O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.


I am Bread chega ao PS4 em 25 de agosto — estamos tão empolgados que resolvemos contar a vocês todos os nossos segredos mais profundos e sombrios.

Nós já contamos a vocês tudo sobre o desenvolvimento do jogo em um post anterior aqui no blog, então agora nós queríamos compartilhar algumas coisinhas que nós escondemos por baixo da superfície da extremamente complexa história do jogo.

I am Bread

Quando nós estávamos fazendo I am Bread muitas Luas atrás (Okay, parece que faz uma eternidade, mas na verdade foi ano passado), nós decidimos ser muito espertos e esconder alguns Easter Eggs no jogo. Todo mundo adora eles, certo? Ah, vai, admite. Às vezes, porém, é fácil de deixá-los passar quando você está correndo no game. E às vezes os desenvolvedores escondem as coisas tão bem que ninguém nota.

Queremos garantir que quando você jogar, você não perca as melhores partes.

Se você não quiser spoilers, não role a barra. Sério. Vai estragar o seu dia, e ninguém quer isso.

1.) No nível de tutorial da cela acolchoada, escale até a janela e chegue perto. Você poderá ouvir algo realmente horrível vindo da sala ao lado. De forma similar, se você voltar ao tutorial depois de terminar o jogo, você vai ter uma surpresa ainda maior! Mas não culpe a gente pelos pesadelos, nós avisamos.

2.) Você provavelmente se ligou ao olhar pra praticamente qualquer imagem do jogo que nós gostamos de gatos. Nós amamos gatos. Quer dizer, quem não? Você teria que ser algum tipo de monstro pra não gostar de gatos. O que você pode não saber é que o gato que aparece em muitas das imagens é um gato real. O nome dela é Marge, e ela pertence ao Luke, designer do I am Bread.

I am Bread

3.) O jogo teve alguns outros nomes antes que o título final fosse escolhido. O nome original era “Loaf Toast”. Olhe na geladeira e você pode ver uma pequena lembrança que guardamos disso. Sentimental, não? Nós também íamos chamar o jogo de “The Walking Bread”, mas nosso advogado riu e nos chutou pra fora da sala dele. Nós acabamos usando ele pra um Troféu.

4.) Nós batizamos muitos dos produtos do jogo em homenagem a pessoas que trabalham no estúdio. A garrafa de whisky foi batizada em homenagem ao nosso testador QA, Malford — a crista é o baixo dele. Ali’s Power-Up lager foi batizada em homenagem a Charles Ali, nosso desenvolvedor. O nome da Uncle Jack’s Dark Ale vem do Jack, nosso Artista de 3d. Mo (desenvolvedor), Murillo (outro desenvolvedor), Luke (designer), Oliver (inconveniente/gênio) e Andrew (zumbido do servidor) também estão no jogo.

5.) Jogadores de outros games podem reconhecer o personagem principal, e o lugar em que se passa o jogo. Barnardshire. Já ouviu isso antes? Okay, nós vamos soletrar pra você. Mr. Murton do I am Bread é o Bob do Surgeon Simulator. Aquele braço que você vê em um dos níveis… bem, vocês todos sabem quem é. I am Bread é, na verdade, um prelúdio de Surgeon Simulator. Se você olhar bem, você pode ver todo tipo de referências a isso.

I am Bread

6.) Modo Gravidade Zero era originalmente um bug… mas nós gostamos tanto que o transformamos em recurso. Não é assim que são feitos os melhores jogos?

7.) Existe um final alternativo para o nível da estação de petróleo quando você o termina no modo gravidade zero. Você vai amá-lo. Especialmente ser você for geek como nós.

8.) I am Bread é, na verdade, baseado em uma história real. Sério.

Um desses pode não ser verdade… Você consegue adivinhar qual?