NotíciasPlayStation 4

Novos detalhes de Dragon Ball Z: Kakarot; sistema de party, progressão de personagem e mais

Durante a E3 2019, o site Twinfinite teve a oportunidade de entrevistar o produtor da Bandai Namco, Kazuki Kimoto, a respeito de Dragon Ball Z: Kakarot.

Confira abaixo os detalhes que foram compartilhados com a entrevista:

  • Dragon Ball Z: Kakarot é um jogo focado no PvE, ao contrário de Xenoverse que é focado em PvP;
  • A principal diferença que isso causa é o desbalanceamento no combate – os chefes podem ser muito mais poderosos e a equipe quer imitar o que ocorre no anime (Goku enfrentando oponentes muito mais fortes que ele);
  • Coisas como Kaioken e se transformar em Super Saiyajin serão destravadas conforme você avança na história. Há outras formas de evoluir o seu personagem, como obtendo XP. Comida causará diferentes efeitos nos personagens;
  • É dito que o treinamento aprimorará suas habilidades. Há também locais que você pode explorar e encontrar coisas;
  • A equipe ainda não pode falar sobre o sistema de party, mas os membros dela serão diferentes conforme o ponto da história em que você se encontra. Se você está encarando Raditz, sua party será de Goku e Piccolo, por exemplo;
  • Haverá quests principais e paralelas. No segundo caso, temos o exemplo com Eighter, visto na demo (vídeo com 12 minutos de gameplay);
  • A equipe não pode falar o quanto Akira Toriyama está envolvido com o projeto;
  • Quando perguntado se a equipe se inspirou em outros jogos de mundo aberto, o produtor responde que não exatamente, mas sim que queriam que o jogador se sentisse como o Goku, ou seja, pudesse voar livremente pelo cenário e ser bem forte;
  • Comer não é obrigatório no jogo, apesar de oferecer buffs temporários;
  • Ainda não pode ser revelado quantas sagas o jogo mostrará, mas o produtor diz que os fãs ficarão satisfeitos.

Dragon Ball Z: Kakarot será lançado para PlayStation 4, Xbox One e PC no início de 2020.