Warhammer 40,000: Boltgun – Review

Existe algo especial em títulos que tentam ser o que realmente desejam, especialmente em um mercado tão “regrado” como é o caso dos FPS. Jogos como Call of Duty, Apex Legends e até mesmo Fortnite se tornaram tão grandes que a simples ideia de um novo shooter ser single player parece loucura, mas é justamente com essa nostalgia em mente que uma série lançamentos apelidados pela comunidade como os “Boomer Shooters” vem conquistando uma legião de jogadores. Misturando rock, demônios e o clássico universo de Warhammer, Boltgun chega provando que às vezes, tudo que precisamos é matar monstros ao som de uma boa trilha sonora.

Warhammer 40,000: Boltgun

Aqueles que cresceram jogando Duke Nukem e Doom vão se sentir em casa desde o primeiro segundo, Boltgun é uma grande homenagem aos primórdios do gênero. Seus gráficos pixelados são lindamente trabalhados, trazendo a sensação de se estar jogando algo da era 16 bits novamente.

É impressionante ver como toda a ambientação é bem trabalhada, mesmo com uma direção de arte à moda antiga. As fases são repletas de detalhes alienígenas e grotescos, acentuando bem a atmosfera “espaço-medieval” que a franquia é conhecida. É possível ver sangue espalhado pelas paredes, restos de inimigos jogados ao chão, fazendo com que tudo pareça ter saído direto de uma capa de rock dos anos 90.

Warhammer 40,000: Boltgun

As missões também seguem os moldes dos clássicos, estágios não lineares onde o objetivo era simplesmente chegar até certo local, tudo isso enquanto o jogador coleta itens e desbloqueia segredos no processo.

O combate, apesar de ser direto ao ponto, consegue fugir da mesmice. Os inimigos conseguem ser bastante distintos, indo de soldados mecanizados até criaturas voadoras, cada um tendo um papel diferente e importante na hora de interagir com o jogador para que ele se adapte conforme o necessário.

As armas são outro aspecto que contribuem bastante para a jogabilidade, ao invés de serem simples causadoras de dano, cada uma consegue lidar melhor com um tipo de oponente ou cenário. Precisa lutar a longas distâncias? Então a metralhadora consegue focar em alvos únicos. Está escapando de uma horda demoníaca? O laser em área consegue acabar com todos de uma só vez.

Warhammer 40,000: Boltgun

Existe também um sistema de fraqueza presente, onde mirar em qualquer criatura indica se o armamento atual é eficaz ou não, causando mais ou menos dano e deixando a experiência ainda mais dinâmica.

Aqueles que se sentem intimidados pelo design “old school” ou incomodados pelo visual podem ficar relaxados, o menu de acessibilidade permite que os jogadores alterem desde os gráficos, até mesmo o total desbloqueio das missões, agindo como se fosse uma trapaça que jogos daquela época permitiam. É possível até ligar um modo de invencibilidade semelhante ao “godmode” que muitos clássicos possuíam, perfeitos para aqueles que querem relaxar.

Warhammer 40,000: Boltgun

Seu único ponto negativo de fato é a história, que apesar de ter referências interessantes ao universo de Warhammer, por ser contada de forma tão esporádica, acaba fazendo com que o jogador sequer lembre sua existência. Isso também é outra característica que muitos jogos de tiro de antigamente tinham, mas quando se tem um universo tão rico, acaba sendo uma lástima fazê-lo aparecer tão pouco.

Como dito anteriormente, Warhammer 40k: Boltgun é um jogo que sabe bem o que quer ser, uma viagem ao passado repleta de charme oitentista, o título é uma excelente pedida para aqueles que querem um pouco de nostalgia e querem que o combate seja a principal qualidade, longe dos passes ou microtransações intrusivas que acabam arruinando diversos FPS.

Jogo analisado no PS5 com código fornecido pela Focus Entertainment.

cassino online Netbet

Veredito

Warahmmer 40,000: Boltgun consegue ser uma viagem nostálgica e ao mesmo tempo um excelente jogo. Com missões extremamente divertidas, inimigos criativos e uma ambientação perfeita, fãs de jogos retrô vão se sentir em casa com um título que parecer ser um clássico direto dos anos 90.

85

Warhammer 40,000: Boltgun

Fabricante: Auroch Digital

Plataforma: PS4 / PS5

Gênero: FPS (Tiro em Primeira Pessoa)

Distribuidora: Focus Entertainment

Lançamento: 24/05/2023

Dublado: Não

Legendado: Não

Troféus: Sim (sem Platina)

Comprar na

Veredict

Warhammer 40,000: Boltgun is not only a fantastic nostalgia trip, but also a fantastic game. With extremely fun missions, creative enemies and a perfect setting, old school gamers will feel right at home with a title that feels like a classic straight out of the 90s.