Na atualização dos termos de uso de software do PlayStation 4, além da confusão gerada com o esquema dos jogos usados, a Sony também fez menção ao uso da PSN.

No caso, a companhia disse nos termos que possui o direito de monitorar e gravar toda a atividade do jogador na rede online, incluindo conversações por voz e por texto. A Sony diz que isso será usado nos termos da lei, para proteger os funcionários e usuários.

Obviamente, a Sony não conseguirá monitorar tudo, e nem pretende fazê-lo, mas se for necessário, ela poderá checar o seu perfil para o caso de algo mais sério, como um caso policial.