NotíciasPlayStation 4

Hajime Tabata comenta sobre seu novo estúdio e o cancelamento dos DLCs de Final Fantasy XV

O diretor de Final Fantasy XV e fundador da JP Games, Hajime Tabata, participou de uma transmissão ao vivo no Nico Nico neste domingo com outros desenvolvedores e forneceu detalhes dos acontecimentos recentes.

Primeiramente, a JP Games possui apenas alguns empregados e ainda está procurando por um escritório. A companhia não está recebendo fundos de nenhuma outra, assim como não há investidores. Tabata deseja que o número continue sendo pequeno. Ele tem ideias de alguns games a serem feitos, mas ainda não pode revelá-los. Porém, comentou que deverá ser lançado em multiplataforma.

Apesar de querer fazer jogo em larga escala, Tabata não quer que siga o padrão da indústria. Quando estava desenvolvendo FFXV, comentou que já tentou mudar algumas coisas. A quantidade de trabalho em uma só equipe se torna demais e, apesar de tercerizar ser uma solução, não é exatamente a ideal. Portanto, Tabata quer melhorar o fluxo do trabalho antes de fazer um jogo propriamente dito.

Tabata também confirmou que ele não foi despedido pela Square Enix e a sua saída não foi por causa de algum problema com a publisher. O cancelamento dos DLCs de FFXV não tem relação com a sua saída. No fim, Tabata apenas diz que ele queria criar coisas, assim como dirigir, de maneira independente. Dito isso, ele ficou triste pelo cancelamento dos DLCs e sente muito pelos fãs que aguardavam o conteúdo.