O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.


O jogo de terror superlativo da Supermassive para o PS4, Until Dawn, assombrou a PS Plus este mês, nos fazendo esconder atrás do sofá de medo e discutir com amigos sobre as escolhas fatais que fizemos no jogo.

Agora que estamos no último fim de semana do título na PS Plus, seu diretor de criação Will Byles, sentou conosco e criou uma lista dos mais famosos filmes de terror que moldaram a sua percepção do que o gênero poderia fazer, e impactaram a abordagem da equipe na hora de produzir uma versão interativa do gênero.

Em Until Dawn, nós da Supermassive Games tentamos criar um terror legitimamente assustador, cativante, com ramificações e interativo, com variações o suficiente para encorajar múltiplas jogadas.

A chave para isto foi a compreensão tácita – e mútua – do jogador sobre as convenções estabelecidas dos filmes de terror; aquelas situações e até clichês que nos ajudam a navegar o gênero, da segurança dos nossos pré-conceitos. Em um mundo pós ‘Pânico’ cheio de auto-referências, queríamos pegar estas convenções e virá-las de ponta cabeça.

Existem literalmente centenas de filmes de onde tiramos nosso conhecimento e cada um de nós tem os seus favoritos e odiados, mas aqui está a minha lista dos sete melhores:

1. Psicose | 1960

Diretor: Alfred Hitchcock

Psicose é provavelmente onde o gênero de terror moderno começou. Um filme sobre uma mulher que rouba $40,000 do cliente do seu chefe e que depois conta com uma surpresa inédita quando a ‘estrela’ – Janet Leigh – é brutalmente assassinada na metade do filme.

Assim como em O Massacre da Serra Elétrica, de Tobe Hooper, o filme é baseado nos notórios e terríveis crimes de Ed Gein. Vejo este filme como um ‘proto-slasher’ inicial, com vários dos elementos subsequentes do gênero sendo criados aqui: comportamento imoral ou sexual sendo ‘punido’, um assassino mascarado/disfarçado, e a enorme faca de cozinha (também usada por inúmeros assassinos em filmes).

2. A Casa Amaldiçoada | 1963

Diretor: Robert Wise

Assisti este filme quando era criança e a minha irmã mais velha me arrastou da cama para ver com ela, e posso dizer que fiquei verdadeiramente traumatizado – incapaz de dormir por semanas.

É a história de um pesquisador do paranormal e um pequeno grupo de pessoas investigando uma casa assombrada. O trabalho de câmera do filme mostra muito pouco; os ângulos e o áudio dando apenas sugestões, deixando que o espectador imagine o resto. Pode ter ficado velho, mas ainda é muito mais assustador do que o remake de 1999. Fato engraçado: o diretor Robert Wise depois foi trabalhar em A Noviça Rebelde (não é exatamente um filme de terror).

3. O Exorcista | 1973

Diretor: William Friedkin

A história de uma jovem garota possuída pelo demônio foi uma das minhas experiências cinematográficas mais assustadoras. Enquanto permanece um filme genial e um exemplo icônico do gênero, é mais difícil apreciar hoje em dia já que inspirou virtualmente todos os filmes sobre possessão que vieram depois; é quase como um retro-clichê.

Na época houve pessoas desmaiando e precisando de cuidados médicos no cinema. Para mim foi quando o terror se tornou realmente visceral.

4. Halloween, A Noite do Terror | 1978

Diretor: John Carpenter

O ‘slasher’ icônico de Carpenter nos deu várias das regras e situações de filmes de terror que tentamos muito subverter em Until Dawn. O ponto de vista decisivo da ‘killer cam’ acabou se tornando parte do vocabulário cinematográfico. Também temos o terrível incidente causador de tudo, o quase indestrutível assassino mascarado, o personagem ‘Ahab’, a última garota, e é claro, a enorme ‘faca de cozinha de Psicose’ – todos parte integral do terror de hoje.

5. Poltergeist | 1982

Diretor:Tobe Hooper

Poltergeist trouxe o terror para dentro de casa. Nada de mansões góticas ou enormes casas vitorianas assombradas. Poltergeist se passa num subúrbio recém construído nos Estados Unidos. Tobe Hooper, o diretor de O Massacre da Serra Elétrica (o outro filme de terror inspirado por Ed Gein) consegue uma ajuda não tão secreta do produtor executivo Steven Spielberg para criar uma história de fantasmas Americana polida e com alto valor de produção, que serviu de molde para vários filmes que vieram depois.

6. Uma Noite Alucinante II | 1987

Diretor: Sam Raimi

Meu filme favorito sobre uma cabana no meio da floresta aumenta o volume de tudo ao máximo. É basicamente um ‘requel’ (remake/continuação) de A Morte do Demônio – mas agora com um orçamento. Com incríveis áudio e trabalho de câmera indicativos de Sam Raimi, Uma Noite Alucinante II foi o primeiro filme de terror que me assustou e me fez rir ao mesmo tempo. Terror e comédia são ótimos companheiros quando se faz direito, e ninguém faz melhor que Sam Raimi.

7. Invocação do Mal | 2013

Diretor: James Wan

O estilo de terror baseado em uma história verdadeira sempre foi um dos meus favoritos desde que vi outro filme icônico – Horror em Amityville, um terror sobrenatural de 1979 dirigido por Stuart Rosenberg.

Invocação do Mal, no entanto, foi o primeiro filme em mais ou menos uma década que realmente me assustou. Por esta razão apenas entrou nesta lista, tirando Sobrenatural, de 2010 (também dirigido por James Wan). O filme acompanha os investigadores paranormais da vida real, Ed e Lorraine Warren, que ajudam uma família aterrorizada por uma presença sinistra em sua casa no campo.

Existem tantos filmes que gostaria de adicionar aqui (Alien, Horror em Amityville, Um Lobisomem Americano em Londres – para citar alguns) mas mantive os que causaram o maior impacto em mim através dos anos. Os efeitos especiais modernos são tão sofisticados, que efeitos práticos podem parecer até cômicos, mas vale muito a pena assistir se conseguir ignorar este detalhe. Dê uma chance.