ONWIN365

Saviorless – Review

Desenvolver um jogo de forma independente não é uma tarefa muito fácil. Apesar do mercado estar sempre aberto para novas ideias, dificuldades para divulgar o projeto e a falta de subsídios para bancá-lo são as maiores barreiras. Agora, imagine se além disso a equipe de desenvolvimento ainda enfrentasse problemas como falta de energia, dificuldade de se conectar à internet e até limitação ao acesso de recursos tecnológicos. Pode até parecer surreal, ainda mais em se tratando de um jogo digital. Mas foi o que aconteceu no caso de Saviorless.

Situada na isolada ilha de Cuba, mais precisamente em sua capital, Havana, a Empty Head Games teve que lidar com diversos percalços ao longo dos sete anos em que Saviorless ficou em processo de desenvolvimento. Durante esse período, por muitas vezes os envolvidos no projeto pensaram em desistir. Mas persistiram. Não apenas apoiados na vontade de verem seu sonho sendo realizado, mas também na esperança de que o lançamento do jogo poderia servir como catalisador para mais desenvolvedoras cubanas surgirem.

Saviorless

Com a parceria para publicação do jogo fechada com os franceses da Dear Villagers, finalmente o lançamento foi possível. E por mais que o processo tenha sido trabalhoso, a persistência foi premiada com um resultado positivo. Saviorless é um jogo de aventura e plataforma 2D de características únicas.

A começar por sua história, que mesmo sendo um pouco confusa, foi capaz de prender minha atenção ao longo das poucas horas de campanha. Saviorless é um jogo curto. Apenas 4 horas foram necessárias para terminá-lo. Mas isso não chega a ser um problema, já que as mecânicas simples de jogabilidade poderiam tornar o jogo cansativo caso ele se arrastasse por mais tempo. Há, inclusive, a hipótese de diferentes finais com base em alguns colecionáveis que estão escondidos pelo caminho.

Saviorless

Em Saviorless o jogador assume o papel de protagonista de uma história que está sendo contada pelo Narrador há muito tempo, sempre mantendo o mesmo final. De acordo com Narrador, a história deve ser contada assim para que o mundo continue em equilíbrio. No entanto, dois de seus jovens aprendizes não concordam, e tomam a iniciativa de tentar escrever a narrativa de outra forma. É a partir daí que as coisas saem do controle.

O personagem principal dessa história é Antar, um garoto curioso que anseia chegar ao paraíso conhecido como as Ilhas Sorridentes para se tornar um Salvador. O caminho para as Ilhas é cheio de obstáculos e de criaturas perigosas, passando por cenários muito bem ambientados todos desenhados à mão. O mundo de fantasia de Saviorless contrasta momentos belos com ambientes sombrios e bizarros. A trilha sonora corrobora essa atmosfera obscura, mas como não possui muita variação acaba se tornando repetitiva em alguns pontos.

Saviorless

Não demora até que Antar consiga alcançar seu objetivo. Mas, ao chegar às Ilhas Sorridentes, ele percebe que a situação é bem diferente do que imaginava. Um caçador chamado Nento, obcecado com o desejo de se tornar o protagonista da história, conseguiu alcançar o destino primeiro e corrompeu a maioria dos salvadores levando-os a loucura ao realizar experimentos que visavam aprimorar suas habilidades. Antar, então, vê-se obrigado a se tornar um Salvador para tentar derrotar Nento, mesmo sabendo dos riscos que correria.

Saviorless se caracteriza por uma gameplay descomplicada. A curva de dificuldade é no máximo mediana, e o jogo é generoso em relação aos checkpoints. No entanto, a frequente introdução de novas mecânicas faz com que se mantenha interessante ao longo da campanha. A maior parte do tempo, o jogador passará vencendo sessões de plataforma, movendo e acionando objetos para solucionar puzzles. Mas o jogo também conta com alguns chefes que, normalmente, são superados através de mecânicas envolvendo o cenário.

Saviorless

A jogabilidade muda quando as habilidades de Salvador são desbloqueadas. Daí em diante é como se o jogador controlasse dois personagens totalmente diferentes. Em muitas passagens será necessário trocar a forma de Antar para a de Salvador consecutivamente, fazendo com que o jogador tenha que se adaptar com frequência durante as sessões de plataforma. Ao assumir a forma de Salvador um golpe corpo a corpo é adicionado, assim como um dash no ar. Há uma barra de vida que vai diminuindo, e que também funciona como um limite de tempo para alcançar o próximo checkpoint. Essa barra deverá ser recuperada eliminando inimigos e quebrando alguns objetos do cenário.

Tecnicamente o jogo funciona sem maiores problemas. A única crítica é o fato de Antar se movimentar muito lentamente. Alguns comandos ao controlar Antar também passam a impressão de não responderem muito bem, mas isso ocorreu em pouquíssimas ocasiões. Um fato curioso é que, apesar de o jogo estar disponível em Português Brasileiro, as legendas das falas dos personagens foram exibidas em Espanhol. Espero que esse problema seja solucionado, pois a compreensão da história é um fator essencial em Saviorless.

Saviorless

De forma geral, Saviorless é um jogo cativante, mas que não oferece muitos desafios. Mesmo assim, isso é compensado com sua história misteriosa e ambientação singular. Se a intenção da Empty Head Games era a de deixar um legado para o mercado de desenvolvimento de jogos em seu país, Saviorless foi um grande passo para alcançar esse objetivo.

Jogo analisado no PS5 com código fornecido pela Dear Villagers.

Winz.io

Veredito

Saviorless é um daqueles jogos em que a simplicidade do gameplay e a qualidade da direção de arte trabalham em conjunto para criar algo único. Mesmo que a campanha seja curta, percorrer os passos dos personagens e desvendar os mistérios da narrativa fazem valer o tempo.

80

Saviorless

Fabricante: Empty Head Games

Plataforma: PS5

Gênero: Plataforma 2D / Aventura

Distribuidora: Dear Villagers

Lançamento: 02/04/2024

Dublado: Não

Legendado: Sim

Troféus: Sim (inclusive Platina)

Comprar na

Veredict

Saviorless is one of those games whose simplicity of the gameplay and quality of art direction work together to create something unique. Even though the campaign is short, following the characters’ steps and unraveling the mysteries of the narrative make it worth the time.