Quake II – Review

Existem inúmeras discussões de qual FPS (jogo de tiro em primeira pessoa) é o melhor de todos os tempos ou o mais influente. Querendo ou não, DOOM e Quake sempre aparecerão citados nesses casos. E dentro da própria série Quake, há muitos fãs que debatem se o primeiro ou o segundo jogo é melhor. Pessoalmente, o primeiro para mim é mais marcente. Além da nostalgia, o visual “gótico” misturado com militar e demoníaco sempre me conquistou. O segundo tira esse lado gótico, lembrando muito mais DOOM, mas é um jogo que aprimora o primeiro sem dúvida.

Considerando que o primeiro Quake foi remasterizado – e com uma ótima remasterização, aliás – era esperado que a sequência tivesse o mesmo destino. E tudo que você deseja de um remaster pode ser encontrado aqui.

Quake II

Primeiramente, logo que você inicia o jogo, há uma tela de acessibilidade com inúmeras opções. Você pode deixar tudo no padrão e ignorá-la, mas é notável o esforço por parte dos desenvolvedores de trazer acessibilidade a um jogo dos anos 90, onde ainda não havia essa mentalidade. Caso tenha curiosidade em todas as opções, visite o site oficial.

A remasterização de Quake II oferece uma resolução de até 4K (em plataformas compatíveis), gráficos widescreen, melhorias nos modelos, animações, efeitos especiais, IA, cinemática, iluminação dinâmica e colorida, suavização de bordas e profundidade de campo. Novamente, o site oficial lista de forma completa e detalhada (com um linguajar mais técnico) tudo o que foi aprimorado no remaster.

Quake II inclui a campanha original completa. Nela, a humanidade está em guerra com os Stroggs, uma raça alienígena hostil que atacou a Terra. Em resposta, a humanidade lançou um ataque ao planeta natal dos invasores que falhou, mas você sobreviveu. Com menos tropas e armas, infiltre-se nas instalações militares fortificadas e desative a máquina de guerra do inimigo.

A campanha segue o padrão clássico dos jogos da id Software: elimine qualquer ser que estiver respirando e explore os mapas, muitas vezes indo atrás de chaves coloridas e outros itens. Há algo que facilita o trabalho: uma bússola fica acessível a qualquer momento no menu com a roda no L1 e que indica para onde você deve ir em seguida. É possível ignorar isso completamente e ter a experiência “old school”, mas também pode usar e seguir o padrão moderno – fica à sua escolha.

Quake II

Além da campanha, temos os dois pacotes de missões originais: “The Reckoning”, com 18 níveis de campanha e 7 mapas no modo Mata-mata, e “Ground Zero”, com 15 níveis de campanha e 14 mapas Mata-mata. Não só isso, mas temos também o Quake II de Nintendo 64 e a “Call of the Machine”, uma experiência inédita de Quake II, produzida pela MachineGames, com 28 níveis de campanha e um Mata-mata multijogador. Nas profundezas do espaço Strogg, encontra-se a Máquina: uma estrutura singular capaz de desintegrar a realidade. Lute no espaço-tempo para encontrar o criador Strogg, destruí-lo e mudar o destino do homem e das máquinas.

O coração de Quake II, porém, está no multiplayer. Além de um modo para quatro jogadores local com a tela dividida, é possível jogar com até 16 online. E isso inclui a campanha – isso mesmo! Ela pode ser aproveitada inteira no cooperativo e é algo que recomendamos fortemente que você aproveite. É muito mais divertido jogar Quake II com os amigos. Vale ressaltar que nos modos Mata-mata e Mata-mata em Equipe, tanto online quanto offline, é possível inserir bots também. E não se esqueça: há cross-play com todas as plataformas, então você pode jogar com os seus amigos no Xbox, Switch e PC.

Quake II

O online funciona muito bem em nossos testes, mas admito que poderia ser um pouco melhor. Alguns problemas de conexão aconteceram e até mesmo uns bugs estranhos ou delays nos comandos, dependendo de sua conexão. O host não verá nenhum problema, mas quem se conectar a ele pode sofrer o que estou dizendo.

No fim, Quake II é um ótimo remaster. É um pacote redondo e que merece muito destaque para o seu multiplayer, principalmente a campanha cooperativa (seja online ou offline). O único problema (além da conexão online que você pode – ou não – ter problemas) é que é um jogo que não envelheceu bem, pessoalmente falando. Ainda é um clássico, mas você nota que muitas coisas, principalmente os gráficos (que estavam avançando para um lado totalmente 3D e saindo daquela mescla de 2D e 3D que tinha seu charme), eram melhores terem ficado em sua memória. Recomendo a todos sem dúvida alguma, mas quem nunca jogou pode não entender o apelo que existiu nos anos 90.

Jogo analisado no PS5 com código fornecido pela Bethesda.

cassino online Netbet

Veredito

Quake II é uma ótima remasterização, com conteúdo de sobra e um trabalho impecável para trazer um clássico de volta. O multiplayer é divertido, principalmente a campanha inteira no cooperativo.

95

Quake II

Fabricante: id Software / Nightdive Studios

Plataforma: PS4 / PS5

Gênero: Tiro em Primeira Pessoa (FPS)

Distribuidora: Bethesda Softworks

Lançamento: 10/08/2023

Dublado: Não

Legendado: Não

Troféus: Sim (inclusive Platina)

Comprar na

Veredict

Quake II is a great remaster, with plenty of content and an impeccable job to bring a classic back. The multiplayer is fun, especially the entire campaign in co-op.