AnálisesPS4

Análise – Heavy Fire: Red Shadow

Análise

NOME: Heavy Fire: Red Shadow
FABRICANTE: Mastiff LLC
PLATAFORMA: ps4
GENERO: Tiro em Primeira Pessoa
DISTRIBUIDORA: Mastiff LLC


LANÇAMENTOS
16/10/2018 16/10/2018 16/10/2018


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: 1080p
Nº de Jogadores: 1
Troféus
PlayStation VR (expansão)
Espaço necessário: 1,86 GB
Disponível Exclusivamente na PlayStation Store
Legendas em PT-BR: Não
Dublagem em PT-BR: Não


Para que um projeto tenha o mínimo de sucesso possível, ele precisa ter fundamentos e se manter fiel a eles durante seu desenvolvimento. Em qualquer jogo, esse planejamento é parte fundamental e a partir dele o trabalho é realizado, até estar aprimorado e se transformar num produto final. Em Heavy Fire: Red Shadow, conseguimos ver que mesmo com um planejamento e trabalho realizado, é possível conseguir um resultado ruim.

A Mastiff lança em 2018 mais um jogo da série Heavy Fire. Dessa vez, a desenvolvedora muda o estilo do jogo comparado às versões anteriores, saindo de um Shooter on-rail (onde não se controla a movimentação, mas sim a mira e ações do personagem) para um jogo de tiro em primeira pessoa arcade, em que o jogador fica atrás da sua arma e elimina ondas e ondas de inimigos.

Heavy Fire: Red Shadow 1

Num futuro não tão distante, a Coréia do Norte consegue se reintegrar com a Coréia do Sul e isso abala a relação com os EUA, criando um conflito entre as duas nações. No papel do Sargento Will, sua missão é defender pontos estratégicos pelo mundo dos ataques das forças coreanas. Pelo menos é isso o que o jogo quer que você ache que está fazendo.

Com uma história clichê e estranha até para a situação atual (as Coreias tentam uma relação pacífica e com apoio de vários países), todos os eventos do jogo são contados por vídeos similares a reportagens de telejornais. De forma nada clara e sem narrativa alguma, o jogador pode esquece completamente os motivos da guerra e das razões de atirar nos inimigos. A história não possui foco em momento algum e só resta ao jogo a jogabilidade oferecida.

Heavy Fire: Red Shadow 2

São 4 mapas diferentes e cada um possui sua versão diurna e noturna. Nesses campos de batalha, o jogador fica atrás de sua possante metralhadora e descarrega as infinitas balas em tudo o que chegar perto. Com o auxílio de um lança foguetes e de suporte aéreo ou terrestre, o objetivo de cada mapa é um só, elimine tudo enquanto fique vivo.

Enquanto o combate frenético e a ação em 360º possam trazer um tiroteio satisfatório, a falta de um objetivo maior deixa as missões entediantes. Como exemplo, em uma missão o jogador tem que defender uma base área, mas os inimigos vão cercar a torre da metralhadora e até fazer isso de dentro da própria base, dando a entender que o objetivo é somente destruir a torre e não tomar conta do local que os inimigos já adentraram. Isso acaba por simplificar demais o jogo, transformando num simples mirar e atirar até não sobrar nada.

Heavy Fire: Red Shadow 3

Como progresso, o jogador poder subir sua patente e adquirir melhorias e possibilidade de chamar apoio durante os momentos mais tensos. Artilharia aérea ou um pelotão de soldados ficará disponível quando certa quantidade de inimigos for abatida. Foguetes perseguidores, metralhadora sem necessidade de recarregar ou mais vida da torre são algumas das melhorias liberadas ao subir de patente. Fora isso, não há nenhum progresso no jogo.

Os inimigos são soldados ou veículos terrestres e marítimos, todos com padrões de ataque básicos e sem muita distinção. Basta mirar e atirar, aguarde a próxima onda e continue até o fim da missão. O visual do jogo não ajuda na ambientação ou imersão do combate, assim como os péssimos efeitos sonoros do jogo.

Heavy Fire: Red Shadow 4

Com uma campanha que dura de 3 a 4 horas e com um modo infinito após completar, o fator replay do jogo é bem baixo. De certa forma, houve um planejamento e a execução do mesmo em criar um FPS Arcade. O problema é que com algo tão simples e sem inspiração, difícil dizer que apesar de todo esforço, o resultado final tenha sido satisfatório.

Veredito

Criado com um propósito simples, porém ainda assim executado, Heavy Fire: Red Shadow não oferece muito de interessante. Uma campanha rasa, jogabilidade simplificada e falta de conteúdo são apenas alguns dos pontos negativos que o jogo apresenta, sendo uma experiência difícil de ser recomendada.

Jogo analisado no PS4 padrão com código fornecido pela Mastiff LLC.

30%