O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.


Afro Samurai 2: Revenge of Kuma Volume 1 chega ao PS4 em 22 de setembro antes de qualquer outro console! E jogadores de PlayStation poderão comprar um Trilogy bundle com desconto especial contendo todos os 3 volumes do jogo por 20% do preço normal de varejo, e membros do PlayStation Plus poderão adquirir o bundle com 30% de desconto. Quem comprar o bundle vai ganhar o primeiro game da série, Volume 1, em 22 de setembro. Os Volumes 2 e 3 serão lançados posteriormente.

Mas isso não significa nada, a não ser que você saiba o que Afro Samurai é. Pra te ambientar, ele é uma das encarnações mais legais do universo mangá/hip-hop que tem uma base de admiradores fanáticos que é apaixonada pelos personagens e pela história. Se você gosta de mangá, anime e hip hop, você vai amar isso.

Afro Samurai era originalmente um mangá japonês criado pelo reverenciado artista Takashi Okazaki. A história girava em torno desse personagem bacana chamado Afro Samurai. Quando criança, ele testemunhou seu pai sendo brutalmente assassinado, tudo por conta da bandana #1 (que alguns creem dar super poderes a quem usá-la). Conforme ele cresce, ele é dirigido por um desejo insaciável por vingar a morte de seu pai, um desejo que acaba matando muitas pessoas inocentes — incluindo pessoas que ele chamaria de família — no processo.

É uma história dramática e trágica, cheia de ação e combate brutal. Não é preciso dizer que a oportunidade estava ali e depois de ser aproveitada por GONZO, a história original foi transformada em uma série animada cult que passou na SPIKE TV, e também um jogo. Avance vários anos e os fãs ficaram sem nenhum novo conteúdo que pudessem consumir. Até agora. O estúdio indie Redacted conseguiu os direitos para colocar vida nova em Afro Samurai, e eles colocaram muita ação cortante também!

Afro Samurai 2: Revenge of Kuma Volume 1

Afro Samurai 2: Revenge of Kuma é a sequência cheia de ação da história original e parte de onde o primeiro jogo parou. Entretanto, dessa vez a história segue o caminho de Kuma, uma máquina de matar melhorada ciberneticamente com uma cabeça de urso que era, na verdade, o melhor amigo de infância do Afro, chamado Jino.

Kuma recobra a consciência depois de ser derrotado por Afro (isso foi o fim do primeiro jogo) e tem que ganhar novamente sua força, humanidade e sanidade para ir atrás de Afro para vingar as mortes de todos aqueles que ele amava, especialmente sua filhinha adotada Otsuru, que foi uma das crianças mortas no massacre da Sword School.
É combate em terceira pessoa com esteróides, com um pouco de exploração tipo Tom Raider e muita luta hack and slash com golpes finais viscerais e sangrentos. Não é para os fracos.

Uma das coisas bacanas que aconteceram inesperadamente com esse último jogo Afro Samurai foi ter podido adicionar trabalhos originais do próprio Takashi Okazaki — isso mesmo, o criador de Afro Samurai. A equipe da Redacted usou cenas desenhadas dos mangas para contar histórias incríveis. Essas cenas adicionam drama, emoção e violência de maneiras que cabem muito bem na vibe do Afro. Elas vêm em pequenas células, pop-ups, ou imagens de tela inteira conforme você progride pelo jogo. Faz muitos anos desde que Okazaki-san fez novas imagens e os fãs vão amar!

O jogo será entregue em 3 volumes distintos, cada um com seu próprio arco de história, personagens e estilos de combate para dominar, além de trilha original de artistas emergentes de hip-hop que tiveram a mentoria de ninguém menos do que RZA, do lendário Wu-Tang Clan.

Afro Samurai 2: Revenge of Kuma Volume 1

Ele foi o diretor musical da franquia desde a série animada original (e você sabia que na verdade ele foi imortalizado agora no Afro Samurai como um novo personagem, Bobby Digital, que você poderá ver nesse jogo?). A música é um elemento muito importante da marca Afro Samurai. Elas contam histórias, dão um contexto e drama a alguns dos elementos mais críticos do jogo. Na verdade, você pode quase dizer que a música foi trabalhada antes mesmo que o desenvolvimento do jogo tivesse começado.

Centenas de horas foram investidas na trilha sonora. É um trabalho de amor, e um amor pela franquia, pelo qual essas faixas foram criadas. Com tudo isso — e com a condução e apoio de RZA — você vai experimentar uma bela trilha Afro.

Fãs do Afro vão curtir ouvir a trilha sonora fora do jogo. Como presente especial, no entanto, você pode ouvir e ver o vídeo musical de estreia que acabou de ser lançado para uma das faixas de Volume 1 do artista indie Visual Eyez aqui.

Afiem suas lâminas, gamers de PlayStation — 22 de setembro está se aproximando!