aproxima do final vai entendendo mais o que se passa ao seu redor. O jogo é repleto de surpresas e decisões surpreendentes, e o seu final é sensacional e, no mínimo, inesperado.
 
O gameplay é o que se espera de um bom jogo de plataforma: simples e de respostas rápidas. Há um botão para pular, outro para se agachar e andar por locais apertados e outro para interagir com objetos do cenário. Você também pode se pendurar na borda das plataformas, e basicamente é isso. O conjunto restrito de ações faz com que você foque nos objetivos do jogo, e não nos comandos para alcançá-los. Em pouco tempo de jogo os comandos já serão naturais para você, permitindo que você termine as fases com rapidez.
 
 
 
Rapidez também é vista no carregamento no jogo. Todos os loadings são praticamente instantâneos, seja para começar uma fase ou para voltar ao menu principal. O jogo também oferece uma forma de recomeçar uma fase a qualquer momento, apertando Select, e isso também é ligeiro. Se eu tenho uma reclamação sobre isso, é que ao terminar uma fase, na tela de resultados, não há uma opção rápida de tentar novamente; você deve ir para o menu, escolher a mesma fase e então jogá-la. É algo que não interfere na recomendação, mas seria um bônus caso existisse.
 
O jogo é distribuído em 8 mundos, cada qual inicialmente com 8 fases – totalizando 64 fases básicas, um número já bastante considerável. Cada fase possui um objeto especial para ser encontrado, uma hélice que geralmente é muito bem escondida e pode dar bastante trabalho para localizar. Ao encontrar as 8 hélices de um mundo, uma nova fase é liberada.
 
Cada fase também possui critérios de classificação quando você a termina – tempo, número de mortes e número de vezes em que você foi visto. Dependendo de como você termina uma fase, recebe estrelas e uma classificação: D (a mais baixa), C, B, A, S (a mais alta). Conseguir ranking S nas fases pode ser um desafio gigantesco, mas é muito recompensador. Ao obter S nas 8 fases de um mundo uma nova fase também é liberada, então no total o jogo oferece 80 fases para o seu deleite.
 
 
 
Todas as fases possuem Leaderboards, então para quem gosta de ainda mais desafio, terá o mundo todo para enfrentar. Ao passar uma fase, também são habilitadas roupas especiais para o protagonista, que modificam um pouco a jogabilidade e ajudam a estender a vida útil do jogo. Uma roupa permite que você fique invisível na luz total durante alguns segundos, outra cria um holograma para distrair os inimigos, outra permite criar portais para teleporte, dentre outras. O porém é que usando estas roupas, o jogo não permite que você tire ranking S nas fases, e há Leaderboards especiais para quem utiliza estas roupas.
 
SI é um jogo difícil, e não somente pelas mortes instantâneas. O jogo possui alguns puzzles muito elaborados e que realmente vão fazê-lo quebrar a cabeça. A recompensa ao conseguir resolvê-los é você se sentir bem inteligente, e isso é sempre positivo. O jogo começa tranquilo, com poucos desafios, mas a cada mundo novas mecânicas e inimigos são introduzidos, dificultando cada vez mais a superação das fases.
 
Como se não bastasse todo o conteúdo que o jogo já oferece, ainda há um editor de fases que permite que você crie a sua fase da forma como quiser, podendo usar todos os elementos que os criadores utilizaram nas fases normais. Apesar de ser bem completo, eu achei o editor de fases confuso. Ele não permite usar o direcional digital para movimentar o cursor, o que daria mais precisão para algumas ações, e algumas ferramentas, como a borracha, são inacreditavelmente lentas – você aperta o botão e a ação demora um segundo para acontecer.
 
 
 
Contudo, o editor possui dois poréns ainda maiores. O primeiro é que o jogo não oferece uma forma fácil de jogar as fases que você criou; você deve entrar no editor, carregar a fase que havia salvo, sair do modo de edição e ativar o modo de jogo para só então começar a jogar. O outro porém é ainda mais importante: não há uma forma de compartilhar as fases que você criar, ficando elas restritas apenas ao seu console. Essa é uma limitação que praticamente anula a razão de ser do editor, já que seria muito mais legal poder enviar fases para os seus amigos e receber as deles.
 
O jogo também possui alguns bugs: em mais de uma ocasião fiquei preso em uma parte do cenário, sem poder sair nem morrer para ativar um checkpoint, sendo forçado a recomeçar toda a fase. Um bug mais significativo, que não me afetou diretamente mas que deve ser mencionado para avisar potenciais vítimas, é que o sistema de cross-save do jogo está com problemas, e para alguns usuários a troca de consoles está deletando os rankings obtidos nas fases. A desenvolvedora está ciente disso e pretende corrigir o bug, mas de qualquer forma o problema é real no momento, e perder aquele ranking S difícil de conseguir deve ser muito frustrante.
 
Stealth Inc. é um ótimo jogo de plataforma e stealth, repleto de puzzles que o farão quebrar a cabeça e com bastante conteúdo para mantê-lo entretido por um bom tempo. Além de tudo que já foi dito na análise, o jogo também tem um visual bonito, bem estilizado, e as músicas são legais. Seja no PS3 ou no Vita, se você gosta de um bom desafio, de uma jogabilidade que exige agilidade e precisão e de jogos com histórias discretas, mas muito interessantes, este jogo é para você.
 
 

 


— Resumo —

+ Divertido e difícil
+ Puzzles desafiadores
+ 80 fases para terminar
+ Colecionáveis e rankings por fase
+ Editor de fases completo
+ Gráficos bonitos e músicas boas


Alguns bugs
Editor de fases é confuso de usar
 Jogar fases criadas é complicado
 Não há como compartilhar as fases criadas

 

Jogo analisado com código fornecido pela desenvolvedora.

90%