NotíciasSite

Explicações do que ocorreu no PSX Brasil nesta semana; saiba como acompanhar todas as nossas notícias

Olá, pessoal. Esta semana foi extremamente difícil nos bastidores de nosso site e estamos aqui para esclarecer o que ocorreu.

Primeiramente, um aviso: a porcaria do lugar que cuida do domínio “ps3brasil.com” deixou expirá-lo mesmo eu pagando a sua renovação antes da data estipulada. Já enviei uma reclamação via ticket e estou no aguardo da resposta. Portanto, se você ainda acessa o site por “ps3brasil.com” terá problemas até que isso se ajeite. Por favor, aproveite isso e arrume o seu favorito para “psxbrasil.com.br“. O domínio antigo existe apenas para protegermos a nossa marca (um site não pegar esse endereço e levar você a outro lugar) e também porque usamos os nossos e-mails com o @ps3brasil.com.

Por conta disso, os e-mails [email protected] e [email protected] não estão funcionando. Peço que, caso queira entrar em contato conosco, aguarde um pouco até que essa situação do domínio se normalize (espero que isso ocorra ainda neste domingo, mais tardar segunda-feira).

Esclarecido esse ponto, vamos entrar na discussão do que ocorreu nesta semana. Antes de mais nada, gostaria de pedir desculpas para o leitor que acompanha o nosso site fielmente. Se você nos acessa todos os dias, provavelmente viu que ficamos indisponíveis por boa parte da semana, principalmente na terça-feira.

Quando o site fica fora do ar, eu fico agoniado (quem trabalha comigo sabe). Não consigo dormir. Penso o tempo todo em todas as soluções possíveis do que posso fazer para trazê-lo de volta. Mas nesta semana o que ocorreu foi algo fora do meu alcance.

Vamos explicar tudo o que aconteceu agora.

Atualmente, o PSX Brasil está hospedado em um servidor dedicado. O seu valor não é barato (a fim de manter a postura profissional não vamos revelar quanto pagamos, mas procure por servidores dedicados e você terá uma noção). Dito isso, vimos que a GoDaddy (que não é onde o site se encontra atualmente) estava oferecendo um plano gerenciado especialmente para WordPress por 100 reais. Adicionamos mais alguns extras a esse plano e acabou saindo por 150 reais mensais. Para que esse plano pudesse entrar em ação, fomos obrigados a fazer a alteração na terça-feira de Carnaval.

Nos foi prometido tudo: que o servidor ia aguentar o número de visitas, que a transferência de onde estamos para eles seria tudo automático, etc. No fim, propaganda enganosa. Tivemos que fazer manualmente e, mesmo depois de tudo transferido, o site não funcionou. Demorou um bom tempo até que funcionasse devido a problemas no SSL (o “S” do http). No fim, as coisas se resolveram mais ou menos rápido na quarta-feira de cinzas e o site voltou à sua normalidade.

O visitante não percebe isso por conta das diversas otimizações, mas o painel do administrador estava muito lento nesse servidor da GoDaddy. O tempo de postar uma notícia estava sendo cerca de três vezes maior do que o servidor antigo. Mas, como o visitante estava vendo tudo rápido, eu ignorava isso. Até que segunda-feira algo ocorreu.

Quando acordei, o site estava fora do ar com o erro “ERR_TOO_MANY_REDIRECTS”. Não sabíamos o que era isso, pois não alteramos nada. Se não mudamos nada, era culpa do servidor, pois algo não ia parar de funcionar do nada.

Resumindo a história: o GoDaddy acusava que o site tinha problemas e que não eram eles. No início, culparam o domínio. Por desencargo, ligamos para o registro.br e obviamente não havia nada de errado. Depois, começaram a nos culpar e não ofereciam soluções. Diziam que estava tudo normal para eles. Nossa paciência se esgotava a cada minuto. No fim, simplesmente falaram que deveríamos ligar para o atendimento nos EUA. Infelizmente, meu celular não cobria ligações internacionais e acabamos desistindo disso (além de ser um absurdo o suporte técnico local nos deixar na mão).

Nossa decisão? Mandar a GoDaddy para aquele lugar e voltamos para o servidor antigo. Com isso, tivemos o prejuízo de R$ 150 (que ainda vamos reclamar no Reclame Aqui e tentar obter esse dinheiro de volta; o que duvido que role, mas não custa tentar) e também todo o prejuízo que tivemos com o site fora do ar, obviamente.

Essa decisão de retornar ao site antigo aconteceu na última terça-feira (12) e foi nessa data que o site ficou o tempo todo fora do ar. Entre terça e quarta ocorreu o processo de transição do servidor da GoDaddy para o antigo. Infelizmente, apesar do servidor antigo ainda ter todas as postagens antes de nossa saída dele, só conseguimos recuperar posts feitos até domingo, 10 de março (e isso sem as imagens).

Ou seja, na madrugada de quarta-feira (13) eu fiquei ajeitando todas as postagens antigas que fiz (e sem querer, no processo, publicamos TODOS os posts entre terça e domingo no Twitter – pedimos inúmeras desculpas por isso e logo que percebemos deletamos tudo). Depois de ajeitado isso, reescrevi os posts feitos na segunda (alguns menos relevantes tive que deixar para trás, mas a maioria eu recuperei). Por fim, quase morto de trabalhar e sem dormir, fiz todas as postagens perdidas de terça e que já tinham surgido na quarta de madrugada.

Por volta da hora do almoço de quarta, o servidor antigo (que agora é novamente o atual) começou a apresentar problemas com https (SSL). Por sorte, foi algo que conseguimos arrumar em poucas horas e, finalmente, depois de toda essa dor de cabeça, o site estava no ar novamente e sem maiores problemas.

Mas pensa que acabou? Que nada! Com todas essas brechas e transições, uma propaganda que não era nossa foi instalada em nosso site. Ou seja, determinadas postagens estavam abrindo uma nova janela com propaganda na quinta-feira (14). No celular era ainda pior isso, praticamente tornando o site inutilizável. Rapidamente removemos isso, porém se você notar algo de estranho, por favor, não tenha medo e nos notifique. Temos propagandas do AdSense, mas pop-up obviamente é algo indesejado.

O que eu queria esclarecer com essa notícia é que nós queremos o PSX Brasil 100% online, 24 horas, 7 dias por semana. No entanto, “shit happens” e o site acabou tendo esses problemas nesta semana. Desconsiderando o problema com ps3brasil.com descrito no início do texto, tudo está 100% em nosso site, ao menos na teoria.

É por conta disso também que reforçamos sempre para você ficar de olho em nossas redes sociais. Sempre que ocorrer algo em nosso site, haverá avisos nelas, informando sobre as situações.

  • Twitter – é onde todas (todas mesmo!) as nossas postagens são feitas. Avisamos também sempre por lá que o site encontra-se inacessível;
  • Facebook – postamos as principais notícias (e não todas) nesta rede social. Avisos de que o site encontra-se com problemas são feitos quando a situação é crítica;
  • Instagram – nossa conta no Instagram está bem mais ativa e sendo administrada pela Manu e Rui (não sou eu quem faz as postagens). Não avisamos por lá os problemas, mas você sempre pode perguntar nas postagens qualquer coisa que responderemos;
  • YouTube – postamos os nossos vídeos de gameplay, trailers legendados e outras coisas sempre. Há planos de divulgar as notícias na seção de Comunidade, mas até hoje isso não saiu do papel;
  • Discord – é uma comunidade pequena, mas todos são bem-vindos. Há dois canais: o chat geral (você pode perguntar lá a situação do site que eu responderei, sempre estou online no Discord) e o de notícias. Esse de notícias é, basicamente, todas as postagens feitas no Twitter. Então se você não tem Twitter, mas tem Discord e quer acompanhar as notícias, é uma opção;
  • Notificações – está vendo o sino no canto inferior da página? Clique nele e receba as notificações de nossas postagens!
  • RSS – se você usa algum feed, basta assinar;
  • Newsletter – recebemos um pedido via e-mail, porém ainda não há uma newsletter ativa no momento;
  • PSXBrasil.com.br – obviamente, você pode simplesmente digitar o endereço de nosso site e conferir tudo!

O nosso podcast encontra-se no Spotify e outros locais, porém infelizmente não há uma interação com o usuário neles. Ainda assim recomendamos que você nos acompanhe por lá, mas não haverá como notificá-lo sobre problemas com o site, por exemplo. Além disso, o nosso podcast será quinzenal a partir de agora. Uma notificação sobre isso ocorrerá na próxima edição.

Agradeço o suporte de todos os nossos leitores. Foi uma semana extremamente cansativa e estressante, porém acredito que tudo que ocorreu tenha ficado no passado. Como dito, o servidor atual (que era o antigo) é um valor alto, portanto qualquer ajuda é bem-vinda.

Por fim, gostaria de comentar que o PSX Brasil celebrará 10 anos em abril. São 10 anos desde que inauguramos com o nome de PS3 Brasil. Temos bastante coisa planejada para celebrar essa data (sim, haverá sorteios), portanto fique conosco até lá!

Ivan Nikolai Barkow Castilho
Editor-Chefe e Co-Fundador do PSX Brasil