NotíciasPlayStation

BioWare faz comentários do próximo Mass Effect; não gosta de que chamem de "ME4"

Nos fóruns da BioWare, Chris Priestly disse que chamar o próximo jogo da série de Mass Effect 4 é um desserviço e que só causa confusão.

"Nós já falamos que a trilogia do/da Commander Shepard acabou e que o próximo jogo não terá ele/ela. Essa é a única coisa que você sabe do jogo. Eu vejo pessoas dizendo 'bem, eles terão que escolher um fim da trilogia'. Não, porque o game não precisa vir depois. Ou antes. Ou simultaneamente. Ou com os personagens que você conhece. Ou blábláblá", comenta Chris.

Yanick Roy, da BioWare Edmonton, concordou com os comentários de Chris, adicionando que "pensar que o próximo jogo seria um Mass Effect 4 é parecer que será linear, uma evolução direta do gameplay e da história dos três primeiros games".

No entanto, Roy sugeriu que as escolhas feitas na trilogia Mass Effect podem afetar o universo do próximo jogo. Ele faz um comparativo: "se você tivesse três jogos centralizados em um grupo de soldados-chave no exército americano durante a Primeira Guerra Mundial e então decidisse fazer um game sobre um outro grupo durante a Segunda Guerra Mundial, os games teriam muitos pontos em comum e seriam ligados". "Você teria que reconhecer como os eventos da primeira guerra influenciaram os da segunda, mas não é necessariamente uma sequência", continua. "O que faz Mass Effect ser o que é são as raças alienígenas, a tecnologia, a história, etc. Você pode tranquilamente esperar por isso no próximo Mass Effect", comenta.