Just Dance 2022 – Review

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Just Dance 2022 é o 13º título da série principal da famosa franquia rítmica/de dança da Ubisoft, que tornou-se já um lançamento anual esperado entre outubro e novembro. Já são quase 12 anos com jogos passando por gerações desde o Nintendo Wii até a atual com PS5 e Xbox Series. E será que a série ainda consegue se manter com o mesmo fôlego de quando era uma grande novidade? Vamos conversar um pouco mais nos próximos parágrafos.

Just Dance 2022
Em Just Dance 2022 as músicas podem possuir coreografia solo, em dueto, trios ou quartetos. Fonte: Divulgação/Ubisoft.

Antes de mais nada quero dizer que o jogo em si não mudou em nada seu gameplay, então caso você seja mais das antigas e já esteja familiarizado com algum antecessor não terá problema com este novo título. A ideia segue muito simples: seguir os passos mostrados na tela de forma precisa e conseguir o máximo de pontos possíveis. Além da opção de imitar diretamente a dança dos personagens que aparecem em tela, alguns pictogramas também aparecem por padrão no canto inferior direito para informar qual será o próximo passo a ser executado, o que pode ajudar (ou não) a entender o que virá pela frente. Os menus e design seguem a mesma linha dos últimos 4 jogos e, por motivos de restrição do uso do botão Create na edição atual (o que acho estranho e ruim), caso queira conferir mais detalhes e imagens do visual, dê uma olhada em nossa análise de Just Dance 2020. Para também não soar muito repetitivo, serei o mais objetivo possível neste texto e focarei principalmente no que há de especial nesta edição.

O primeiro ponto que queria constatar e reclamar é a obrigatoriedade do uso do aplicativo Just Dance Controller no PS5, da mesma forma que em seu título antecessor (2021). Esta análise é baseada somente na versão de PlayStation 5 e, por isso, não farei comentários técnicos a respeito do uso do PS Move ou PS Camera pois não é possível utilizá-lo nessas versões na nova geração. Para mim, de longe, isso é um grande problema e completamente desanimador. Por mais que o aplicativo para celulares seja algo permita que mais pessoas consumam o título, é muito mais confortável utilizar um PS Move ou até mesmo não segurar nada. Em pleno 2021 em que os celulares estão cada dia maiores, além de ser desconfortável de segurar e fazer certos movimentos, ainda há o grande risco de seu smartphone sair voando a qualquer momento e causar algum acidente. Além disso, diversas vezes enquanto dançava o aplicativo simplesmente parava de reconhecer meus movimentos e eu era obrigado a reiniciá-lo e começar tudo novamente. Caso você tenha alguma outra forma de jogar, recomendo que pegue o jogo numa edição que permita o uso de algum outro acessório. Espero que tanto a Ubisoft quanto a PlayStation criem uma maneira o quanto antes de utilizar estes acessórios nas edições de PS5.

Just Dance 2022
Os cenários em consoles de nova geração estão com gráficos incríveis! Fonte: Divulgação/Ubisoft.

Os modos Kids e Quickplay voltaram nesta edição na tela inicial. O primeiro é focado em músicas especialmente para crianças, sendo algumas exclusivas deste modo e outras presentes também no modo geral. Como anteriormente, também não existe pontuação e ranking para tornar a experiência dos pequenos menos competitiva e mais como uma “brincadeira”. Já o quickplay escolhe automaticamente uma música para você dançar dentro do catálogo. Não gostei muito deste modo pois não senti uma aleatoriedade no sistema. Toda vez que coloquei ele me aparecia com a mesma primeira música da lista do Just Dance Unlimited e sua sequência era sempre igual. Não sei se é um bug ou se a ideia sempre foi ser assim, porque se foi, é totalmente inútil.

Falando mais um pouco de modos, o Sweat e Coop também retornam neste título da mesma forma que em seus anteriores. É possível habilitar estas opções em qualquer uma das músicas para se ter uma contagem de calorias perdidas ou então agrupar sua pontuação com quem estiver jogando. Fico feliz que mantiveram com essa decisão pois dá a opção do jogador de a qualquer momento ativar ou desativar estes modos ou dançar, ao contrário de como era antigamente com um Sweat totalmente separado. Espero que continue assim.

Just Dance 2022
Coreografia de Believer, de Imagine Dragons. Fonte: Divulgação/Ubisoft.

Como podem ter percebido até o momento, Just Dance 2022 não traz absolutamente nenhuma mudança em gameplay. Isso é algo que venho constantemente comentando sobre estes lançamentos anuais. Meu sonho seria que eles acabassem e se tornassem um jogo base fixo com seu modo Unlimited e season pass constantes, similar ao que acontece em Rock Band 4 no momento. Comprar um jogo de Just Dance, hoje, é ter a sensação de estar gastando comprando um pacote de DLCs. E será que vale a pena este investimento anual? Se você for considerar comprar o jogo anualmente em seu lançamento + o plano de assinatura de Just Dance Unlimited, para ter acesso a músicas novas e todo um catálogo retroativo de outros jogos, você terá brincando um investimento de 400 reais ao ano. E com o jogo anterior ficando totalmente inútil com seu sucessor sendo lançado e você tendo acesso a todas as músicas via Unlimited. A verdade é que cada vez mais tentam te empurrar a assinatura deste plano, te deixando com a sensação de que se você não o tem, seu jogo está incompleto.

Agora respondendo se este catálogo de Just Dance 2022 está valendo a pena, eu digo que sim. E muito. Depois do grande erro que foi Just Dance 2021, sendo provavelmente o pior jogo de toda a franquia, onde escolheram músicas boas com danças ruins e um catálogo no geral péssimo, esta edição acertou de todas as formas. Além de pegar exatamente o que bombou nos últimos meses (vulgo a maioria das músicas que apareceram em sua timeline no Tik Tok ou Reels), há também uma grande variedade de estilos e de músicas em diversos idiomas (com algumas ressalvas, é claro). Para os fãs de Kpop, esse provavelmente é a melhor edição para se aproveitar. Depois do fiasco que foi ter Ice Cream no ano passado, finalmente a Ubisoft trouxe a tão pedida Boombayah de BLACKPINK e conseguiu agradar não só os blinks, como também aos fãs de Just Dance no geral. A presença de mais uma música do grupo K/DA também foi um grande acerto, gerando um apelo para quem é mais envolvido com League of Legends.

Just Dance 2022
Beyoncé está novamente presente na série, desta vez com Run The World (Girls). Fonte: Divulgação/Ubisoft.

Falando um pouco das músicas, fiquei feliz de ver a preocupação de termos algumas com versões simples e também com coreografias originais praticamente idênticas, como o caso de Boombayah, Black Mamba e a faixa principal de divulgação da edição, Nails, Hair, Hips, Heels. Confesso que fiquei um pouco triste de não existirem versões alternativas neste estilo para Don’t Go Yet e Flash Pose, porém as coreografias feitas dão um belo aceno para ambos os clipes originais, fazendo com que o jogador que conheça a música já dance naturalmente o que aparece na tela em alguns momentos. Quero aproveitar para destacar outras que gostei bastante: Baianá, Boss Witch (versão de Boss Bitch da Doja Cat), Buttons, Judas, Pop/Stars e, é claro, a tão esperada Good 4 u de Olivia Rodrigo. Também fiquei um pouco surpreso de não ter nenhuma música do Lil Nas X, que teve diversos hits emplacados no último ano, Stars Align da Jolin Tsai e também algo do Now United, grupo que faria muito sentido estar presente por conta de suas coreografias e ter um público mais jovem. Espero que tenhamos um pouco dos três em futuros lançamentos no Unlimited, incluindo também a música Break My Heart, que tinha sua coreografia presente em diversos anúncios e depois não apareceu na tracklist final.

Algo que faz com que não só essas músicas listadas estejam boas, mas sim a grande maioria do catálogo, é a imersão que a Ubisoft criou no cenário das músicas nesse jogo. Há uma grande evolução em cada canção. É tudo muito mais bem feito e trabalhado que você ao jogar qualquer música antiga depois do contato com Just Dance 2022 vai acabar achando ruim e/ou vazio. Em alguns momentos você tem a impressão de que está vendo um clipe ou até mesmo um filme. É agradável ficar apenas observando. Uma pena que não existe um modo “theater”, onde você deixa uma playlist passando sem a necessidade de jogar ativando um celular como controle e poder ficar apenas escutando músicas e curtindo as imagens (alô Ubisoft, algo super simples de implementar no futuro). Até já fazia isso anteriormente quando conseguia utilizar a PS Camera ou um PS Move como controle. Agora apenas com o Just Dance Controller já não acho prático pois você precisa inutilizar o seu celular.

Just Dance 2022
Level Up é umas das músicas que mais vai te deixar exausto nesta edição. Fonte: Divulgação/Ubisoft.

Dentre os erros das músicas em Just Dance 2022, destaco principalmente minha maior decepção: happier than ever de Billie Eilish. E o principal motivo é algo que vou reclamar sempre: censura nas músicas. Me desculpe, mas acho um pouco de hipocrisia achar que faz sentido censurar logo Billie Eillish, uma cantora que tem grande parte de seus fãs pré-adolescentes ou crianças um pouco mais velhas, em uma música extremamente famosa e que toca nas rádios com seu refrão falando Shit o tempo todo. A música ficou horrível de se escutar, estraga o ritmo da dança (que até foi bem pensada para música) e ainda deixa o áudio com uma qualidade ruim. Se existe tanto uma necessidade de deixar as letras Clean, poderiam então fazer um cover que nem fizeram com Boss Witch (para não utilizarem o nome Boss Bitch), que acabou se tornando umas das músicas mais divertidas da edição e não teve problemas no som. Pois para ser do jeito que foi, melhor nem colocar uma música que vai ser 50% censurada. Como já existe um modo Kids, a Ubisoft poderia colocar então algum outro tipo de bloqueio para que a pessoa (ou os pais) tenham a opção de censurar ou não uma música. Sou fã da Billie e essa é uma de minhas músicas favoritas da carreira dela, mas não me vejo dançando nunca mais após conseguir 12.000 pontos.

O World Dance Floor, para se jogar online competindo com outras pessoas, ainda continua. Continuo achando que você perde muito tempo entre uma música e outra (principalmente quando se está num modo “torneio”), podendo esse tempo de esperar ser facilmente reduzido em alguns segundos para melhorar o dinamismo. Os desafios diários, playlists, configurações de dance cards e máquina para resgatar prêmios seguem também de maneira semelhante para dar um pouco mais de longevidade e customização no jogo.

Apesar de eu ser muito crítico com essa franquia, principalmente por acompanhá-la desde seu lançamento lá no Wii e lembrar de como tínhamos diversas mudanças entre cada jogo no começo e agora só temos a sensação de que os lançamentos são preguiçosos, Just Dance 2022 é um excelente jogo. Ouso dizer que é o melhor título desde que seu nome deixou de ser numeral (2, 3, 4) e passou a ser com anos, ou seja, o melhor nos últimos 9 anos. Para quem nunca jogou a franquia e tem interesse, sem dúvida alguma recomendo apenas esta edição, e pode ter certeza que você terá diversão por um bom tempo, talvez até sem se preocupar com o próximo título ou assinatura do Unlimited. Já se você é alguém que possui outros jogos da série, vale analisar bem se este DLC Pack Tik Tok Hits (como carinhosamente chamo a edição) contém músicas boas o bastante para justificar seu investimento.

Jogo analisado no PS5 com código fornecido pela Ubisoft.

Veredito

Just Dance 2022 traz grandes evoluções nos cenários das coreografias e possui uma das melhores tracklists da franquia, sendo uma indicação perfeita para quem deseja seu primeiro título da série. Mesmo com estes pontos positivos, não possuir mais nada de novo no gameplay continua dando a impressão de que o jogo é apenas uma DLC e a não possibilidade de usar outros controles de movimento no PlayStation 5 é um ponto desanimador para jogadores antigos.

80
Just Dance 2022
Fabricante: Ubisoft
Plataforma: PS4 / PS5
Gênero: Música / Rítmo / Dança
Distribuidora: Ubisoft
Lançamento: 04/11/2021
Dublado: Não
Legendado: Sim
Troféus: Sim (Inclusive Platina)
Comprar na

Just Dance 2022 brings great evolutions in the music backgrounds and has one of the best tracklists in the franchise, being a perfect indication for those who want their first title in the series. Even with these good points, not having anything new still gives the impression that the game is just a overpriced DLC and not being able to use other motion controls on the PlayStation 5 is a disheartening point for old PS4 players that only played using the PS Move or the PS Camera.

Eric Oliveira

Eric Oliveira

Tiro na água!