Song of Nunu: A League of Legends Story – Review

Song of Nunu: A League of Legends Story é um jogo single-player com foco em narrativa, desenvolvido pela Tequila Works e publicado pela Riot Forge. É responsável por expandir o universo conhecido de LOL (League of Legends), deixando de lado os combates desafiadores. Nessa nova jornada, encontramos uma história repleta de sensibilidade, apelo visuais e personagens encantadores, tudo envolto pelos protagonistas Willump e Nunu. Willump é um Yeti enorme, possui poderes especiais, é expressivo, forte e companheiro. Já Nunu é uma jovem criança, popular no mundo de LOL.

Os dois vivem em uma região chamada Freldjord, um local gelado, cheio de desafios ambientais e outros tipos de ameaças pelo caminho. Nesse momento, percebemos o papel fundamental de Willump como “tanque”, resistente e que fornece danos elevados. Esqueça seus atributos no famoso jogo. Lembre-se que aqui, estamos entrando em uma aventura que foca muito mais na exploração e narrativa, além de uma jogabilidade e histórias acessíveis para todas as idades e jogadores bem eventuais. Diria até que ele se encaixa perfeitamente na categoria Cozy Games.

Cozy Games são conhecidos como jogos que despertam a sensação de relaxamento em experiências únicas, além de divertidas. Possuem níveis de dificuldade e aprendizado bem fáceis, garantindo uma atmosfera sem o stress presente em muitos jogos, com chefes desafiadores ou aquele nível o qual você precisa repetir inúmeras vezes para superá-lo. Song of Nunu: A League of Legends Story deixa o coração quentinho enquanto observamos a aventura de Willump e Nunu, principalmente pela presença de uma dublagem completamente encantadora, adicionando ainda mais carisma e imersão para todos que observam. Diria que a sensação é de um desenho animado com momentos de interação. O público brasileiro sempre preza pela dublagem, seja em jogos ou no cinema. Quando um estúdio preocupa-se com a dublagem, garantindo assim gírias e elementos de comunicação presentes em nossa cultura, a sensação de pertencimento é muito maior.

Nossa jornada começa com Nunu contando uma história para Willump, revelada por sua mãe. Nunu foi separado de sua mãe, após a caravana em que estava, ser atacada e agora parte em busca para encontrá-la. Entre visões ligadas a mãe, desconrimos a existência de um item especial e mágico, localizado em uma montanha. Nesse momento, nossos protagonistas partem partem em busca da montanha através de Frejlord. O processo não será tranquilo, pois a Bruxa Gélida fará de tudo para atrapalhar nosso objetivo (sem spoilers). Essa é uma versão bem simplificada da história, sem entrar detalhes significativos que estraguem a experiência ao ler esta análise. Tendo isso em mente, seguimos por um sistema de exploração e pequenos momentos de combate simples, mesclando entre ataques leves e pesados. Pulamos, soltamos pequenas bolas de neve, corremos, agarramos nos locais indicados e atacamos. São comandos simplificados e únicos. O item mais importante de toda a jornada é uma flauta mágica, utilizada por Nunu, capaz de interagir com entidades.

Em sua essência, além da exploração, espere por diversos momentos de puzzles ambientais, muitos deles intuitivos, além de minijogos que aumentam ainda mais a diversão. Itens colecionáveis marcam sua presença, direcionando, a nós, jogadores, a exploração de pequenos trechos do bioma para a aquisição dos mesmos.

Lembre-se que Nunu é apenas um pequenino menino Notai, sendo controlado em determinados momentos sozinho. Em boa parte do jogo, Nunu fica nos ombros de Willump, percorrendo por cenários mistos entre neve, montanhas e cavernas. Willump é perfeito para destruir obstáculos, pular em trechos mais elevados. Nunu atua em momentos pré-selecionados, sem a permissão da livre escolha do jogador. Tão pequeno, Nunu é ótimo para pular, agarrar, esquivar e deslizar. O jogo, por si só, não é punitivo, quando efetuar um pulo equivocado (algo que aconteceu comigo), o máximo que verá é uma tela escura e a nova tentativa, pois o jogo é generoso nos pontos em que o personagem retorna e auxilia o progresso.

Os inimigos surgem de acordo com a progressão na história, aumentando seu grau de dificuldade. Não espere por algo completo, que necessite das combinações de diversos botões ou habilidades para superá-los. Em muitos dos casos, eles apenas surgem em posições as quais os jogadores, instintivamente, conseguem se esquivar e atacar, alguns, sequer, ousam causar transtornos. O grau de penalidade é mínimo, sem mortes constantes em combate. A dinâmica entre Nunu e Willump é despreocupada e divertida na maior parte das vezes, com Nunu sempre transmitindo aquela sensação de diversão, novidade, curiosidade, típica dos jovens. Apesar da simplicidade do combate, gostei bastante de sua natureza acessível. Destaque para os momentos de finalização, onde Nunu e Willump realizam movimentos especiais.

Visualmente, Song of Nunu: A League of Legends Story possui um estilo em desenho animado com cores vivas e bem desenvolvido. Busca sempre pelo lúdico, afastando o realismo em suas curvas e propostas visuais, no entanto, entrega todo o charme de uma aventura mágica. Desde os tons das cavernas geladas, a vida ao ar livre, o horizonte, os elementos animados, tudo marca sua presença como elementos imersivos e agregadores, nunca fora do lugar. Porém, muitos dos cenários são parecidos, com poucos detalhes em alguns casos. Quanto aos sons, apenar de Willump apenas emitir grunidos, a dublagem de Nunu é excelente. Além disso, os sons da flauta, a trilha melancólica que alterna com momentos mais inspiradores, é incrível.

Infelizmente, apesar de todos os elementos de destaque do jogo, espere por uma experiência limitada e linear, com pouquíssimos momentos para explorar em busca de eventuais colecionáveis. É o típico jogo que inclui elementos conhecidos em jogos, sem possuir uma real personalidade ou inovação. Dito isso, não significa que Song of Nunu: A League of Legends Story é esquecível ou sem potencial para manter jogadores entretidos.

Song of Nunu: A League of Legends Story é divertido, acessível, demonstra que o mundo de League of Legends e seus personagens possuem carisma para expandir o universo conhecido e a Tequila Works soube explorar com maestria a relação entre Nunu e Willump. Deixando de lado o combate frenético, os protagonistas possuem uma dinâmica singular, sempre imersos em uma narrativa que te impulsiona adiante, em busca da superação e participação, como espectadores, dessa amizade e parceria.

Por fim, não sou expert em League of Legends e mesmo assim, soube apreciar e aprender com a aventura em Frejlord, me deparando com personagens famosos do universo de LOL, em uma aventura cujo coração, vai além dos elementos de jogabilidade e aventura existentes. Lembre-se que jogos também são elementos imersivos, muitas vezes focados em experiências compatíveis e críveis para nós, jogadores e nossas vidas no mundo real. Song of Nunu: A League of Legends Story demonstra que família, amizade e determinação, te levam longe…

Jogo analisado no PS5 com código fornecido pela Riot Forge.

cassino online Netbet

Veredito

Song of Nunu: A League of Legends Story é uma aventura especial, cujos protagonistas são a alma e o destaque da expansão do universo de League of Legends. Apesar da limitação e linearidade, possui requisitos sufucientes para agradar aos adultos e jovens, imersos em sua jogabilidade acessível e encantadora.

80

Song of Nunu: A League of Legends Story

Fabricante: Tequila Works

Plataforma: PS4 / PS5

Gênero: Aventura

Distribuidora: Riot Forge

Lançamento: 31/01/2024

Dublado: Sim

Legendado: Sim

Troféus: Sim (inclusive Platina)

Comprar na

Veredict

Song of Nunu: A League of Legends Story is a special adventure, whose protagonists are the soul and highlight of the expanding League of Legends universe. Despite the limitation and linearity, it has enough requirements to please adults and young players, immersed in its accessible and charming gameplay.