The Elder Scrolls V: Skyrim Anniversary Edition – Review

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Passados dez anos do lançamento do quinto capítulo da série Elder Scrolls, o que se pôde observar ao longo desse tempo foi sua incontestável influência no gênero RPG, redefinindo alguns parâmetros para jogos de mundo aberto e de conteúdo massivo. Skyrim foi sucesso de crítica e de mercado, permanecendo “vivo” até seu décimo aniversário, em boa parte graças ao amplo envolvimento da comunidade com o game – especialmente pela expansão via mods.

O RPG ocidental da Bethesda recebeu seu primeiro relançamento em 2016, por meio da Special Edition, e, posteriormente, em 2017, foi lançada a versão VR – ambas para o PlayStation 4. Para os marinheiros de primeira viagem é recomendável a leitura das análises dos produtos acima mencionados, publicadas aqui no PSXBrasil – Skyrim: Special Edition e Skyrim VR.

Para esta análise, o objetivo é explorar os conteúdos específicos da Edição de Aniversário, bem como as melhorias introduzidas com a versão nativa do PlayStation 5. Cabe destacar que algumas novidades são totalmente gratuitas, adicionadas via patch para a versão Special Edition, e outras necessitam do upgrade que custa 20 dólares ou R$104,90 na PlayStation Store.

Primeiramente, um importante detalhe; ao adquirir o jogo The Elder Scrolls: Skyrim – Anniversary Edition, o usuário leva todos os conteúdos já lançados para a Special Edition (incluindo as expansões Dawnguard, Hearthfire e Dragonborn), além de todo novo conteúdo que vem no upgrade da edição de aniversário.

A nova edição traz 48 pacotes do Creation Club, lançados anteriormente, e ainda 26 novos pacotes inéditos, desenvolvidos para esta versão. Entre as adições supracitadas, estão novas quests, labirintos/dungeons, inimigos, armas, magias, itens, etc. Para quem não é familiarizado com o Creation Club, trata-se de uma loja virtual que vende mods e DLCs desenvolvidos pela própria Bethesda ou por terceiros.

As adições mais relevantes para a versão de aniversário de Skyrim são, sem dúvidas, o modo survival, pescaria e as novas missões com histórias inéditas. O modo survival não está atrelado a nenhum nível de dificuldade e introduz um sistema de cuidados básicos que o jogador precisa tomar para sobreviver, como: atenção ao frio/calor, necessidade de saciedade e descanso, além de desabilitar o fast travel. São inclusões que deixam o jogo mais “realista”, mas a impossibilidade de se transportar rapidamente por um mapa vasto como o de Skyrim vai demandar muita força de vontade e paciência do jogador.

Já a pescaria é como um “minigame” contido em Skyrim. Primeiro é preciso comprar a vara e isca, geralmente encontrados com os mercantes. Após adquirido o básico, começa a exploração. Diversas espécies de peixes podem ser encontrados pelos rios e lagos da região do game, mas existem alguns itens submersos também, como alguns anéis raros. É uma atividade interessante, mas que não acrescenta muito à experiência primária do jogo. Tanto a pescaria como o modo survival são gratuitos e independem do upgrade da edição de aniversário.

Talvez o mais interessante do pacote de aniversário sejam as novas questlines. As novas narrativas introduzidas pelas missões “The Cause” e “Ghosts of the Tribunal” representam o conteúdo mais significativo para a experiência do jogador, nesta edição. As duas histórias estabelecem elos com Morrorwind e Oblivion, explorando o lore e introduzindo equipamentos que fazem referência a tais jogos.

Na maior parte, as adições da edição de aniversário correspondem à armaduras, armas e acessórios para o jogador equipar e fortalecer ainda mais seu personagem. No que tange a qualidade, chegam a destoar um pouco dos gráficos padrões de Skyrim, devido ao capricho empregado em tais itens – que são bem mais elaborados. O pacote também traz novos inimigos para Skyrim, inclusive alguns tradicionais da série Elder Scrolls, como os goblins.

O upgrade para a versão do PlayStation 5 foi outra implementação aguardada para esta edição. Neste ponto, a Bethesda poderia ter caprichado muito mais. É decepcionante que a Anniversary Edition traga apenas um boost para 60 quadros por segundo, sem trazer outras melhorias gráficas. Importante frisar que a resolução em 4K já estava disponível para a versão Pro e era possível até mesmo rodar o jogo a 60fps no PS5, por meio de mods.

Não há nenhum adendo para as configurações gráficas de Skyrim no PS5. Draw distance, ambient occlusion, efeitos de sombras, melhores texturas e outras opções visuais não foram alteradas. Para quem veio da versão PS3, a evolução é mais visível, mas para quem jogou a versão PS4, não há nada de espetacular. A maior vantagem na versão PS5 são os loadings rápidos, graças ao SSD. Ao entrar em um interior ou usar fast travel, o jogo demora apenas de 3 a 5 segundos para carregar a nova área.

O quesito mais decepcionante desta versão é a ausência do idioma português do Brasil. Oportunidade perdida na edição Special e, novamente, na edição de aniversário. Um jogo tão popular como Skyrim merecia tal implementação. Infelizmente, a comunidade brasileira vai ter que lidar novamente com algum idioma estrangeiro na versão para PlayStation.

Após experimentar por diversas horas a edição de aniversário de Skyrim, é difícil tolerar algumas mecânicas ultrapassadas. Quanto ao gameplay, o jogo é basicamente o mesmo, e, portanto, o combate pode ser frustrante. Para quem conhece a Bethesda, uma outra preocupação são os bugs recorrentes. Quanto a isso, após praticamente uma década de correções, o jogo se encontra em um estado bem satisfatório, permitindo uma experiência bem mais agradável.

Por fim, todos os mods já criados para a versão PlayStation de Skyrim: Special Edition estão disponíveis aqui também. Todavia, devido ao patch de upgrade, alguns destes mods antigos podem estar quebrados, até que seus criadores façam as devidas adaptações. Embora limitados na plataforma da Sony por questões técnicas e burocráticas, os mods trazem algumas melhorias de gameplay ou diversões casuais bem interessantes para o game.

Jogo analisado no PS5 com código fornecido pela Bethesda.

Veredito

Composta de dezenas de novidades do Creation Club e de um upgrade mesquinho para a versão PS5, a edição de aniversário de Skyrim é boa, mas não o suficiente para justificar um upgrade tão caro. A maior parte das novidades pagas são cosméticas e não acrescentam tanto à experiência deste episódio de Elder Scrolls. É recomendável apenas para os fãs mais entusiastas. Para os demais, convém aguardar uma promoção.

70
The Elder Scrolls V: Skyrim Anniversary Edition
Fabricante: Bethesda Game Studios
Plataforma: PS4 / PS5
Gênero: RPG / Ação
Distribuidora: Bethesda Softworks
Lançamento: 11/11/2021
Dublado: Não
Legendado: Não
Troféus: Sim
Comprar na

Comprised of dozens of Creation Club additions and a petty upgrade for the PS5 version, Skyrim’s anniversary edition is good, but not enough to justify such an expensive upgrade. Most of the new content are cosmetic and don’t add as much to the experience. It is only recommended for the most enthusiastic fans. For everybody else, it is advisable to wait for a sale.