A Square Enix anunciou hoje um novo programa de incentivo a estúdios e desenvolvedores independentes: a plataforma Collective. A campanha é baseada em dar um retorno para os criadores e custear os projetos através de financiamento coletivo.

Na nova plataforma da Square Enix, os desenvolvedores poderão enviar ideias e conceitos de um jogo, que receberá votações e comentários do público. Depois de 28 dias de exposição, o projeto mais votado será escolhido pela publisher para participar de uma campanha no IndieGoGo, e assim arrecadar fundos suficientes para a produção. O processo é gratuito para todos os criadores. Os direitos autorais também seriam registrados integralmente aos criadores.

Em uma rápida entrevista ao Gamasutra, Phil Elliott, líder da comunidade que será formada na Collective, disse que quer que os desenvolvedores “recebam grande parte do lucro com as vendas dos jogos”, enquanto que a Square “reinvestiria esse capital para promever e desenvolver a plataforma”. A ideia é encorajar pequenos estúdios a colaborarem entre si em uma plataforma de criação aberta e transparente. A publisher seria apenas um mediador, dando guias e dicas para cada projeto ser completado com sucesso.

O mais importante é que a Square também prometeu liberar parte das antigas franquias da Eidos caso eles julguem que o projeto possa ser relacionado com as suas propriedades intelectuais. No entanto, a companhia disse que dará mais informações sobre quais IPs poderão ser usadas e como isso será implementado durante o desenvolvimento de cada game durante a sua apresentação na GDC Next, que acontece entre os dias 5 e 7 de novembro.