PUBLICIDADE

Uma amostra da trilha sonora de Ghost of Tsushima foi disponibilizada no canal da Sony VEVO. A música é a primeira da trilha completa e se chama “The Way of the Ghost”.

As músicas de Ghost of Tsushima foram compostas por Ilan Eshkeri e Shigeru Umebayashi.

Confira abaixo uma lista das músicas da trilha sonora de Ghost of Tsushima. Vale lembrar que provavelmente a trilha ficará disponível no Spotify e outros serviços de streaming após o lançamento do game em 17 de julho.

PUBLICIDADE

1. The Way of the Ghost
2. Jin Sakai
3. Komoda Beach
4. The Way of the Samurai
5. Lord Shimura
6. No Mercy
7. Lady Masako
8. A Reckoning in Blood
9. The Last of Clan Adachi
10. Heart of the Jito
11. The Tale of Sensei Ishikawa
12. Forgotten Song
13. Khotun Khan
14. Honour to Ash
15. The Fate of Tsushima
16. Sacrifice of Tradition
17. The Way of the Ghost (feat. Clare Uchima)
18. Tsushima Suite: I. Seion
19. Tsushima Suite: II. Shurai
20. Tsushima Suite: III. Bushido
21. Tsushima Suite: IV. Kodoku
22. Tsushima Suite: V. Seiiki


Atualização: o texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.


Olá a todos! Junto com todos aqui da Sucker Punch, estou muito empolgado para que Ghost of Tsushima chegue logo nas mãos de todos. Muitas pessoas nos perguntam sobre a trilha sonora do game, e o estúdio está feliz em compartilhá-la. gostaria de falar um pouco sobre a música, os compositores e sobre o processo de criação desta fantástica trilha sonora.

Como de costume, quando começamos a detalhar o mundo de Ghost of Tsushima, usamos temporariamente música de filmes, TV e outro games que nos inspiraram e apresentavam o feeling que buscamos. Dois compositores cujo trabalho se destacou, e que sempre chamava nossa atenção conforme detalhamos mais e mais do mundo e da história são Ilan Eshkeri e Shigeru “Ume” Umebayashi. Continuamos a ser movidos por sua música durante o desenvolvimento inicial, e soubemos então que queríamos ambos como compositores em Ghost.

Pode estar se perguntando por que escolhemos usar dois compositores para o jogo. Primeiro, Ghost of Tsushima é grande. Há bastante conteúdo e sabemos que seria necessário muita música para encher o mundo e mostrar a evolução da jornada de Jin, de samurai até o Ghost. Segundo, quando feito direito, múltiplas vozes esculpindo a trilha pode criar uma tapeçaria mais diversa e elaborada para a história e a ação do game se apoiarem. Ilan e Ume ambos trouxeram algo especial para a trilha, que usamos para criar a base emocional do mundo inteiro: da história ao combate à exploração da ilha.

No nosso primeiro protótipo, criamos uma pequena missão onde você cavalga por um cenário enorme, e luta contra um líder Mongol dentro de um forte japonês. usamos uma faixa de uma das trilhas sonoras de filme de Ilan para o passeio a cavalo, e o estúdio inteiro teve uma reação muito elétrica. A ação relativamente mundana tomou uma qualidade épica e emocional, em grande parte devido a esta bela obra musical. Ilan compôs várias trilhas de filmes, incluindo Coriolanus47 Ronin, e Stardust, para games como a franquia The Sims, e outros projetos legais, incluindo a missão Pincipal da Agência Espacial Européia. O que nos chamou atenção em sua música foi o forte conteúdo melódico e suas escolhas únicas de instrumentalização .Sabíamos que a nossa trilha teria que ser bem melódica e emocional para transmitir a história de Jin Sakai e do povo de Tsushima, então Ilan foi uma escolha natural. Pedimos que ele se concentrasse em criar as melodias e temas para os personagens, e ele imediatamente mergulhou em instrumentos tradicionais japoneses e escalas musicais.

Para falar mais sobre sua música, queremos convidar Ilan para compartilhar algumas palavras sobre seu processo criativo em Ghost:

Desde a nossa primeira reunião, percebi que Ghost contava uma forte jornada emocional. As equipes da Sucker Punch e da PlayStation foram inspiradoras e generosas com sua criatividade, então soube na hora que adoraria trabalhar no jogo. 

O tema de Jin, “The Way of the Ghost,” foi uma das primeira peças que escrevi. Geralmente as produções ficam prontas para a música depois que todo mundo já começou a trabalhar no jogo, Por mais que entenda a história, sempre leva algum tempo para realmente apreciar e entender as nuances de personagens bem escritos. Embora alguns dos meus primeiros esboços evoluíram, este tema grudou mesmo. É sobre como o povo de Tsushima o enxerga. Ele é seu heróis: forte, infalível, inspirador e cheio de esperança, mas o que realmente me fascinou sobre Jin é o contraste do que está acontecendo dentro dele. Para salvar seu lar e o povo que ele ama, ele deve ir contra tudo que foi ensinado a acreditar, e quebrar o código dos Samurai. Pelo jogo, Jin é um, personagem em conflito emocional, e acima de tudo, foi isso que me atraiu à Ghost.

O cenário histórico é fascinante. Comecei a estudar música japonesa antiga, canções folclóricas, música de corte, música sagrada e taiko, além das diferentes escalas pentatônicas usadas na música japonesa. É um mundo de extrema riqueza, feito para uma vida inteira de exploração. Na trilha do jogo, usei Shakuhachi, Koto, Shamisen, Taiko Drums e Chants, e a minha descoberta favorita, a Biwa. A Biwa é um instrumento que os Samurai usavam, e sua arte foi quase perdida – hoje em dia há apenas alguns músicos no mundo todo! Por sorte, pude encontrar um deles para tocar em Ghost. É um som realmente especial e você pode ouví-lo na faixa “The Heart of the Jito.” 

Quis criar um mundo emocional que não apenas apoia a narrativa e a ação do jogo, mas que espero também completamente atrair o jogador para o coração e alma da jornada emocional de Jin. 

Quanto a Shigeru Umebayashi, o catálogo de sua obra é grande demais para listar, mas algumas de suas trilhas são as de House of Flying DaggersTrue Legend, e The Grandmaster. O que víamos continuamente na obra de Ume foi um senso de lugar. Sua música ajudou a nos transportar no tempo, e para o outro lado do planeta. è realmente mágica, e sabíamos que queremos que ele crie o terreno sonoro do nosso mundo. Pedimos que Ume começasse a esboçar alguns temas concentrados na beleza natural do mundo que estávamos criando. Ele realmente usou o arco emocional do mundo, e criou um conjunto de temas baseados em palavras chave, representando a gama que Jin vivencia: Serenidade, Ocupação, Exílio, Assombro, e Santuário.

Para falar um pouco mais sobre como abordou os temas deste mundo aberto, aqui está Ume:

Nasci na cidade de Kita-Kyushu, que fica próxima da ilha de Tsushima. Entretanto, nunca estive lá pessoalmente, e não era familiar com a história de Tsushima antes de trabalhar neste game. Agora que faço parte do projeto, acho que seria uma ótima oportunidade para visitar. 

Quando estava compondo música para o game, me inspirei na natureza, clima, estilo de vida e música clássica japonesa. As minhas composições usam vários instrumentos japoneses, como Shakuhachi, Koto, e o Taiko japonês. Mas os instrumentos não são nada sem quem os toca. Para mim, vejo músicos como avatares de mim mesmo. Materializam a música que conceitualizei, e a entregam aos ouvintes. Sem essa colaboração, seria apenas um músico de rua que todos ignoram.     

Quando as pessoas ouvem a música do jogo, espero que sintam o coração das pessoas de Tsushima – aqueles que amam a terra, vivendo com as dádivas da terra, e dos guerreiros que aprendem a usar suas katanas e seguem o caminho do samurai.

A gravação foi uma empreitada global, unindo o trabalho dos compositores, da Sucker Punch e do departamento interno de música PlayStation. Gravamos as cordas e os metais no estúdio Abbey Road de Londres, e no Air Studios, além dos solos e instrumentos tradicionais japoneses, como o Koto e Shakuhachi. Gravamos aúdio solo adicional e instrumentos tradicionais como o Shamisen, percussão, Shakuhachi e um conjunto de Taiko em Tóquio, além de monges budistas dos templos de Honjyuji e Myounji, que providenciaram cânticos para a trilha. Em Los Angeles, tivemos a sorte de usar os talentos do famoso músico Tuvan, Radik Tyulyush para gravar os cânticos e instrumentos tradicionais dos Mongóis, e o Doutor Osamu Kitajima nos ajudou com a gravação de ainda mais instrumentos japoneses como a Biwa.

Os últimos passos para os nossos magos da música foram pegar a trilha e desconstruí-la em camadas, que depois foram implementadas no nosso sistema de música para cuidar do playback no jogo, baseado na ação, dificuldade e intensidade do que está acontecendo em cena.

O resultado final é uma trilha poderosa e evocativa, que traz à vida a Tsushima do século 13, e o difícil caminho que Jin deve trilhar, de samurai até Ghost. Ouça abaixo alguns exemplos, e não vemos a hora de trazer o resto da trilha sonora até vocês no dia 17 de julho.

A trilha sonora oficial será lançada pela Milan Records dia 17 de julho em todas as plataformas digitais, além de um conjunto de dois CDs. Você pode reservar aqui, e todas as reservas da trilha sonora digital incluem um download imediato da trilha “The Way of the Ghost (feat. Clare Uchima).” Uma edição de vinil também será lançada no futuro.

Obrigado por ler e ouvir. Esperamos compartilhar mais detalhes sobre a trilha sonora de Ghost of Tsushima no futuro!