O YouTube lançou um site e aplicativo dedicado a vídeos de jogos e de transmissão ao vivo, o YouTube Gaming. O Google, empresa que controla o YouTube, declara que o site e o aplicativo reunirão mais de 25 mil jogos para os usuários acompanharem.

Conforme você usar o serviço, o site oferecerá recomendações de pessoas para seguir baseado em seus gostos. Compatibilidade com o ChromeCast também é oferecida.

O YouTube Gaming dá preferência de exibição de canais ao vivo, porém isso não quer dizer que os vídeos gravados de comentários sobre jogos serão negligenciados. Esses canais serão mostrados logo abaixo como "Canais em Destaque".

De acordo com a empresa, o aplicativo chegará antes na AppStore e Google Play Store dos EUA e Reino Unido. Os outros territórios receberão o aplicativo em breve, mas poderão utilizar o site normalmente.

Clique aqui para conferir o site.

Porém, de acordo com o site Kotaku, os primeiros problemas graves desse serviço já foram encontrados. O YouTube possui uma ferramenta automática chamada "ID Content". Quem está acostumado a usar o site já sabe do que se trata: automaticamente é detectado conteúdo de terceiros em seu vídeo, como uma música ou até mesmo a imagem. Se o sistema acusar, seu vídeo não pode gerar receita para você (apesar de ficar visível em seu canal) e, caso ache que foi um engano, é possível enviar uma disputa.

O problema com o YouTube Gaming desse ID Content é que agora ele faz isso nas próprias transmissões. Se o sistema detectar uma música ou imagem que pertença a outros, o vídeo é cortado ou até mesmo tem sua transmissão encerrada. Por exemplo: as CGs dos jogos da Square Enix acusam conteúdo de terceiro, portanto se a pessoa estiver jogando algo assim e uma CG aparecer, sua transmissão pode ser encerrada.

O Twitch não possui esse problema durante a transmissão, apenas nos vídeos arquivados é que pode acontecer algo nesse sentido.