PUBLICIDADE

Rolou em São Paulo, do dia 5 a 8 de dezembro, a versão brasileira da Comic-Con Experience (ou CCXP para os íntimos), maior evento de cultura pop do mundo.

A CCXP nasceu originalmente em San Diego e era considerada a maior até então. Porém, de acordo com o site da Galileu, a CCXP de São Paulo, criada em 2014, ultrapassou o público da edição norte-americana e tomou sua posição de primeiro lugar no pódio.

Para uma ideia de comparação, em 2014 o evento contava com uma área equivalente a 40 mil m² e um público de 97 mil pessoas. De lá pra cá, esses números aumentaram e nesta sexta edição a média de visitantes chegou a 280 mil, 18 mil a mais que a do ano passado.

De acordo com a organização do evento, a CCXP 2019, que rolou na Expo São Paulo, injetou na economia da cidade a quantia de R$265 milhões de reais, além de ter gerado 11 mil empregos diretos e indiretos. Além disso, o faturamento das lojas presentes chegou a 52 milhões. Ufa! São muitos números, né?

PUBLICIDADE

Agora que você já está por dentro da importância do evento, chegou o momento de contar pra vocês um pouco da experiência de estar na CCXP 2019 que, pela primeira vez, recebeu a visita do PSX Brasil. E desde já agradecemos à organização pela oportunidade única de viver o épico.

CCXP
O evento parecia vazio, mas a área dos painéis estava um verdadeiro caos. Foto: Própria autoria

Aventura geek

Como dito anteriormente, a CCXP 2019 rolou na Expo São Paulo, um local com 115 mil m² que contava com dezenas de expositores.

Para facilitar a ida ao evento, foi disponibilizado um traslado gratuito do metrô Jabaquara até o local. O mesmo serviço rolou para quem saía da CCXP, porém, o ponto de partida era tão longe, que muitos preferiram ir a pé para a estação.

Já no local do evento, era preciso atravessar todo o estacionamento para chegar ao ponto de retirada das credenciais. Diferente da BGS, não era possível imprimi-las em casa, o que de primeiro momento pode irritar pela fila.

Dentro da CCXP, foi possível ver o cuidado com cada um dos estandes. Todos muito bem estruturados e lindos, com suas respectivas marcas bem a mostra. Porém, o mesmo não pode ser dito das placas que indicavam os caminhos. Elas eram confusas e não ajudavam muito.

CCXP
A Riot estava presente na CCXP para comemorar os 10 anos de Lol. Foto: Própria autoria

Dentre os ali presentes estavam a Netflix, Riot, Badoo,  Paramount com Sonic (para promover o filme), Warner com ativações de Harry Potter e Disney, com Frozen ll e Mulan. Além disso, havia centenas de lojas para os fãs apaixonados por itens nerds; chinelos, action-figures, canecas, camisetas, quadrinhos, enfim. Eram muitos itens colecionáveis para os amantes da cultura pop.

Embora o evento traga muita coisa da cultura geek, os amantes de games se sentiram um pouco deslocados com a ausência daquilo que eles mais amam: consoles. Claro, seus personagens favoritos estavam lá, representados nos estandes da Netflix (série The Witcher), Sonic e lojas, mas nada além disso. Porém, esse fato é totalmente compreensível, tendo em vista que a BGS já existe justamente para mostrar todas as novidades desse universo.

Em grupo é mais legal

Que o público da CCXP brasileira é o maior do mundo, nós sabemos. Porém, você sabia que o evento fica bem mais divertido se for com a galera? Pode parecer uma afirmação retórica, mas gostaríamos de enfatizar que ir sozinho pode não ser tão agradável.

Como dito anteriormente, muitos estandes estavam presentes no evento, e a maioria deles com ativações. Tendo isso em vista, ter alguém acompanhando para tirar aquela foto, gravar um vídeo ou fazer uma graça, era quase que obrigatório. Não que ir sozinho seja proibido, mas havia o sentimento de “seria melhor se tivesse alguém aqui comigo”.

Outra coisa muito legal de se fazer em grupo, é a visita aos painéis. Eles são a peça chave do evento, pois trazem grandes astros de hollywood para falarem de seus trabalhos. Este ano tivemos presenças ilustres, como Lesley-Ann Brandt, a Maze da série Lúcifer; Lana Parrila, rainha má de Once Upon a Time; Gal Gadot, de Mulher-Maravilha e Henry Cavill, da série The Witcher. Além deles, tivemos a presença do presidente da Marvel, Kevin Feige, que falou sobre o futuro dos super-heróis e a aguardada fase 4 do universo.

CCXP
Embora Gal Gadot tenha sido aclamada no painel da Mulher-Maravilha, Cavill não deixou a desejar em The Witcher. Foto: Divulgação

Para quem nunca havia ido na CCXP antes (como eu), conseguir vaga nos painéis era confuso. A organização informou com antecedência que o número era limitado, porém, você ficava perdido na hora de retirar as pulseiras. Como não havia prioridade para imprensa, era preciso ficar esperto para conseguir um lugar.

Aqueles que não conseguiram entrar nas salas dedicadas aos painéis, puderam acompanhar pelo telão externo o que estava rolando. A sensação não era a mesma de estar lá dentro, mas foi uma saída para os atrasadinhos e/ou perdidos.

E como estamos falando de atores famosos, é válido ressaltar que existia a possibilidade de tirar fotos e pegar autógrafos com seus ídolos. Nós até fomos no balcão de informações para saber mais de como funcionava, mas as palavras “bilheteria” e “preço” foram um pouco demais para nosso coração.

Fim de festa

Embora a CCXP não trabalhe com lançamentos do mundo dos games, eles trouxeram um estande de Just Dance para que os fãs (e não fãs) da série pudessem se divertir e claro, competir.

Além das convencionais lojas (Riachuelo, Legião dos Heróis, entre outras) havia também a Artist’s Alley, local onde vários artistas puderam apresentar seus trabalhos e o melhor, vendê-los para o público.

No quesito estético da coisa, a CCXP 2019 arrasou muito. Foram dezenas de expositores com suas – lindas – marcas, todas bem decoradas e chamativas. As ativações estavam super atraentes e era um prato cheio para os visitantes ali presentes.

Por fim, de modo geral, o evento foi muito bem visto pelos fãs e imprensa. Vários atores renomados de séries e filmes super importantes estavam lá, dando o ar de sua graça, enquanto o público ia à loucura com os painéis dedicados.

Caso você tenha interesse em ir na próxima CCXP, saiba que já existe uma data definida para o épico voltar a São Paulo: de 03 a 06 de dezembro de 2020. Em 2021, uma versão em alto-mar do evento estará disponível para aqueles que quiserem ter uma experiência diferente. Se ficou curioso, basta acessar o link e ver mais detalhes da CCXP Cruise.

Confira mais algumas fotos do evento: