Little Devil Inside foi um dos vários jogos mostrados durante o evento da Sony focado no PlayStation 5 na semana passada.

O trailer de anúncio do jogo para o próximo console da Sony mostra o protagonista explorando vários ambientes e enfrentando diversos inimigos, dentre eles personagens “tribais” com dreadlocks e lábios grandes, visual bastante ligado ao estereótipo racista de pessoas negras e africanos, o que acabou gerando várias reclamações sobre o assunto no Twitter.

Em razão disso, a desenvolvedora Neostream se pronunciou através da sua conta no Facebook, apontando que “Não havia qualquer tipo de intenção de mostrar estereótipos racistas”.

“Nós não estávamos cientes das conotações estereotípicas e desejamos pedir desculpas a todos que nós possamos ter ofendido com esse design de personagem”, eles disseram através da declaração. De acordo com os desenvolvedores, a intenção desse design era “criar personagens que são protetores/guardiões de uma determinada região mística no mundo de Little Devil Inside.” A Neostream adicionou ainda que eles não usaram como referência qualquer “tribos humanas Africanas e/ou Afro-Americanas” enquanto estavam criando-os.

Por fim, a Neostream explicou como planejam modificar o design em quatro passos, sendo eles retirar os Dreadlocks, mudar os lábios, mudar o tom de pele e modificar o lançador de dardos para parecer menos com um cigarro de maconha. Eles adicionaram ainda que se ainda assim ele continuar inadequado, eles poderão mudar completamente o design dos personagens.

Little Devil Inside será lançado para PlayStation 4, PlayStation 5 e PC.