Conversando com o site DualShockers durante a Gamescom 2018, o produtor Motohiro Okubo disse que SoulCalibur VI pode ser o último jogo da série, caso as vendas sejam baixas.

Primeiramente, ele explica que a franquia em si tinha expectativas baixas da Bandai Namco e estava encarando uma situação de talvez desaparecer por completo. Okubo diz que levou um tempo para conseguir convencer do contrário.

Ao ser perguntado se na pior das hipóteses SoulCalibur VI será o último jogo da série se não vender, sua resposta foi simples: “sim, isso está correto”. Ele continua dizendo que “nós não queremos chantagear os jogadores dizendo que pode ser o último, mas considerando como as coisas estão, sim”.

Sobre o “fan service” preservado, ou seja, as garotas com roupas sensuais por exemplo, a crise na franquia também teve um papel nesse sentido. A equipe de desenvolvimento poderia fazer o que queria pois não tinha nada a perder. “Sendo que a marca SoulCalibur estava em crise, não tínhamos nada a perder, então decidimos fazer o que queríamos”.

“No entanto, não é como se estivéssemos tentando tornar os personagens sexy. Quando decidimos as roupas, sempre pensamos na melhor maneira de representar os personagens. Algumas vezes há menos tecido e, como resultado, o personagem pode ser mais sexy, mas esse não é o foco”, comenta Okubo.

Apesar do discurso de que poderá ser o último, SoulCalibur VI está no caminho certo para agradar os fãs, adicionando vários personagens clássicos pedidos (como Talim e Seong Mi-Na), além do próprio Geralt de The Witcher. No entanto, a confusão do anúncio de Tira como personagem bônus do Season Pass foi algo desnecessário.

SoulCalibur VI será lançado no dia 19 de outubro para PS4, Xbox One e PC. Caso não tenha visto, Azwel é um personagem inédito revelado neste fim de semana para o jogo.