O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.


Olá! Aqui é o Zeke Virant, o desenvolvedor solo do Soft Body. Ele chega mais pro final do ano, pra PS4 e PS Vita, com cross-buy. Para aqueles de vocês que não estão familiarizados com o jogo, o Soft Body é um jogo de ação e puzzle que mistura tiro estilo twin-stick com um senso surreal de controle e estilo.

Inspirados pela simplicidade e prazer de jogos de tiro twin-stick e outros jogos de fliperama, os jogadores assumem o controle de duas cobras gosmentas ao mesmo tempo (uma em cada stick analógico). Você usa as cobras juntas pra pintar o mundo, que muda continuamente ao seu redor, enquanto você se esquiva de balas e inimigos que surgem de repente. Ao mesmo tempo calmante e tenso, o Soft Body combina o desafio e a diversão nervosa dos jogos de ação de recomeço rápido com uma estética suave e meditativa.

Hoje, estou feliz de trazer a vocês um pouco sobre os dois diferentes modos single-player do Soft Body: Soft Mode e Hard Mode.

Com o Soft Mode eu queria criar um jogo que oferecesse uma curva suave de dificuldade e níveis que fluíssem de um para o outro visualmente e na aura. Eu entendi que aprender a controlar dois personagens ao mesmo tempo é um negócio complicado, e então eu criei um modo que pudesse facilitar o aprendizado das mecânicas e regras do jogo para as pessoas.

No Soft Mode você controla o Soft Body e o Ghost Body, mas nem sempre precisa controlá-los ao mesmo tempo. Por padrão, o Ghost Body é ligado ao Soft Body e vai seguí-lo por aí, mas separar os dois corpos é simples. Ao apertar o stick analógico direito a partir de sua posição central natural no controle, o Ghost Body se separa do Soft Body e se torna independente. Se o stick analógico direito voltar a sua posição natural por um segundo, o Ghost Body vai retornar automaticamente ao Soft Body e se religar. Dito isso, o Soft Mode não é “Easy”, mas certamente não tão difícil quanto o Hard Mode.

Com o Hard Mode eu queria aproveitar totalmente as mecânicas únicas – e de dar nó no cérebro – do jogo. Eu queria fazer algo que pudesse fazer as pessoas dominar o desafio de controlar duas coisas ao mesmo tempo — algo estoicamente difícil, implacável, mas justo e recompensador. O Hard Mode te dá o controle dos dois corpos ao mesmo tempo, o tempo todo. As pessoas precisam aprender como cada corpo é atingido por um inimigo ou projétil, ou é game over, e você recomeça do começo da fase.

Soft BodySoft Body

O Soft Body é um jogo incomum no estilo twin-stick, e eu quero que as pessoas experimentem o espectro completo de seus controles. Pra mim, a sensação de controlar as duas cobras é o aspecto mais importante do jogo. Meu desejo de fazer a sensação do movimento no Soft Body ser incrível foi a motriz do desenvolvimento do jogo e afeta praticamente todos os aspectos do design. Da forma dos padrões das balas ao som de pintar uma parede, as mecânicas do Soft Body encorajam movimento e dão personalidade à ficção tensa e prazerosa do jogo. Com o Soft Mode e o Hard Mode, eu trabalhei pra criar uma experiência single-player com múltiplas maneiras de jogar e aproveitar o game.