Slave Zero X – Review

Slave Zero X é um beat them up 2D com um enorme foco em execução e combos, criando uma experiência que é, ao mesmo tempo, interessante pela complexidade e frustrante por uma série de inconveniências do jogo. O título é uma uma prequência de Slave Zero, originalmente lançado em 99 para PCs e que se encontra disponível no Steam. 

Em termos de história, Slave Zero X é um conto de vingança e destruição e que serve somente como pano de fundo para a ação. Há momentos que o jogo demonstra uma breve construção do mundo que aparenta ser interessante, mas o título não faz esforço algum para contextualizar sua história para um público que desconhece seu material de origem. Consequentemente, é uma oportunidade perdida para expandir o público de uma IP que esteve dormente por duas décadas. 

O título tem um hiperfoco em sua jogabilidade e que, de fato, se destaca pela complexidade e possibilidade de criar combos consideravelmente longos e muitas de suas mecânicas me relembraram as séries BlazBlue e Guilty Gear, jogos de luta conhecidos, também, por combos extensos e complexos. As mecânicas envolvem ataques fracos e fortes capazes de combar e lançar seus inimigos, uma barra permite realizar cancelamento especial de animações com outros golpes ou esquiva, mecânica de parry e por aí vai. A execução dos comandos e o timing dele são bastante estritos para um beat them up, portanto, há um aprendizado considerável durante o jogo sobre quais ataques conseguem ligar com quais e o tempo certo para isso. 

A jogabilidade realmente brilha quando o jogador é colocado contra vários inimigos e uma sequência bem pensada de ataques irá derrotá-los sem muita dificuldade. Os maiores problemas do título derivam de dois fatos: O jogo nunca prepara o jogador de maneira adequada para isso e, também, constantemente exagera nos desafios que o jogador deve enfrentar. Ao iniciar um novo jogo, o título faz uma apresentação rápida de seus comandos e é isso. Todo o resto é deixado por conta do jogador descobrir ou treinar em um dojo que é um modo separado. É uma experiência extremamente próxima a títulos de fliperama, mas com uma curva de aprendizado consideravelmente maior. 

Os exageros do jogo, por sua vez, costumam ser mais pontuais, mas que podem se tornar grandes frustrações para o jogador. O jogo tem uma baixa variedade de inimigos e, assim  como beat them ups antigos, há uma grande variedade de cores que só alteram o quanto dano podem tomar antes de morrer, algo que, francamente, se torna mais cansativo do que interessante. Os mesmos inimigos podem atacar por fora da área de visibilidade do jogador e, além disso, algumas vezes há muitos obstáculos visuais que só atrapalham o jogador. O combate, por si só, já tem um desafio considerável e essas penalidades ao jogador só se somam em momentos de frustração, pois não alteram como o jogador deve agir ou, muito menos, tem uma contra-estratégia dentro do jogo. 

Infelizmente, não há muito em termos de conteúdo além de se buscar rankings melhores em cada estágio. Há o modo dojo para treino e caçar unidades escondidas que escondem arquivos de lore, mas não há armas novas ou alguma alteração significante no personagem para manter o jogador engajado em descobrir mais coisas. 

Jogo analisado no PS5 com código fornecido pela Ziggurat Interactive.

cassino online Netbet

Veredito

Slave Zero X é um beat’em up extremamente focado em seu combate e, consequentemente, o proveito do jogador estará diretamente ligado ao quanto você gosta de explorar combos e aperfeiçoar sua execução. Caso não caia nesse grupo dedicado de jogadores, não é um título facilmente recomendado.

65

Slave Zero X

Fabricante: Poppy Works

Plataforma: PS4 / PS5

Gênero: Beat'em Up / Hack and Slash

Distribuidora: Ziggurat Interactive

Lançamento: 18/02/2024

Dublado: Não

Legendado: Sim

Troféus: Sim (inclusive Platina)

Comprar na

Veredict

Slave Zero X is a beat’em up extremely focused on its combat and, consequently, the player’s fun will be directly linked to how much you will enjoy exploring combos and perfecting their execution. In case you are not part of this very dedicated subset of players, it’s not an easily recommended title.