Especiais

Rock in Rio 2019: Veja o que rolou na GamePlay Arena

No dia 27 de setembro começou no Rio de Janeiro a oitava edição do Rock in Rio, um dos maiores festivais de música do mundo, que é conhecido por trazer ao Brasil grandes nomes como Aerosmith, Guns N’ Roses, Beyoncé e Queen.

Neste ano, além de toda a parte musical, roda gigante e área gourmet, o evento também contava com uma arena toda voltada para os games, a Oi GamePlay Arena by Game XP, uma pequena réplica de um dos espaços da feira realizada em julho. Estivemos no festival e trazemos alguns detalhes sobre as principais atrações deste espaço.

Rock In Rio
Esta arena também foi utilizada na Game XP, evento que ocorreu em julho. Fonte: autoria própria.

Antes mesmo de entrar na arena era possível encontrar o Palco Just Dance. Com a possibilidade de jogar praticamente todo o catálogo com o acesso ao Just Dance Unlimited, sempre haviam pessoas dispostas a subir no palco e fazer aquela sua coreografia favorita. Infelizmente não foi dessa vez que pude ensinar o público como se performa Gibberish direito, fica pra próxima.

Rock In Rio 2019
Apesar de estar escrito Just Dance 2020, nenhuma música do jogo estava presente no evento. Fonte: autoria própria.

Ao entrar na arena a primeira atração vista era o espaço Freeplay, onde foi possível jogar os lançamentos da Konami (PES 2020 e Contra: Rogue Corps) e também o best-seller do ano até o momento, Mortal Kombat 11,  que estava com os dois primeiros personagens do Kombat Pack disponíveis para batalha. No estande também estavam disponíveis celulares para a demonstração de Call of Duty: Mobile.

Além do palco Just Dance, a Ubisoft contava com um local próprio dentro da arena, sendo possível testar grandes jogos de seu catálogo, incluindo Ghost Recon Breakpoint, lançado na última semana (4/10). Outros títulos presentes eram For Honor, Assassin’s Creed Odissey (apenas o modo Discovery Tour ), Rainbow Six Siege, The Crew 2 e Trials Rising.

Rock In Rio
Todos os jogos disponíveis foram disponibilizados em Playstation 4 slim. Fonte: autoria própria.

Para aqueles que gostam de realidade virtual, era possível jogar The Last Squad, que também esteve disponível na Game XP e no Rock in Rio 2017. Neste jogo um grupo de pessoas entra em uma sala e precisa defendê-la de uma invasão alienígena.

E se realidade virtual não fosse muito o seu estilo, também era possível fazer uma imersão no mundo do grande clássico Pac Man. Um pequeno labirinto foi construído para que você e alguns amigos pudessem incorporar, literalmente, os personagens da franquia. O conceito era bom, mas acabou sendo apenas um verdadeiro pega-pega dentro de um labirinto com pessoas utilizando chapéus gigantes.

Rock in Rio
A experiência só atraía grupos de famílias com crianças. Fonte: autoria própria.

No evento também foi possível jogar clássicos como Cadillac and Dinosaurs em um espaço com diversos arcades antigos. Se Mortal Kombat 11 fosse muito complexo para você com tantos combos e poderes, era possível jogar edições antigas da franquia. Os tempos de “fliper” voltaram e você tinha a opção de desafiar seus amigos ainda para Street Fighter ou The King of Fighters 98. E para deixar a nostalgia completa, nada melhor do que perder um bom tempo (sem gastar todo o dinheiro com fichas, já que a utilização era gratuita) nos pinballs de Twister ou Star Wars.

Rock in Rio
Os arcades clássicos atraíam mais o público do que os jogos de consoles atuais. Fonte: autoria própria.

Por último, mas não menos importante: dois grandes sofás e telões com Mario Kart 8 Deluxe e Crash Team Race Nitro-Fueled para dar aquela relaxada ou então arranjar uma desculpa para acabar de vez com alguma amizade. Quem nunca?

Rock in Rio
Mario Kart 8 Deluxe (Nintendo Switch) a esquerda e Crash Team Race Nitro-Fueled (Playstation 4) a direita. Fonte: autoria própria.

O Rock in Rio 2019 aconteceu até o último domingo (06), no Parque Olímpico do Rio Janeiro. Diferente da edição de 2017, que rendeu duas grandes arenas olímpicas, uma produção visual maior e várias experiências interativas espalhadas pelo parque, neste ano a área focada em jogos eletrônicos foi reduzida e, por ficar em local afastado dos palcos de shows e sem ser um caminho usual para as atrações principais, na maior parte do tempo ficou bem vazia.

Veja abaixo mais fotos do evento em nossa galeria exclusiva.