Ismail Ashraf, Diretor Criativo de Assassin’s Creed IV: Black Flag e Assassin’s Creed: Origins e que vinha exercendo o mesmo cargo em Assassin’s Creed: Valhalla até junho quando ele se afastou por “problemas pessoais”, foi oficialmente demitido da empresa, de acordo com um comunicado interno da Ubisoft obtido pelo site americano Kotaku.

Os funcionários da Ubisoft Montreal onde Assassin’s Creed: Valhalla está em desenvolvimento foram notificados da decisão ontem. “Após uma investigação por uma firma externa, foi determinado que o contrato de trabalho de Ashraf com a Ubisoft tinha que ser encerrado”, diz a mensagem enviada para toda a equipe obtida pelo Kotaku. “Nós não podemos fornecer quaisquer detalhes sobre essa investigação confidencial”. A demissão do Ismail Ashraf vem em meio a uma onda de denúncias que levaram a demissão de vários executivos da empresa nos últimos meses.

Ashraf estava na Ubisoft desde 2009 e agora se junta a uma crescente lista de homens que foram demitidos, forçados a pedir demissão ou foram afastados da Ubisoft após as mencionadas denúncias de problemas de conduta envolvendo alguns dos principais nomes criativos da empresa. Enquanto algumas delas foram anunciadas publicamente, algumas foram comunicadas apenas por memorandos internos ou até mesmo para membros da equipe que tinham contato direto com esses indivíduos.

“Enquanto nós não vamos sempre publicar o resultado das investigações, as partes relevantes incluindo as vítimas e aqueles envolvidos nas investigações serão informados dos resultados, incluindo as ações disciplinares quando aplicáveis”, dizia uma publicação no Mana em 10 de agosto que foi obtida pelo Kotaku. “Antes e durante as investigações, para proteger a integridade delas, apenas o gerente e as vítimas e aqueles envolvidos na investigação irão receber informações. Se uma investigação tiver resultado negativo, as equipes e departamentos relevantes também serão informados.”

A Ubisoft não respondeu ao pedido do Kotaku de comentários.