AnálisesDLCPS4

Análise – World of Final Fantasy Maxima

Análise

NOME: World of Final Fantasy Maxima
FABRICANTE: Square Enix
PLATAFORMA: ps4
GENERO: RPG
DISTRIBUIDORA: Square Enix


LANÇAMENTOS
06/11/2018 06/11/2018 06/11/2018


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: 1080p
Nº de Jogadores: 1
Espaço Necessário: 1,05 MB
Dublagem PT-BR: Não
Legendas PT-BR: Não


Tivemos uma grata surpresa quando World of Final Fantasy foi originalmente lançado em 2016. Dentro do vasto mar de variáveis que representa os spin-offs da franquia Final Fantasy, essa celebração da história e legado clássico da série rendeu um bom jogo que, mesmo com várias falhas, remete aos seus pilares mais fundamentais com um estranho aspecto de captura de monstros (aqui chamados de Mirages) e roteiro divertido.

Dois anos depois, World of Final Fantasy recebe um upgrade através do DLC Maxima, trazendo algumas pequenas adições valiosas, tanto para os fãs que querem um motivo para retornar à Grymoire quanto para quem quer conhecer esse tributo tão especial pela primeira vez. Isso significa a adição de novas Mirages, novas dungeons, um final secreto e algumas outras pequenas melhorias.

World of Final Fantasy Maxima

As mirages são versões fofas dos monstros clássicos de Final Fantasy que podem ser imprismed (o termo do jogo para a captura com um prisma) e, posteriormente, serem parte da equipe de um dos gêmeos protagonistas do jogo (Lann e Reynn). As mirages incluídas no jogo são bem legais e poderosas, sendo úteis no decorrer da história, além de algumas servindo como novos Murkrifts, batalhas especiais em determinadas áreas do jogo. Isso preenche o vazio de mapas como Tometown e Big Bridge, assim como há desafios ainda maiores no Coliseum.

Estruturalmente, Maxima não representa qualquer mudança a WoFF. O Stack System, as batalhas por turno, a invocação de heróis, a navegação pelo mapa, a presença de Nine Wood Hills como hub central e a base da história, inclusive o seu final verdadeiro, continuam os mesmos. A diferença é que agora é possível andar por aí com o visual chibi dos heróis clássicos equipando um novo item, as Champion Jewels. Isso vai desde o Warrior of Light, até as novas adições do DLC como Cecil (de Final Fantasy IV), Zack (de Crisis Core), Serah (Final Fantasy XIII) e Noctis (Final Fantasy XV).

Outra adição é um New Game Plus+ (algo estranhamente ausente do jogo original), sendo possível agora começar um novo jogo do zero carregando algumas coisas como os itens de batalha, mirages, gil e Mirajewels. Isso se torna fundamental se o jogador quiser aproveitar o novo nível de dificuldade chamado Nightmare, a qual faz jus ao seu nome com inimigos muito mais desafiadores (mas com drops e recompensas de experiência muito melhores).

Por fim, Maxima traz a Ultimate Dungeon: uma área especial ao final da Crystal Tower, uma das últimas dungeons, com inimigos ainda mais poderosos. Há também novos chefes especiais após o endgame, além de um final secreto (liberado após completar novas tarefas desbloqueadas no fim do jogo) que serve como epílogo para WoFF e “planta as sementes” para uma eventual sequência. Vale mencionar também um item para ajudar a localizar todos os baús espalhados pela aventura, facilitando assim o troféu mais chato de se conseguir, apesar de, infelizmente, Maxima não trazer novos à lista original.

No geral, World of Final Fantasy Maxima é uma boa adição de conteúdo ao título original, mesmo não sendo nem de longe obrigatório para quem já o jogou anteriormente, salvo se você estivesse ansioso por uma dificuldade brutal ou um New Game Plus+. Essas adições, entretanto, tornam-o ainda melhor para quem esperou até agora para jogá-lo, ajustando algumas coisas. As pequenas cenas com os novos heróis e o novo final são suficientes para deixar o jogador ansioso por uma sequência para esse simples e divertido spin-off.

World of Final Fantasy Maxima

Veredito

World of Final Fantasy Maxima é a versão definitiva desse curioso e divertido spin-off da franquia e traz conteúdo suficiente para tornar a experiência ainda melhor, com várias melhorias e novos desafios que justificam o DLC.

Jogo analisado no PS4 padrão com código fornecido pela Square Enix.

80%