O roteirista do Dead Space original, Antony Johnston, e que não possui relação com Dead Space 3, conversando com o site NowGamer, disse que o foco do game na ação é um "mal necessário" para atrair mais jogadores.

"Pessoalmente, sou um grande fã do survival horror old-school, e essa foi uma das principais razões que eu quis trabalhar em Dead Space. Então um ênfase maior na ação nas sequências não são para mim", disse Johnston.

Johnston adicionou em seguida que o foco de Dead Space 3 na ação é um "mal necessário para aumentar o número de fãs" e também que "é algo muito difícil de balancear. Até agora, acho que a Visceral fez um trabalho admirável em manter esse balanceamento".

Para Johnston, a decisão da Visceral Games de "pensar maior" em Dead Space 3 não é surpresa. Ele disse que é a progressão lógica para a série e algo que a franquia precisava para não se tornar obsoleta. "Então, para contar a história, era inevitável que a ambientação aumentaria um pouco, para se tornar um pouco mais épica em escala… caso contrário você teria o mesmo game em uma nave diferente toda vez, e isso é muito chato", comenta.