Chris Priestly, da BioWare, comentou o seguinte de acordo com o site GameSpot sobre o DLC “Extended Cut” de Mass Effect 3:

    “Provavelmente eu não deveria dizer isso; houve uma discussão [sobre] se deveria ser pago, e [o produtor executivo Casey Hudson] disse ‘não, não podemos fazer isso. Temos que fazer isso melhor. Nós podemos fazer um trabalho melhor em finalizar o game, fornecendo clareza, respondendo algumas questões’. E foi muito importante à equipe em finalizá-lo da melhor maneira possível”.

    “Teria sido realmente fácil para eles em manter escondido. Ter colocado suas cabeças para baixo e dito ‘não, acabamos. É isso. DLC virá no mês que vem’. Eles não fizeram. E é difícil; é realmente difícil quando você se dedica como uma equipe de desenvolvimento por anos fazendo o jogo para ter gente dizendo o quão ruim está. Mas eles não. Eles escutaram e fizeram o Extended Cut porque era a coisa certa a se fazer e lançaram de graça para os fãs porque, novamente, era a coisa certa a ser feita”.

O DLC “Extended Cut” foi lançado gratuitamente para Mass Effect 3 para acalmar os fãs que não gostaram do final do título.