Algumas pequenas novidades de Street Fighter V foram noticiadas recentemente.

Primeiramente, há algum tempo, havíamos noticiado que o Critical Art de R. Mika tinha sido censurado pela Capcom. Conversando com o site UOL Jogos, Yoshinori Ono, produtor do jogo, comentou que “não fizemos nenhuma mudança por influências externas. Essas mudanças surgiram internamente. Decidimos remover aquilo porque queremos que o maior número possível de pessoas joguem, e não queremos ter no game algo que possa deixar alguém desconfortável”.

Já conversando com a Game Informer, Ono disse que na época de desenvolver Street Fighter IV, a equipe queria recriar um Street Fighter II com a tecnologia mais recente. Ou seja, queria deixar de lado a dificuldade técnica de SF III.

Porém, com o tempo, o jogo foi se tornando novamente complexo. Ono quer agora tornar SF V fácil e agradável de ser jogado por qualquer pessoa, seja veterano ou novato. Ou seja, tudo que foi aprendido em SF IV seria jogado pela janela, nas próprias palavras de Ono. Um exemplo disso é o próprio sistema de jogo com V-Trigger, V-Reversal e V-Skill. Todo tipo de jogador terá que aprender do zero essas mecânicas.

A beta de Street Fighter V estará de volta no dia 18 de dezembro e poderá ser jogada até o dia 20. Além dos modos Ranked Match, Capcom Fighters Network, Battle Setting e Options, a beta incluirá a opção de jogar Casual Match e também o Training. Não se sabe se o Training será um training verdadeiro ou novamente a sala de espera do ranked (ou casual).

Por fim, você pode conferir abaixo e em melhor qualidade o trailer da nova série “Street Fighter: Resurrection” que estreará em março.