A Bungie, estúdio que criou a popular série Halo apresentou, no último domingo (17) seu novo projeto: Destiny, um jogo de tiro para PlayStation 3 e Xbox 360, ambientado em cenário de ficção-científica e com uma colaboração ilustre: o ex-Beatle Paul McCartney

Paul McCartney trabalhou ao lado do compositor Marty O’Donnell, velho conhecido dos fãs de Halo, para criar a trilha sonora de Destiny quando o game consistia apenas de idéias e artes conceituais. A dupla trabalhou durante 2 anos na composição das faixas que pontuarão a aventura.

A trilha sonora foi gravada no lendário Abbey Road Studios, em Londres, o mesmo utilizado pelos Beatles no passado e atualmente, por produções de Hollywood como “O Hobbit” e “Os Miseráveis”, entre outras.

Para O’Donnell, Paul McCartney entrou no projeto por seu interesse na tecnologia por trás da música interativa: “Acho que ele viu como é a indústria dos videogames e ele é o tipo de pessoa que quer criar em todo lugar em que puder contribuir”.

Em suas primeiras conversas com Paul, O’Donnell comparou a música interativa dos jogos com os loopings na faixa “Tomorrow Never Knows” do álbum “Revolver” (1966), dos Beatles.

“Vou tirar aquela máquia do armário e te mandar algumas coisas”, prometeu Paul McCartney. E, segundo O’Donnell, foi isso que ele fez. “Assim, algumas coisas que ele fez no jogo… vieram dá máquina que ele usou em ‘Revolver’ para fazer loops”, revela o compositor.

Para jogar Destiny será preciso estar sempre online, mas a Bungie evita classificar o game como um ‘shooter MMO’. Também informa que não é um jogo gratuito e não terá assinatura mensal. Não terá versão para PC: “Somos uma produtora de jogos de tiro para consoles e não faria sentido desenvolver para uma plataforma que não usa ‘controles’ para jogar”, justifica a Bungie.

Destiny terá uma campanha solo, modos de jogo cooperativo e competitivo. Também possuirá um sistema similar ao de Journey (PS3), rodando por baixo dos panos. “Mesmo no modo de história, você vai encontrar outros jogadores, vivendo suas próprias aventuras, habitando e afetando esse mundo”.