NotíciasPlayStation 5

Patente do “cartucho” da Sony é atualizada; possível expansão de memória do PlayStation 5

Há algumas semanas, noticiamos que a Sony registrou uma patente de um cartucho para ser utilizado com PlayStation. Uma de suas especulações era que servisse como um armazenamento extra para o PlayStation 5 – e parece que esse será o caso (via LetsGoDigital).

No caso, a patente foi atualizada, revelando um layout de pinos (12) que tornaria o cartucho inadequado para uma conexão SATA e, portanto, não seria capaz de funcionar como armazenamento expandido (a princípio). Embora o layout de 12 pinos pareça descartar uma conexão SATA tradicional, a Sony atualizou sua patente no cartucho, estipulando especificamente que esse cartucho seria usado por uma peça não revelada de hardware como dispositivo de armazenamento.

Desde que a notícia foi publicada, a patente japonesa original registrada no Escritório de Patentes do Japão (JPO) foi novamente atualizada, mas desta vez a atualização não é uma renderização ou imagem adicional, mas um texto descritivo extra que descreve a finalidade do dispositivo. Quando traduzida a partir desses documentos (tanto a patente quanto o registro de design subsequente), a descrição, adicionada pela Sony Interactive Entertainment Japan, tem a seguinte tradução:

“Este é um meio de gravação que pode gravar vários dados, como um personagem, uma imagem, uma animação, um som e um programa. Ao carregar a abertura fornecida pelo console de jogos com a parte final da ponta pela qual uma variedade de pinos deste cartucho foi fornecida, os vários dados registrados nesse cartucho podem ser lidos”.

Portanto, parece que este dispositivo de cartucho patenteado se destina a ser algum tipo de armazenamento adicional. Considerando que a provável unidade SSD de 1 TB (ou mesmo de 2 TB) do PS5 será preenchida rapidamente pelos jogos maiores (os títulos do PS5 serão enviados em discos blu-ray de 100 GB, sem contar que o próprio sistema operacional do PS5 deverá ocupar uma parte desse armazenamento embutido), seria prudente que a Sony oferecesse um armazenamento adicional.

Ou seja, dado o fato de que será um SSD, parece que essa será a alternativa para aqueles que quiserem obter mais espaço em seus consoles. É a mesma situação do cartão de memória do PS Vita, basicamente, porém com o console tendo espaço de 1 TB de fábrica.

Obviamente, é tudo especulação até o momento. Resta aguardar para ver o que a Sony pretende fazer em relação ao PlayStation 5 – que chega no fim de 2020. Caso tenha perdido, veja a patente do provável DualShock 5.

Sony PS5 SSD