PUBLICIDADE

A Sony disse aos desenvolvedores de jogos do PlayStation 4 que qualquer novo título enviado para certificação a partir de 13 de julho também deve ser compatível com o PlayStation 5.

Isso significa que todos os jogos PS4 recebidos pela Sony para testes após essa data devem ser tecnicamente compatíveis – jogáveis ​​no console de última geração da Sony – embora seja responsabilidade do desenvolvedor de cada jogo garantir que esse seja o caso.

A documentação – lançada no site interno de parceiros da PlayStation e vista pelo site Eurogamer – detalha uma opção que os desenvolvedores devem verificar para confirmar se o jogo foi testado quanto à compatibilidade com o hardware PS5. Esta opção foi adicionada no final de abril em uma nova versão do kit de desenvolvedor de software PS4 da Sony.

A Sony informou aos desenvolvedores que os contatará individualmente com detalhes sobre como testar a compatibilidade do PS5, na ordem do lançamento de seus vários projetos.

PUBLICIDADE

A documentação esclarece o que significa “compatibilidade”. Um jogo será considerado compatível com o PlayStation 5 somente se seu código for executado sem problemas na máquina de próxima geração da Sony e oferecer os mesmos recursos no PS5 e no PS4. Por exemplo, um desenvolvedor não pode sinalizar seu jogo como compatível com o PS5, mas não fornece suporte para um determinado modo no hardware de última geração.

Essas notas do desenvolvedor também detalham as regras da Sony para correções de jogos existentes e remasterizações de títulos lançados anteriormente. Se um jogo foi originalmente enviado à Sony antes de 13 de julho de 2020, qualquer novo patch ou remasterização após essa data não exigiria compatibilidade com o PS5, mas seria “fortemente recomendado”. Se um jogo foi originalmente enviado à Sony após 13 de julho de 2020, qualquer patch ou remasterização futura desse jogo precisaria manter a compatibilidade com o PS5. Uma vez que um jogo é compatível com PS5, ele deve permanecer assim.

Vale ressaltar que tudo isso se aplica aos jogos enviados à Sony após 13 de julho e não lançados após essa data. Geralmente, os envios são feitos bem antes do lançamento para garantir que a equipe de certificação da Sony possa aprovar o jogo a tempo.

Por exemplo, o próprio Ghost of Tshushima da Sony, que será lançado em 17 de julho, não se encaixa nesse novo sistema, portanto não precisará especificamente ser compatível com o PlayStation 5. Porém, considerando sua importância, é certo supor que será compatível com o PlayStation 5.

De qualquer forma, a Sony ainda precisa entrar em detalhes sobre como lidará com a retrocompatibilidade. Com essa notícia de hoje, fica claro que os jogos precisam de ajustes para funcionarem no PS5, o que limitará a biblioteca do PS4 no PS5.