Quando The Last Guardian era um rumor para a E3 2015, entre as notícias que surgiram uma delas dizia que Mark Cerny estava envolvido na produção. Porém, isso está incorreto.

De acordo com Shuhei Yoshida, Mark está ajudando a equipe, mas é uma ajuda que ele fornece a todas as outras da Sony, por entender muito bem a arquitetura do PlayStation 4. Ou seja, Mark e sua equipe não estão envolvidos com o desenvolvimento; ele é apenas um consultor.

Paralelo a isso, em uma outra entrevista agora com a EDGE, Shuhei Yoshida confirmou que se os fãs não demonstrassem interesse, The Last Guardian provavelmente teria sido cancelado.

“Se todo mundo tivesse parado de perguntar a respeito, nós provavelmente o teríamos cancelado”, disse Yoshida. “Tirando os problemas técnicos, o jogo ainda estava em estágio inicial de desenvolvimento, então realmente precisávamos de uma vontade muito forte de continuar o projeto e reconstruí-lo no PS4”, declarou. “É claro que acreditávamos na visão de Ueda-san e ele e as equipes principais envolvidas realmente queriam ver isto acontecer, assim como eu”.

“Ter tantas pessoas nos perguntando sobre o jogo era um grande encorajamento para continuarmos o desenvolvimento”, disse Yoshida.