Análise – The Princess Guide

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Quer um jogo cheio de características únicas, com 4 histórias diferentes e estratégias de combate com princesas aspirantes a guerreiras? Acaba de encontrá-lo.

The Princess Guide é um jogo de estratégia e RPG feito pela NIS (que recentemente lançou o jogo The Liar Princess and The Blind Prince). Você é um guerreiro disposto a ajudar as Ilhas Relic, que precisam voltar à glória, combatendo o mal pós-guerra, que trouxe devastação e tristeza para seu povo. Quatro reinos pedem sua ajuda, sendo preciso escolher qual história vai seguir. É possível definir o sexo de seu personagem, o tom de voz e também a personalidade, que muda a maneira como a Princesa escolhida vai te tratar.

 width=

As princesas têm personalidades e combates distintos, e cabe a você decidir quem vai treinar, cada uma com um rumo da história diferente:

 width=
Cavaleira Principal de Alixon, Liliati
A Princesa que não dispensa uma boa refeição, mas faz um regime para melhorar seu desempenho e treinos.

 width=

Mestra da Guilda da Magia Enferrujada, Veronica
É uma maga muito poderosa e respeitada, não deixa barato para ninguém. Cuidado para ela não te transformar em sapo!

 width=

Nobre Caída da Família Yudaria, Monomaria
Uma Princesa aristocrata, leva seu treino muito a sério, e tem muitas responsabilidades sobre si.

 width=

Sábia da Grande Fé de Kamara, Alpana
Fé acima de tudo, e dragões para todo lado! Ela deseja apenas a paz e teme que a guerra traga mais problemas.

Uma vez que seu personagem é criado e a princesa é escolhida, a história começa com tutoriais diversos. O jogo se passa com uma estratégia de mapa e pontos de combate, no qual é necessário ter pontos de AP para andar entre os objetivos e completar missões que possuem tempo para sua conclusão. É necessário gerir suas tropas e ao longo da história novas equipes são liberadas e podem ser compradas, com o dinheiro acumulado após o sucesso nas missões. Durante sua jornada, tanto sua tropa pessoal quanto a da Princesa deve ser estimulada, com upgrades de armas e cavaleiros, que são liberados após completar missões e adquirir relíquias específicas durante seu progresso.

A jogabilidade é prática e tem uma funcionalidade para adiantar o tempo, facilitando o encontro aos objetivos. Os tutoriais são rápidos e talvez você precise de muita atenção para descobrir tudo que o jogo oferece. Durante os combates é preciso coletar relíquias e baús que oferecem pontos de HP, mais ataque e mais defesa, além dos colecionáveis e itens importantes. Os monstros possuem características próprias e como todo bom RPG, é preciso montar um arsenal efetivo antes de despachar suas tropas. As missões são bem variadas, sendo que é preciso dar muitas voltas no mapa para completá-las, porém são rápidas.

 width=

Particularmente, me incomodei e muito com as cenas de diálogo: parece que tem algo muito errado acontecendo. A pobreza de design de personagens faz aparecer vários cavaleiros idênticos com mesma arte e nomes diferentes, com pouca variação na dublagem, e o pior: a animação dos personagens é frenética, muito rápida e incomoda os olhos. Quando o personagem pára de falar e fecha a boca, a animação volta “à velocidade que parece normal”. É possível identificar este problema no gameplay acima. Isso dificultou a leitura dos diálogos e foi difícil prestar atenção no conteúdo, com o personagem logo acima pulando numa velocidade anormal.

Os personagens são o típico clichê japonês, com personalidades e dublagem bem definidas. A legenda em inglês também foi feita pela NIS, sendo bem perceptível pelo linguajar e risadas como “fufufu” de uma das Princesas (minha favorita!). Ao longo de sua jornada, um diário é preenchido com os principais fatos, outras duas personagens bem interessantes aparecem para aprimorar o enredo e você tem algumas histórias para descobrir de acordo com os personagens e personalidade selecionados. Se você gosta de jogos que é preciso “farmar” e ter um pouco de estratégias para completar missões, com um visual tipicamente japonês, este é seu próximo jogo.

Veredito

The Princess Guide é, sem dúvida, estimulante e divertido. Não é tão longo, mas como tem vários finais, torna o gameplay interessante. Senti que algo não parecia certo na velocidade das animações de diálogo. Isso atrapalhou minha concentração nas falas e acabei pulando vários diálogos, sendo que apenas cumpri as missões. Porém, é um jogo simpático, com estratégias bem definidas, e boas funcionalides de combate.

Jogo analisado com código fornecido pela NIS America.

Veredito

78

Fabricante:
Plataforma:
Gênero:
Distribuidora:
Lançamento:
Dublado:
Legendado:
Troféus:
Comprar na

The Princess Guide is undoubtedly exciting and fun. It’s not so long, but since it has several endings, they make the gameplay interesting. I felt that something didn’t seem right, because of the speed of the dialogue animations, which disturbed my concentration on the lines, and ended up skipping several dialogues and just doing the missions. However, it is a nice game, with well defined strategies and good combat features.