AnálisesPS4

Análise – Redeemer: Enhanced Edition

Análise

NOME: Redeemer: Enchanced Edition
FABRICANTE: Sobaka Studio
PLATAFORMA: ps4
GENERO: Ação
DISTRIBUIDORA: Buka Entertainment / Deep Silver


LANÇAMENTOS
19/07/2019 19/07/2019 Não disponivel


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: 1080p
Nº de Jogadores: 1-2 local
Troféus (sem Platina)
Espaço necessário: 2.2 GB
Legendas em PT-BR: Não
Dublagem em PT-BR: Não


Já deve ter ouvido a expressão: “Nunca julgue um livro pela capa”, certo? Isso funciona também para outras coisas que não livros, como jogos, por exemplo. A expressão quase sempre se mostra verdadeira e correta na maioria dos casos. Logicamente há exceções a regra.

Redeemer: Enhanced Edition é um título que na capa já descreve exatamente o que pode oferecer. Um monge barbudo, com cara de poucos amigos, agressivo e armado até os dentes. O que se espera é que o personagem apresentado ali é uma espécie de ex-pacifista que decide soltar porrada a torto e a direita. Julgar a capa de Redeemer é um exercício simples, assim como seu conteúdo.

redeemer_enhanced_edition_1

No papel de Vasily, o monge raivoso da capa, o jogador encara a jornada pessoal de um ex infiltrador e assassino, responsável por várias atrocidades num passado sombrio a serviço de uma vil corporação privada. Após abandonar a carreira violenta e fugir, Vasily vive por 20 anos recluso como um monge, tentando encontrar sua paz interior e afastar seus demônios. Assim como em qualquer roteiro clichê, é lógico que essa paz não duraria para sempre, culminando na antiga empregadora maligna voltando para caçar o protagonista.

Não se esperando muito da história e narrativa do jogo, tudo é apresentado de forma bastante singela e sem muito desenvolvimento. Todos os ingredientes de um clássico filme B estão presentes aqui. Um vilão que era um grande amigo, novos amigos morrendo devido ao passado sombrio do protagonista, organizações criminosas e capangas truculento e até mutantes e abominações assassinas. Aguardar algo inovador logo após experimentar a primeira hora de jogo é um sentimento de otimismo exagerado.

redeemer_enhanced_edition_2

Sem muitas esperanças quanto a história do título, resta nos apegarmos ao gameplay que o mesmo oferece. Com uma câmera top-down, e nos moldes dos vários twinstick shooter do mercado, Redeemer: Enhanced Edition é um jogo de ação frenética, com uso de armas brancas, armas de fogo, alguns elementos de stealth e progressão de personagem através de habilidades.

Aqui, julgando exatamente a capa, o jogo não deixa a desejar. A imagem de Vasily e suas ferramentas é algo frequentemente lembrado durante a jogatina. Com um bom arsenal a disposição, controlar o protagonista e esmagar inimigos pelos 15 capítulos que o jogo oferece é uma experiência sanguinolenta. De certa forma, avançar e eliminar inimigo após inimigo é talvez o ápice do jogo. Não há muitas complicações quanto a jogabilidade, mesmo havendo uma certa profundidade aqui.

redeemer_enhanced_edition_3

Com mais de 50 habilidades desbloqueáveis, armas de vários tipos e até mesmo o uso do cenário para realizar eliminações, Redeemer: Enhanced Edition é um parque de diversões recheado de violência. Importante mencionar que talvez o jogo seja violento em excesso, com muito disso gratuito, principalmente observando um personagem que passou 20 anos tentando fugir desse estigma, mas que retornou imediatamente à agressividade assim que viu a oportunidade para isso.

Mesmo que a jogabilidade e as opções nela englobadas sejam o que destoa positivamente do demais, fica óbvio durante a metade do jogo que isso já não vai ser o suficiente para prender o jogador até o final. Pouca distinção de inimigos, boss fights sem qualquer inspiração e até uma total falta de explicação para aparecimento de monstros, mutantes e outros durante a jogatina, acabam deixando o jogo confuso e tedioso.

redeemer_enhanced_edition_4

Visual e tecnicamente o jogo possui problemas pontuais. Bugs de limitação de cenário são frequentes, sendo possível sair do mapa em momentos aleatórios(como apresentado no vídeo do início da análise). Inimigos que ultrapassam portas fechadas ou projéteis que atravessam paredes também ocorrem em grande número. Interessante ver que o jogo possui um menu de configuração técnica e visual, como qualquer jogo do PC, para mudanças em texturas, antialiasing, filtros e mais.

Talvez para ajudar a amenizar os defeitos do jogo, o jogo oferece a opção de ser jogado cooperativo local com mais um jogador. O questionável é que nem isso foge de ser problemático. Não há qualquer balanceamento quando em 2 jogadores, o que faz do combate ser um atropelo nos inimigos, tirando qualquer desafio.

Redeemer: Enhanced Edition possui poucas qualidades e vários defeitos, com pouca inspiração, uma história dispensável e nada marcante. Entretanto há alguma qualidade no combate, mesmo que mal utilizado. Não vai ser um jogo para todos, mas é possível se divertir ali, talvez cooperativamente e na dificuldade mais alta, principalmente se o estilo do jogo agradar quem o procurar.

Veredito

Simples demais, com vários problemas de narrativa, história e desenvolvimento de personagens, Redeemer: Enhanced Edition ainda consegue apresentar algo de positivo com um combate divertido, mais complexo, porém pouco explorado. Acaba por pecar demais em uma execução pobre, mesmo tendo potencial para ser melhor.

Jogo analisado no PS4 Pro com código fornecido pela Buka Entertainment.

59%