O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.


Olá pessoal, sou Louis Denizet, programador e designer aqui no Hibernian Workshop e estou aqui para falar um pouco mais sobre os chefes de Dark Devotion. São uma boa parte do jogo, criamos 17 deles e são a parte mais climática e divertida do game com certeza.

O desenvolvimento do jogo foi bem longo e é incrível ver que finalmente será lançado amanhã para PS4! Eu e Alexandre Magnat (Diretor de Arte) começamos a trabalhar no título em nosso tempo livre bem antes de nossa campanha no Kickstarter começar (2017). Na época, tivemos ajuda de Baptiste Miny, um artista conceitual que trabalhou no visual do jogo, além da bela arte que você pode já ter visto. Ele realmente nos ajudou a ver e realizar o que queríamos para o jogo e os chefes, e seu design evoluiu muito durante todo o processo.

Primeiros Encontros

O primeiro chefe que encontrará foi o primeiro que criamos: Hezek. Veja a arte conceitual dele:

Este não mudou tanto já que tínhamos um boa idéia do que queríamos desde o começo. Colocamos ele amarrado, preso à parede para que os jogadores não se assustem tanto (lembre-se que é apenas o primeiro que encontrará) e possam aprender seus golpes, que são os mesmos antes e depois dele arrancar o próprio braço. Fizemos ele devagar de propósito para ser fácil de se esquivar de deus ataques e entender o uso deta mecânica durante a luta.

Você encontrará outros chefes na primeira fase (são 17 ao total), aqui estão os conceitos iniciais de Jezebel (esquerda) e do Martyr (direita):

Jezebel é mai caótica, mais perigosa e menos clássica do que Hezek, já que mantivemos a ideia das lanternas como base de seu design e poderes. É importante mencionar que foi sua arte conceitual que definiu sua jogabilidade.

O Martyr foi completamente refeito comparado ao design inicial, mas vamos deixar você ver como dentro do jogo. 😉

Para terminar a primeira fase, vamos falar um pouco do Executioner, o chefe final dela Aqui está sua arte conceitual:

A princípio, o Executioner teria um chicote e um gancho, mas decidimos fugir desse clichê e usar uma arma de curto alcance atrelada ao seu braço para que fique mais ameaçador:

Alexandre sugeriu que ele vestisse um casaco de pele, e usamos isso para a fase 2, onde ele o remove e fica mais ágil, como se estivesse devagar de propósito para aproveitar a lta melhor. Já viu isso antes? É, pegamos a idéia de mangás como em Bleach com o Captain Kenpachi ou em Dragon Ball com Son Goku e sua roupa pesada.

O Executioner é bem mais difícil de derrotar do que Hezek, e testa sua capacidade de lutar.

Extreme Makeovers e Designs da Comunidade

Os exemplos acima não mudaram tanto entre seus conceitos originais e o jogo completo, mas alguns chefes passaram por makeovers radicais, como o “Life-Thief”:

Pensado inicialmente como um chefe sem movimento algum, a ideia se tornou a Anomaly, chefe da segunda fase que se move e cria pequenos inimigos que atacam você. Mantivemos a ideia de um chefe imóvel para o Ritualist, que encontrará mais tarde no jogo.

A Anomaly:

O Ritualist:

Como a nossa comunidade é muito importante para nós, decidimos deixar dois de nossos backers do Kickstarter criarem dois chefes e seguir suas instruções o máximo possível, e foi assim que a Virgin e Nekosh nasceram.

Para a Virgin, usamos algo original, já que o backer queria que lutasse contra ela sem enfrentá-la diretamente… e não vou dizer mais nada para evitar spoilers!

O outro, Nekosh, é baseado no cosplay do backer de clérigo do fogo. Quisemos reproduzir seu design e instruções para os ataques de Nekosh o mais fielmente possível.

Não podemos agradecê-los o bastante por sua ajuda e ótimas idéias!

Por último, temos mais um conceito que gostaríamos de compartilhar com vocês, inspirado diretamente por um golpe especial de um mangá (já dissemos que adoramos mangás?) com ninjas que correm de um jeito estranho…

Como pode ver, trabalhamos bastante nos chefes do jogo, tornando-os únicos e memoráveis.

Há muitos outros pelo jogo e queremos saber quais são os favoritos de vocês! A equipe toda deseja que se divirtam muito jogando Dark Devotion, e boa sorte em suas aventuras no Templo.