AnálisesPS4

Análise – Castle Crashers Remastered

Análise

NOME: Castle Crashers Remastered
FABRICANTE: The Behemoth
PLATAFORMA: ps4
GENERO: Aventura / Ação
DISTRIBUIDORA: The Behemoth


LANÇAMENTOS
17/09/2019 17/09/2019 Não disponivel


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução: 1080p
Nº de Jogadores: 1-4 local (2-4 online)
Troféus (Inclusive Platina)
Espaço necessário: 257.56 MB
Legendas em PT-BR: Sim
Dublagem em PT-BR: Não


A proliferação de vários jogos de baixo orçamento e produzidos por equipes pequenas se tornou notável na geração anterior. Os chamados jogos indies cresceram desde então em número e qualidade, mas mantendo aquilo que os fizeram ser reconhecidos: baixo custo de produção e equipes pequenas.

The Behemoth é um estúdio pequeno responsável por um dos grandes sucessos do início desse estouro de jogos indies. Mesmo já tendo 4 jogos distintos lançados, o de maior sucesso é sem dúvidas alguma Castle Crashers. Lançado para o PlayStation 3 em 31 de agosto de 2010, o título já vinha de um enorme sucesso no Xbox 360 pela Xbox Live Arcade e finalmente chegava ao console da Sony.

castle_crashers6

Impossível não se interessar pelo jogo na época. O estilo de arte cômico e o uso de cores extravagantes já era um atrativo no primeiro olhar. Juntando isso com a trilha sonora excelente, a jogabilidade divertidíssima e a possibilidade de se divertir com até 4 amigos faziam de Castle Crashers um título recomendado para qualquer amante de jogos cooperativos.

Praticamente vivendo uma época de remasterizações, remakes e uso excessivo da nostalgia, uma versão aprimorada do sucesso da The Behemoth não faria mal algum, certo? Sendo assim, Castle Crashers Remastered chega ao PS4 com atrativos praticamente técnicos, como melhor resolução e taxa de quadros por segundo elevada.

castle_crashers3

Mantendo o núcleo do jogo intocado, o título é sobre nobres cavaleiros tentando resgatar o cristal mágico  que foi sequestrado por inimigos malignos. O rei do local ainda pede para que os cavaleiros resgatem as princesas levadas pelos vilões. O jogador então assume um heróis na busca do cristal e das princesas enquanto enfrenta hordas de inimigos pelo caminho.

Nada era mais clichê do que o plot básico do jogo. Não que precisasse ser melhor, até porque era muito bem usado no contexto apresentado. Na verdade, servia como pano de fundo para que o jogador avançasse e eliminasse diversos inimigos e chefes para enfim ganhar um beijo da princesa resgatada.

O grande atrativo sempre foi a jogabilidade e como ela funcionava com até 4 jogadores. O título era o básico beat ’em up sidescroller, até mesmo inspirado em jogos de antigamente. Cada jogador precisa escolher um cavaleiro único, onde a diferença entre eles era a cor e a magia utilizada. Pegue uma arma, avance e elimine inimigos enquanto recebe ouro e experiência, que eventualmente culmina em um novo nível de habilidade, gerando pontos que o jogador pode investir em atributos.

castle_crashers2

Além das várias armas e magias usadas pelo jogador, ainda é possível utilizar algumas montarias e até pequenos pets que garantem certos benefícios. Em suma, Castle Crashers nunca foi algo avançado ou complexo demais, já que o intuito é garantir diversão de forma simples. Troque de armas, melhore alguns atributos, encare um inimigo, chegue ao chefe e vença. Caso a dificuldade comece a intervir, o jogador precisa voltar em fases anteriores para subir de nível e assim ter melhores chances em desafios mais difíceis.

A melhor parte do jogo ficar por conta do cooperativo em até 4 jogadores. Numa equipe completa, os inimigos ficam mais fortes e a dificuldade aumenta, criando assim batalhas longas e mais frenéticas. Se a campanha toda pode prender os jogadores por horas em cooperativo, há ainda o modo arena, que é basicamente uma disputa direta entre os heróis. Nada complexo, sendo praticamente um coliseu de combates entre amigos.

castle_crashers1

A versão remasterizada do jogo trouxe tudo isso, que já era o básico das versões da geração anterior. Para compensar essa nova versão, melhorias e até novidades precisam ser apresentadas a fim de valer o investimento em uma nova versão do jogo. Digamos que, apesar da qualidade continuar inquestionável, as novidade e melhorias não são tão atrativas assim.

Castle Crashers Remastered traz uma resolução maior, texturas de melhor qualidade, 60 quadros por segundo e um netcode aprimorado. Ainda que todas essas melhorias técnicas pareçam interessantes, não é nada mais do que o convencional de um jogo do tipo hoje. Mesmo as texturas e resolução melhores são pouco notadas, já que o estilo artístico consegue esconder bem qualquer imperfeição visual. A performance do jogo na geração anterior não era realmente ruim, ainda que alguns slowdowns acontecessem. A mudança para 60 frames é algo mais trivial, já que os consoles atuais poderiam fornecer até mais do que isso para o jogo. As melhorias técnicas de certa forma não passam de uma modernização aqui, mas ficam longe de realmente serem atrativos, principalmente para os que já jogaram anteriormente.

castle_crashers5

Em novidades mesmo o jogo fica devendo consideravelmente. Há apenas um novo modo de jogo, chamado de Cai fora Bárbaro!, que mais parece um tabuleiro de damas, onde o jogador escolhe um herói e deve fugir o maior tempo possível das outras peças controladas pela IA. Há ainda mais duas skins de cavaleiros desbloqueados inicialmente, além das demais que vão sendo desbloqueadas na campanha.

Ainda que exista melhorias e poucas novidades, alguns defeitos continuam os mesmos de quase 10 anos atrás. Hitboxes focadas apenas na linha horizontal conseguem ainda incomodar após tantos anos. Continua faltando ainda um melhor balanceamento no combate e o sistema de progressão não mudou muito, ainda forçando o jogador a voltar em níveis anteriores e farmar pontos de XP. De certa forma, enquanto tivemos as melhorias básicas que se esperava do jogo, pequenos defeitos continuam sem correção.

Veredito

The Behemoth trouxe de volta seu maior sucesso, porém soa mais como uma modernização do que uma versão completa e aprimorada. Castle Crashers Remastered apresenta poucas novidades além das melhorias técnicas e deve agradar os jogadores mais pelo fator nostalgia. Entretanto, aqueles que não puderam aproveitar o título anos atrás, tem a possibilidade de fazer isso da melhor maneira possível.

Jogo analisado no PS4 Pro com código fornecido pela The Behemoth.

80%