ONWIN365

Red Dead Redemption – Review

O fator nostalgia é cada vez mais uma busca comum entre diversos aspectos da cultura do entretenimento. Abrangendo várias áreas, usuários procuram relembrar aquela memória afetiva de algo que acompanhava anos antes. Com isso, a indústria mesmo acaba por perceber isso e capitalizar em cima, como acontece com os remasters e remakes no mundo dos jogos.

Red Dead Redemption é o caso mais recente e, graças ao histórico da Rockstar com seus ports/remasters, acabou sendo a bola da vez na hora de apontar apenas o interesse escrachado da indústria em lucrar com qualquer coisa. Seja com a vergonha versão de Grand Theft Auto: The Trilogy em seu lançamento, as inúmeras versões de GTA V e a falta de uma versão aprimorada de Red Dead Redemption 2, a espera pela versão original de RDR portada para os consoles atuais começou a ser esperada com certo receio.

Red Dead Redemption (3)

Vamos direto ao ponto quanto a um ponto específico aqui. Red Dead Redemption é um jogo atemporal e um marco em diversos aspectos, como estrutura de mundo, narrativa, personagens, história e mais. Independente se você já aproveitou o título em seu lançamento original ou de outras formas agora, encarar a jornada de John Marston na busca de seus antigos companheiros de bando no oeste selvagem é praticamente obrigatório. O relançamento em 2023 precisa ser tomado como importante por disponibilizar o jogo para cada vez mais plataformas e para que um público ainda maior possa aproveitar um dos jogos mais importantes de sempre.

O título agora recebe uma versão para PS4, com melhorias para o PS4 Pro que são carregadas para o PS5 via retrocompatibilidade. Não existe uma versão nativa para os consoles atuais da Sony e Microsoft, sendo essa última sequer recebendo uma versão e ficando refém do jogo original de Xbox 360 aprimorado via retrocompatibilidade. O único console atual de alguma empresa a receber uma versão é o Nintendo Switch que, nos aspectos técnicos e visuais mais importantes para essa versão, fica a par e com leves melhorias ao jogo original.

Red Dead Redemption (4)

O grande problema com o relançamento de Red Dead Redemption não é o pacote ou conteúdo em si, que vem até recheado com todo o conteúdo single player e a expansão Undead Nightmare, mas sim a expectativa que havia ao redor dessa versão e também das possibilidades técnicas e visuais desperdiçadas aqui. Se formos comparar jogos de PS3 que receberam remasters para PS4, ignorando até aqui a existência do PS5, temos diversos títulos que servem de exemplos apresentando aprimoramentos notáveis. Exemplos como Uncharted Collection, The Last of Us, Need For Speed: Hot Pursuit e God of War III, apenas para citar alguns, tivemos claramente uma versão melhorada e recomendada via fator nostalgia.

Seja através de resolução aprimorada, taxa de quadros por segundo a 60 quadros, melhores texturas, efeitos e até geometria atualizada, a expectativa do jogador é poder comprar uma versão aprimorada do jogo e reviver aquelas memórias únicas de anos atrás. Com RDR, o trabalho da Double Eleven pode ser rotulado como algo básico demais e pouco inspirado.

Red Dead Redemption (5)

Diversas análises técnicas e aprofundadas já estão disponíveis por toda a internet e comparando frame a frame as diferenças das versões. Nos atendo apenas para as que estão em consoles PlayStation, o que percebemos é que a versão de 2023 é uma mais completa, estável, com qualidade mais limpa e refinada da versão de 2010. As melhorias em si só são percebidas por quem realmente vai atrás disso e prefere contar pixel a cada segundo. Sombras melhores, resolução de 1080p (PS4) a 4K reconstruído (PS4 Pro e PS5), 30 quadros por segundo estáveis, novos sistemas antiserrilhado e melhores filtros geram uma experiência visual bem melhor do que a entregue na época do PS3, com resolução sub 720p, imagem borrada pelo antiserrilhado quincunx e frames oscilando.

Como disse, o que a Double Eleven decidiu fazer (ou foi comandada a fazer) ficou restrito a entregar uma versão estável do que havia anteriormente. A falta da opção para 60fps ou texturas melhores, que foram observações claras quando Uncharted Collection foi lançado, para servir de exemplo, era o mínimo esperado por diversos entusiastas da franquia da Rockstar.

Red Dead Redemption (1)

Entretanto, há algo que acaba pendendo como positivo para as desenvolvedoras e publishers num lançamento bastante aquém das expectativas dos jogadores. RDR é um jogo que entrega uma experiência ímpar e, mesmo 13 anos depois, se segura em alta tendo envelhecido muito bem. Suas qualidades ficam sempre à mostra e, ainda que RDR2 tenha aprimorado praticamente tudo nisso, demonstra claramente que as ideias apresentadas mais de uma década antes conseguem entregar um jogo de mundo aberto melhor que vários lançados hoje em dia.

Ter a oportunidade de vivenciar um dos jogos mais importantes da minha história com vídeo games me mostrou que títulos assim vão ser inesquecíveis por diversos fatores e não vai ser um lançamento limitado que irá diminuir isso. É preciso perceber que quem nunca pode aproveitar pode encontrar agora uma versão melhor e ainda viável do poderia apenas meses antes.Red Dead Redemption (6)

Há, óbvio, diversos outros pontos que jogadores possam usar para justificar a versão de 2023 de RDR como um “desastre”. A falta do componente multijogador ou preço vão ser os mais comuns em conversas por aí. Quanto ao fator financeiro é um caso para cada um, já que para quem nunca aproveitou o jogo antes, essa pode ser a oportunidade perfeita para isso na melhor versão disponível no seu console de preferência. Já imaginar a existência do multijogador é uma ilusão imensa, ainda mais que Red Dead Online ainda é ativo e com uma grande base de jogadores, recebendo conteúdo frequentemente e com mais por vir no futuro. Algo que se pode comemorar é a localização de textos totalmente adaptados ao português brasileiro, que talvez só por isso já vale uma rejogada para diversos jogadores.

O grande problema para Red Dead Redemption de 2023 é exatamente frustrar as diversas expectativas que fãs tinham para um relançamento, que apesar de existirem por anos se fortaleceram quando os rumores de um “remaster” começaram a vazar na internet. Apesar disso tudo, não existe como não recomendar RDR em muito pela qualidade excepcional do jogo, que mesmo em consoles inferiores e limitações técnicas já entregava um jogo surpreendente. Com certeza haveria espaço para mais melhorias que acabaram por não chegar ao seu lançamento, mas talvez algo possa vir via atualizações no futuro.

Jogo (versão de PS4) analisado no PS5 com código fornecido pela Rockstar Games.

Veredito

Ainda que não seja a versão esperada por diversos jogadores, Red Dead Redemption mostra força como um dos melhores jogos de todos os tempos. A versão de 2023 é a opção mais estável, mas poderia ser muito melhor.

75

Red Dead Redemption (PS4)

Fabricante: Rockstar Games / Double Eleven

Plataforma: PS4

Gênero: Tiro em Terceira Pessoa

Distribuidora: Rockstar Games

Lançamento: 17/08/2023

Dublado: Não

Legendado: Sim

Troféus: Sim (inclusive Platina)

Comprar na

Veredict

Although it is not the version expected by many players, Red Dead Redemption shows strength as one of the best games of all time. The 2023 version is the most stable option, but it could be much better.