As produtoras Gearbox Software, Interceptor Entertainment e 3D Realms resolveram suas diferenças, informou uma declaração conjunta divulgada pelas empresas, confirmando o fim da disputa judicial pela franquia Duke Nukem. A franquia agora pertence oficialmente à Gearbox, estúdio de Borderlands.

A disputa começou em 2014, quando Duke Nukem: Mass Destruction foi anunciado pela Interceptor Entertainment. O game, que combinava elementos de RPG e tiroteio visto do alto, acabou renomeado para Bombshell. A Gearbox afirmou ser a proprietária da franquia, dizendo ter comprado a marca em 2010. A 3D Realms, por sua vez, disse que "a compra nunca aconteceu".

Agora, a posição oficial dos envolvidos é de que "a 3D Realms e a Gearbox concordaram que o melhor para o futuro da propriedade intelectual é ficar em um único lar".

Os termos do acordo entre as empresas não foram divulgados, mas a Interceptor encerrou oficialmente o desenvolvimento de Duke Nukem Reloaded, remake de Duke Nukem 3D no motor gráfico Unreal Engine 3.