Marvel's Guardiões da Galáxia – Episódio 3: Mais Que Uma Sensação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

[ATENÇÃO: O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS DO EPISÓDIO 2 E ALGUNS PONTOS DO 3. SE VOCÊ NÃO JOGOU O EPISÓDIO OU NÃO QUER SABER NADA SOBRE ELE, RECOMENDO LER APENAS O VEREDITO]

No terceiro episódio de Guardiões das Galáxias, o passado de Peter Quill e Gamora é explorado, diante do encontro da Forja do Infinito. Tentando encontrar uma forma de usá-la para trazer pessoas queridas de volta, Peter acaba se deparando com uma misteriosa figura, capaz de sentir as emoções das pessoas e uma chave para a solução do grande enigma de vida e morte em que os Guardiões se meteram.

No episódio, as coisas diminuem de ritmo e a história acaba tratando muito mais da relação e do passado dos personagens, além da apresentação da personagem Mantis, familiar aos fãs da franquia cinematográfica e uma ótima adição ao elenco. O roteiro explora bem o humor diante das ações de Mantis em tentar entender os outros personagens, usando suas habilidades telepáticas para ler a mente dos Guardiões.

Com o passado de Gamora, vemos o motivo da constante briga entre ela e a sua irmã, Nebula, explorando os dias em que seu pai, Thanos, transformava as duas personagens em máquinas de matar, colocando uma contra a outra para tirar o melhor delas na hora do combate. Vemos como a relação das duas com o pai as afetava, colocando em perspectiva a briga entre elas e desenvolvendo a figura de Thanos como um pai tirano e sem piedade na hora de escolher entre suas próprias filhas.

Apesar de lidar com questões sérias, as escolhas durante o episódio são pouco ambíguas. Não há exatamente um dilema moral do jogador na hora de escolhê-las e apenas servem para caracterizar o seu Peter Quill diante das suas escolhas, o que é um pouco decepcionante.

A única parte que lida com questões mais significativas na escolha é na decisão de destruir ou não o artefato. Em determinada cena, temos uma longa parte dedicada a apenas desenvolver os personagens diante do dilema de destruir ou não a Forja do Infinito, algo que será levado até o final do episódio. Não há um consenso geral e Peter Quill deverá sacrificar a vontade de alguns personagens independente do que ele acabar decidindo.

Falando nele, o próprio Peter é outro personagem que recebe um maior desenvolvimento, sendo mais explorado a relação dele com sua mãe em flashbacks causados pelo artefato. Pouco relevante, serve apenas para estabelecer certas promessas que Peter fez à sua mãe quando era criança. Promessas que levariam o personagem a se tornar o que ele é hoje.

O mais interessante da narrativa do episódio é como ela intercala o passado e o presente, com determinada cena sendo mostrada duas vezes em momentos diferentes e colocando em diferentes perspectivas, para assim explicar um ponto crucial do passado de Gamora. Diferente dos filmes, aqui temos uma conclusão ao arco de Gamora e Nebula.

Apesar de mais lento, o episódio tem sim certas horas de combate, especialmente em flashbacks. As cenas de ação são bem dirigidas e há um bom senso de dinamismo nas QTE que raramente se encontra em jogos da Telltale. Dá para sentir que ao longo dos episódios a desenvolvedora está sabendo cada vez mais dirigir cenas de ação estrelando todos os Guardiões, com um clímax satisfatório na questão da jogabilidade. Sim, os modelos de personagens e animações ainda parecem travadas em certos momentos, mas há uma leve melhora nesse quesito, com expressões faciais mais convincentes do que nos episódios anteriores.

 

Veredito

O episódio 3 de Guardiões da Galáxia entra na cabeça e passado dos Guardiões e desenvolve a relação de Peter com sua tripulação, apresentando uma personagem familiar aos fãs da franquia cinematográfica. O episódio entrega um bom equilíbrio entre ação e desenvolvimento de personagens, tendo um satisfatório desfecho. Apesar de ainda estar abaixo do esperado, a série da Telltale parece estar ganhando altitude para alçar voo nos seus capítulos finais.

Jogo analisado com o código fornecido pela Telltale Games.


 

Veredito

74

Fabricante:
Plataforma:
Gênero:
Distribuidora:
Lançamento:
Dublado:
Legendado:
Troféus:
Comprar na

The third episode delivers a good balance between action and character development, having a satisfactory ending. Although still below the expectations, the Telltale’s series is in a good position to gain altitude and finally take off in its final chapters.