NotíciasPlayStation 4

Call of Duty: Modern Warfare altera fatos em favor dos EUA; easter egg para aqueles que atiram no bebê

Call of Duty: Modern Warfare se inspira em um ataque do mundo real na Guerra do Golfo que foi feito pelos EUA, porém a história do jogo altera isso para culpar a Rússia.

Durante a guerra, estradas estratégicas do Kuwait se tornaram um ponto importante para o conflito e receberam o apelido de “Rodovia da Morte“. Um ataque controverso dos EUA ocorreu nesse local, sendo que mais de 350 soldados – desarmados e que já tinham se entregado – foram assassinados. Há relatos de que até mulheres e crianças foram mortas também.

Call of Duty: Modern Warfare pega o local e usa como cena de um ataque da Rússia em civis inocentes.

Paralelo a isso, em um dado momento da campanha, você está em um local que qualquer pessoa pode ser um inimigo. Uma mãe segurando um bebê aparece no caminho e cabe ao jogador decidir o que fazer.

Se atirar na mãe, ela morre e o bebê chora. O soldado perguntará que diabos você está fazendo e, após ser criticado pelos outros soldados, o bebê continuará chorando. Você pode deixar que um soldado pegue o bebê e o acalme, ou você pode atirar nele. Se atirar, o jogo começa do último checkpoint dizendo que crianças não são combatentes. Se você insistitir em atacar o bebê, o jogo altera a frase para “are you serious?” (“sério mesmo?”).