Em uma entrevista ao site Eurogamer, o diretor criativo Brian Horton e o diretor do jogo Cameron Christian comentaram e revelaram mais detalhes sobre Marvel’s Spider-Man: Miles Morales. Confira abaixo os principais pontos tirados da entrevista:

  • Miles ainda é um adolescente e está atuando como Homem-Aranha por apenas um ano. Tendo ajuda de Peter Parker, o jovem herói ainda está aprendendo bastante e isso será mostrado no jogo, assim como sua visão de um herói adolescente nos dias de hoje.
  • Miles e a mãe se mudam para o Harlem após a morte de seu pai no primeiro jogo. Ele ainda esta se adaptando na nova comunidade, conhecendo as pessoas e isso será parte importante do jogo.
  • Agora candidata a vereadora, a mãe de Miles, Rio Morales se torna uma grande inspiração para o mesmo. Tendo se tornado uma pessoa mais importante em New York, Rio é contra a corporação Roxxon, o que a torna um alvo e, assim, alguém que Miles precisa proteger.
  • Sequência inicial é Peter e Miles escoltando o transporte de Rhino. Com a fuga do vilão, os dois se juntam para derrotá-lo. Rhino avança por um shopping e Miles precisa guiar o vilão enquanto Peter tira as pessoas do caminho.
  • Miles não trabalha sozinho, seu melhor amigo Ganke age como um espécie de “oráculo”, ajudando a distância, desenvolvendo os trajes e até um aplicativo para a comunidade de New York chamar o Homem-Aranha quando estão em perigo.
  • Todo o mapa de Marvel’s Spider-Man de 2018 está de volta, mas muito mais detalhado. Além disso, as áreas de Harlem e East Harlem foram expandidas.
  • Danika Hart é uma podcaster popular que fala bastante sobre o Homem-Aranha, é uma ativista dos direitos humanos e bastante diferente dos quadrinhos.
  • Consertador (Tinkerer) é um dos vilões do jogo e será bem diferente do seu conceito original nos quadrinhos. No jogo ele é algo mais moderno, uma personalidade mais jovem e atual, enquanto na HQ é um dos vilões mais velhos e também dos mais antigos. A Insomniac disse que quando falou dessa mudança para o personagem, todos na Marvel aprovaram a ideia. Consertador será o líder dos Undergrids, um exército armado de alta tecnologia, mas ainda com intenções não reveladas.
  • Simon Krieger será dublado por Troy Baker e é um personagem que possui relação forte com os Roxxons. Estes inclusive serão inimigos difíceis para Miles, com grande capacidade tecnológica, que poderão até absorver os poderes elétricos dele e também lutar contra várias de suas habilidades.
  • Aaron Davies, tio de Miles e também um dos vilões do herói nas HQs sendo o Gatuno (Prowler), ainda não teve sua presença confirmada no jogo. Porém, de acordo com algumas gravações feitas pelo ator responsável pela voz e captura de movimentos de Miles, há referências ao seu nome no jogo, inclusive diálogos, que pode indicar sua participação na história.
  • A ideia com o vilões do jogo é seguir o caminho do que Marvel’s Spider-Man fez e enriquecê-los mais, atualizá-los e com características únicas que façam parte do jogo.
  • Os movimentos de Miles são diferentes dos de Peter, principalmente ao se balançar em teias enquanto transita pela cidade. Todos são mais descoordenados, estranhos, mas cheio de personalidade e mostrando seu próprio estilo, lembrando o filme Homem-Aranha no Aranhaverso. Isso inclusive é representado no combate e de outras formas. A intenção é mostrar como um garoto de 17 anos, com poderes incríveis, reage a tudo que acontece e vai aprendendo com isso, diferente de um herói já experiente como Peter Parker.
  • Venom Punch é um golpe característico de Miles que usa energia biolétrica e irá atordoar os inimigos, custará um medidor de venom power que irá carregar quando se ataca ou se esquiva de ataques. Camuflagem é outra habilidade que deixa Miles invisível por um tempo, mas precisa saber o momento exato para usar. Ambos poderão ser contra-atacados por inimigos no jogo.

Confira abaixo na íntegra o vídeo da entrevista com todos os detalhes.

Paralelo a isso, a Gameinformer continua com sua cobertura exclusiva de Marvel’s Spider-Man: Miles Morales e mais detalhes da diferença do jogo no PS4 e PS5 foram revelados.

  • Quanto aos loadings, não existirão nenhum no PS5, enquanto no PS4 haverá telas de carregamento e também as transições pelo metrô.

  • A fidelidade visual do jogo é muito maior no PS5, com mais detalhes no mundo, reflexos via ray-tracing, mais iluminação e objetos luminosos. Vários desses detalhes não estarão no PS4.

  • Animações faciais e a atuação dos atores serão mais perceptíveis graças ao poder do PS5 e o novo sistema de captura em 4D. Além disso, cabelos e pele serão mais realistas assim como um nova técnica de renderização para o PS5.

  • O jogo é mais fluído no PS5, com opção para 60 quadros por segundo. Ainda há um novo sistema de simulação e partículas que irá explorar ainda mais as explosões e cenas de ação.

  • O combate é muito mais imersivo graças ao DualSense, com características únicas que não existem no PS4, como o feedback háptico. Haverá uma grande diferença em balançar nas teias nos dois consoles.

Marvel’s Spider-Man: Miles Morales será lançado em 12 de novembro para PS4 e PS5.