Durante a PAX Prime, os diretores de The Last of Us, Bruce Straley e Neil Druckmann, conversaram sobre as diferentes propostas de história, mecânicas de combate e influências.

A cena final do jogo, com Joel chegando ao hospital, foi mostrada com os atores de captura de movimento: Troy Baker (Joel) e Merle Dandridge (Marlene). Na cena, um pouco modificada, mostrava Joel pegando um refém, discutindo com Marlene e, apesar dos pedidos dela de que Ellie teria uma morte melhor na mesa de cirurgia do que ser estuprada e morta por sobreviventes, Joel atira em Marlene enquanto ela implora por sua vida.

Segundo Druckmann, Baker falhava essa cena múltiplas vezes, deixando sua réplica de arma cair enquanto corria pela sala. Druckmann disse que conversou com cada um dos atores particularmente e que não importando o que acontecesse, a cena tinha que continuar.

Nessa cena, quando Baker correu pela sala, Dandridge começou a cantar, mesmo dizendo “estuprada e assassinada! Estuprada e assassinada!”, Baker não vacilou e improvisou sua própria versão do diálogo, tornando uma cena muito importante em um “musical da Broadway”. De forma impressionante, os atores completaram a cena.

Straley e Druckmann também comentaram sobre uma versão diferente de Tess em The Last of Us. Como dito em outras notícias, Tess seria uma vilã. Na história, um irmão de Tess se uniria a Joel, Tess e Ellie no início da jornada. O irmão morreria cedo em um tiroteio com os militares que Joel investiga, e Tess culpa Joel pela morte dele. Quando Joel e Tess se separam, Tess, com a ajuda de uma gangue de sobreviventes, resolve caçar Joel.

No final, a Naughty Dog planejou que a gangue de Tess alcançaria Joel em uma casa em um rancho. Com a ajuda de Joel, Ellie escaparia. Tess então torturaria Joel por informações sobre onde Ellie está com a intenção de encontrá-la e matá-la – “ela sabe que você é a única coisa que eu me importo”, Joel teria dito a Ellie.

A cena de tortura teria acabado com Tess apontando uma arma para a cabeça de Joel, um tiro seria escutado e a tela ficaria preta.

Durante sua fuga, Ellie teria voltado, visto a tortura e atirado em Tess. É o tiro dela que o jogador ouviria.

Outra ideia descartada em The Last of Us é um cachorro para Ellie. A Naughty Dog mostrou uma arte conceitual do cachorro nos braços de Ellie, mas nenhuma cena in-game foi mostrada com ele. “Nós queríamos fazer um game Naughty Dog com um cachorro de verdade”, disse Druckmann.