AnálisesPS Vita

Análise – The House in Fata Morgana: Dreams of the Revenants Edition

Análise

NOME: The House in Fata Morgana: Dreams of the Revenant Edition
FABRICANTE: Novectacle
PLATAFORMA: psvita
GENERO: Visual Novel
DISTRIBUIDORA: Mighty Rabbit Studios


LANÇAMENTOS
Não disponivel Não disponivel 16/03/2017


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: qHD
Nº de Jogadores: 1
Troféus (inclusive Platina)
Espaço necessário: 2.8 GB
Disponível na PlayStation Store
Cross-Buy com PlayStation 4
Legendas em PT-BR: Não
Dublagem em PT-BR: Não


The House in Fata Morgana é uma visual novel lançada no Japão em 2012 por um pequeno grupo de desenvolvedores chamado Novectacle. Depois de alguns anos tentando encontrar alguma publisher que pudesse lançar o jogo no Ocidente, tivemos o lançamento ocidental para PC em 2016.

De início, era um jogo relativamente desconhecido, de um grupo que até então não teve nenhum conteúdo traduzido para o inglês, porém após sua estreia, a propaganda boca-a-boca foi tamanha, impulsionando as vendas do jogo no PC e fazendo com que a Mighty Rabbit Studios e Limited Run Games se interessassem em lançar uma coletânea para as plataformas PlayStation, assim nascendo The House in Fata Morgana: Dreams of the Revenants Edition.

The House in Fata Morgana: Dreams of the Revenants Edition se trata de uma coletânea, o pacote mais completo disponível com todo conteúdo que foi traduzido até então, além de conteúdo adicional exclusivo desta versão. Na coleção, temos então The House in Fata Morgana, A Requiem for Innocence, Reincarnation e uma compilação das Short Stories.

The House in Fata Morgana é o jogo principal além de ser o que inicia a coletânea, devendo ser o primeiro a ser jogado. Você acorda numa mansão escura e desolada, sem memórias ou mesmo qualquer noção de quem é. A criada da mansão, que tanto aguardava o seu despertar, o convida para uma jornada através dos corredores da mansão, para testemunhar as várias tragédias que recaíram sob seus antigos moradores ao longo do tempo, na esperança de que assim, você recupere suas memórias e desvende o mistério por trás da mansão.

Sem arriscar spoilers, The House in Fata Morgana conta histórias incríveis e aterrorizantes, cheias de desespero, tabu e dor, prendendo o jogador, a todo momento o fazendo questionar o que está acontecendo, o que se passou na história ou mesmo se tudo que está vendo são meros contos ou realidade. A maneira como o que o jogo trata de diversos temas polêmicos é única, sensível e inteligente, até porque trata de vários assuntos que se na vida real são tabus, em jogos então são completamente ignorados.

The House in Fata Morgana: A Requiem for Innocence conta a história de Jacopo, um jovem morador da periferia que, após decidir fazer algo contra o Lorde da cidade, um tirano como se encontra nas piores histórias de terror, salva uma criança que estava sendo explorada e assim acompanhamos a crônica da relação entre os dois, a sobrevivência na periferia e o início de um milênio de sofrimento e insanidade.

The House in Fata Morgana: Reincarnation é uma sequência dos fatos, contando sobre a reencarnação dos personagens nos dias atuais, assim como as Short Stories, pequenos contos isolados em vários pontos do jogo, ajudam a dar algum contexto por trás dos personagens, revelando suas intenções e mostrando um pouco dos bastidores.

A arte por trás de todos os jogos, com exceção de Reincarnation, foi feita por Moyataro, um artista japonês com um traço muito distinto e próprio, indo um pouco na contramão de grande parte dos artistas atuais que fazem arte para jogos e outras mídias japonesas. Seu traço consegue expressar perfeitamente a felicidade, os anseios e a angústia dos personagens, caminhando entre o colorido e o sombrio conforme dita a cena.

A trilha sonora também é um aspecto extremamente peculiar, poderoso e engajante. Quase todas as faixas possuem vocal, dando um ar quase bucólico em algumas cenas, assim como evocando tristeza e solidão em outras. O arranjo que acompanha também cria uma ambientação exclusiva para cada parte do jogo, trazendo à tona emoções diferentes para os diálogos, com instrumentos muito pouco utilizados em trilhas sonoras de jogos.

Não fugindo muito das normas do gênero, todos os jogos da coletânea, sendo visual novels, não possuem jogabilidade. Em alguns deles, você vai encontrar escolhas, que podem te jogar em vários finais ruins, como em The House in Fata Morgana, ou mudar alguns diálogos, como em A Requiem for Innocence. As Short Stories então, espere apenas texto com algumas imagens de fundo, realmente como um livro.

Reincarnation é o único jogo da coleção que possui dublagem em japonês, durante toda a história. Nos outros jogos, apenas a trilha sonora acompanha a história. Da mesma forma, Reincarnation é o conteúdo exclusivo da coletânea, que traz, além da dublagem, arte e trilha sonora completamente novas. Apesar de ser a primeira vez que está sendo traduzido e lançado no Ocidente, também é mais curto em comparação ao resto da coleção.

Dependendo da sua velocidade de leitura, The House in Fata Morgana deve durar por volta de 30 horas, A Requiem for Innocence por volta de 15 horas, Reincarnation por volta de 10 horas e as Short Stories até 5 horas. São 60 horas de conteúdo que vai prender o jogador do começo ao fim, com um final satisfatório à saga que abrange mais de um milênio.

Considerando que são mais de 50 horas de conteúdo, obras-primas do gênero, com uma arte e trilha sonora como nenhum outro, jogos que foram lançados separadamente e aqui sendo vendidos numa coletânea por um preço menor que a maioria dos lançamentos, assim como oferecendo cross-buy para a versão digital, ou seja, compre uma versão e leve o jogo tanto para PlayStation 4 e PlayStation Vita, The House in Fata Morgana: Dreams of the Revenants Edition leva a coroa e está no topo com pouquíssimas outras visual novels.

Veredito

The House in Fata Morgana: Dreams of the Revenants Edition senta no topo, com grandes do gênero, trazendo para as plataformas PlayStation obras-primas que valem a pena ser vivenciadas por todos.

Jogo analisado com código fornecido pela Mighty Rabbit Studios.

100%